16/10/2020 às 06h22min - Atualizada em 16/10/2020 às 06h27min

J’aime la France – Estereótipos da série Emily em Paris

Série da Netflix irritou os franceses

Catharine Senna - Editado por Fernanda Simplicio

No dia 2 de outubro, a Netflix estreou a série “Emily em Paris”, que conta a história de uma profissional de Marketing americana na qual se muda para Paris, a cidade que tanto sonhou trabalhar, porém, ela sofreu um “choque de cultura”, com costumes atípicos dos franceses, e além disso ela nem sequer fala francês.
Apesar da maioria das pessoas terem gostado desse clichê, os franceses não ficaram muito contentes, devido aos estereótipos representados na série. “Entre a boina, os vestidos de festa e as ruas impecáveis, os parisienses tiveram dificuldade em reconhecer o seu dia a dia”, opinião dada pela rádio francesa RTL. Enquanto isso, a revista de cultura francesa “Les Inrockuptibles” disse que todos em Paris estavam caçoando da série, enquanto a reação no Twitter francês era chamar a série de “ridícula”.
Mas afinal, a série representou bem ou não os franceses? Oui et non (sim e não), há detalhes no meio da trama que realmente são verídicos, outros não. Segundo o canal “Francês com Paul”, um dos pontos exagerados é que os casais na França seriam muito liberais, ou seja, o que não é verdade. Outro ponto: eles mostram na série que os franceses fumam muito, e é verdade, pois lá eles veem isso como glamour e um clichê intelectual.

 


 

A série trata os parisienses como “grosseiros”, e realmente eles são assim, pelo menos em sua maioria, em especial atendentes, pessoas que trabalham direto com pessoas e podem ter comportamentos considerados esnobes, e a primeira impressão é a que fica.
Um canal no Youtube chamado “StreetFrench.org”, também relembra o fato que na série parece que todo parisiense fala bem inglês, C’est pas vrai! (não é verdade!), provavelmente em uma sala com vários franceses, somente um saberá inglês. E a expressão americana “I’m so excited” (estou muito feliz/animado), não tem o mesmo sentido na França, caso você diga “Je suis très excité”, as pessoas irão entender no sentido sexual da palavra, o adequado seria dizer “j’ai hâte de...” e complementa com a situação que você esteja animado.

 


 

No geral, “Emily em Paris” foi feita na visão americana bem estereotipada de Paris, mas essa é a ideia da série, pois se trata de uma comédia. Particularmente, é uma série divertida de se acompanhar, encantadora, no sentido que você pode desfrutar dos cenários espetaculares dos pontos turísticos, e você se sente bem francesinho(a) quando os atores soltam palavras e frases francesas. Então, caso você não tenha acompanhado a série ainda, ela está disponível na Netflix com 10 episódios, d’accord (tudo bem/certo)? Então, À bientôt (Até mais).
 
REFERÊNCIAS
NARCISO, Anderson. Emily em Paris, série da Netflix, é detonada por franceses: “Ridícula”. Mix de séries, 6 out 2020. Disponível:< https://mixdeseries.com.br/emily-em-paris-serie-da-netflix-e-detonada-por-franceses-ridicula/ > Acesso em 12 out 2020.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »