15/10/2020 às 11h12min - Atualizada em 15/10/2020 às 10h58min

Série brasileira “Bom dia, Verônica” estreia e surpreende positivamente

Ana Terra - Editado por Bárbara Miranda
A Netflix lançou sua nova série brasileira, “Bom dia, Verônica”. O roteiro adapta o livro de romance policial, de mesmo nome, dos autores Ilana Casoy e Raphael Montes. A série apresenta de forma dura e realista a violência contra a mulher e os abusos domésticos.

Verônica Torres (Tainá Muller) é uma escrivã da Delegacia de Homicídios de São Paulo. Após uma mulher se suicidar dentro da Delegacia, Verônica entra em uma intensa busca de justiça por essa mulher e por tantas outras que sofrem violência. No meio de investigações, a policial conhece a personagem Janete (Camila Morgado). Os episódios mostram o desenvolvimento das duas mulheres, e suas lutas para parar o assassino em série, Coronel Brandão (Eduardo Móscovis), marido de Janete.

Não há como não se sensibilizar com a história de Janete. Ela prova como um relacionamento agressivo pode danificar a saúde mental de uma mulher, é visível a cada episódio o quanto a personagem vai definhando a cada agressão física e psicológica. Camila Morgado faz o telespectador sentir na pele seu sofrimento e viver aquele drama abusivo e violento. Brandão manipula sua esposa com momentos de ternura e afeto, mas com explosões de raiva e violência a culpando por seus crimes, um conturbado relacionamento abusivo.

Verônica passa a difícil tarefa de conciliar sua família com o intenso trabalho. Ela apresenta uma policial durona, mas ao mesmo tempo humanizada. A trama policial mostra com zelo o quanto o sistema judiciário pode ser falho, principalmente em casos de violência doméstica. Verônica presencia a corrupção dentro da polícia e desenvolve uma sede de justiça intensa para as mulheres vítimas de abusos, conseguimos sentir seu desespero para provar os crimes investigados.

A série aborda um assunto extremamente delicado, mas necessário. Não há sutilezas nas cenas, fazendo com que o espectador sinta e entenda a que ponto pode chegar à violência. Bom dia, Verônica eleva as produções brasileiras, entregando um enredo policial, algo não tão abordado nos títulos nacionais. Ela está disponivel na Netflix e possui oito episódios. 


REFERÊNCIAS
 
BRAZ, Rafael. "Bom Dia, Verônica": série da Netflix é um soco no estômago. Disponível: <https://www.agazeta.com.br/colunas/rafael-braz/bom-dia-veronica-serie-da-netflix-e-um-soco-no-estomago-1020 >. Acesso em: 12/10/2020.
 
COZINHA. De Sherlock até Bom Dia, Verônica! A evolução da ficção policial. Disponível: <https://www.omelete.com.br/netflix/sherlock-bom-dia-veronica-evolucao-ficcao-policial >. Acesso em: 12/10/2020.
 
ELOI, Arthur. Bom Dia, Verônica - 1ª Temporada | Crítica. Disponível: https://www.omelete.com.br/netflix/criticas/bom-dia-veronica-1a-temporada >. Acesso em: 12/10/2020.
 
LERAY, Wallace. Netflix: 5 motivos que fazem de ‘Bom Dia, Verônica’ uma ótima série. Disponível:< https://catracalivre.com.br/entretenimento/netflix-5-motivos-que-fazem-bom-dia-veronica-uma-otima-serie/ >Acesso em: 12/10/2020.
 
TALARICO, Fernando. Bom Dia, Verônica | Crítica. Disponível: <https://jovemnerd.com.br/nerdbunker/bom-dia-veronica-critica/ >. Acesso em: 12/10/2020.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »