10/10/2020 às 21h30min - Atualizada em 10/10/2020 às 21h30min

São Paulo derruba tabus e joga Palmeiras na crise

Vitória no Allianz encerra série de fracassos do tricolor em clássicos como visitante; Luxemburgo sofre pressão

Paulo Octávio
Reinaldo comemora gol de pênalti. Foto: Marcello Zambrana/AGIF
Se a primeira gente a gente nunca esquece, o são paulino nunca esquecerá do dia 10 de outubro de 2020. Às 20h56, assim que Vuaden apitou, o Tricolor encerrou o tabu de nunca ter vencido no Allianz Parque desde a inauguração em 2014. Com gols de Reinaldo e Vitor Bueno, o São Paulo ganhou do Palmeiras por 2 x 0 e assumiu a terceira posição do Brasileirão .Além disso o time quebrou uma marca de  1334 dias sem vencer um clássico como visitante. O último sucesso foi o 3 x 1 sobre o Santos na Vila, com Rogério  Ceni como técnico.
 
Essa foi a primeira vitória dos tricolores na casa Alviverde desde 2007. Os triunfos anteriores do clube do Morumbi como visitante foram em 2010 e 2014 no Pacaembu. O feito inédito alivia pressão sobre Fernando Diniz após eliminações no Paulista e Libertadores.
 
A derrota faz o Verdão beijar à lona. Após o título paulista, o time sofreu com uma série de empates que impediram o time de assumir à liderança do torneio nacional. Clube está na  quinta posição e pode cair para sétima se o Fluminense e o Santos vençam Bahia e o Grêmio, respectivamente.  E agora sem os principais jogadores de defesa, que servem suas respectivas seleções, perdeu duas partidas seguidas. Além disso, o meio campo palmeirense foi inoperante apesar da mudança de Luxemburgo em colocar dois meias ao invés de dois volantes. Derrotado, o treinador vê a temperatura de fritura subir e passa a correr risco de ser demitido. No começo do primeiro tempo, o termo “fora, Luxemburgo” já era um dos termos mais citados do Twitter.
 
1º TEMPO
 
São Paulo não sentiu o peso dos jejuns e criou as melhores oportunidades. Após período de estudos, o Luan errou na saída, Brenner recuperou, deu chapéu e bateu por cima. Verdão tentou responder, mas Wesley estava impedido. A partir daí o meio de campo tricolor se destacou e encontrou espaços com boas trocas de passes. Aos 16, Tchê Tchê cruzou para Brenner, entretanto Felipe Melo afastou o perigo. Aos 21, Reinaldo cruzou e Igor Gomes de cabeça mandou à esquerda de Jaílson. Logo depois Igor Vinicius, no fundo, tentou cruzar e foi travado por Marcos Rocha.  Alviverde criou só uma oportunidade com Wesley. O jovem puxou para direita e bateu à direita de Volpi. 
 
Durante o jogo, a torcida do Palmeiras já pedia 'fora, Luxemburgo' no Twitter e criticava o Lucas Lima. Já os são-paulinos não gostaram da atuação de Daniel Alves.
 
2 ºTEMPO
 
Palmeiras voltou sem mudanças de jogadores e de postura. A partida continuou sob domínio tricolor. Aos três, Reinaldo recebeu em liberdade e bateu firme para defesa de Jaílson. São Paulo seguiu em cima. Igor Vinicius cruzou para Brenner, que venceu Felipe Melo, mas mandou para fora. E aos nove aconteceu o lance que mudou com história do jogo. Daniel Alves enfiou para Igor Vinicius, que foi travado pelo estreante Lucas Esteves. Vuaden deu pênalti,  Reinaldo bateu e fez.
 
Depois de ter tomado o gol, Luxemburgo promoveu três mudanças. Entraram Luiz Adriano (Willian), Scarpa (Veiga) e Verón (Wesley).  Assim que entrou, Scarpa cruzou para Melo, que errou tempo de bola. Depois, Scarpa bateu falta para boa defesa de Volpi. Mas os visitantes continuaram criando oportunidades. Tchê Tchê serviu Reinaldo, bateu forte à esquerda do gol.
 
Aos 25, Luan errou, e Daniel Alves arrancou em contra ataque, porém falhou no passe. A partir daí o São Paulo se segurava, e o Palmeiras rondava o campo de ataque, mas não conseguiu concluir nenhuma jogada. E aos 47, Vitor Bueno lacrou o caixão. Igor Vinicius cruza, a bola passa por Jaílson e o garoto fechou o placar com dois a zero.
 
PRÓXIMOS CONFRONTOS
 
O Palmeiras volta a campo na quarta para pegar o Coritiba, às 18h (horário de Brasília), no Allianz. Já o próximo jogo do São Paulo será contra o Fortaleza, no Castelão, também na quarta, as 19h15, pela Copa do Brasil. Por isso, a partida contra o Ceará, que seria nesse dia, foi adiada.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »