28/10/2020 às 13h10min - Atualizada em 28/10/2020 às 13h03min

Reeditando confrontos anteriores, Flamengo e Athletico se reencontram na Copa do Brasil

O embate entre os rubro-negros marca o primeiro jogo da busca de uma vaga para as quartas-de-final

Júlia Mano - editado por Wesley Bião
Furacão e Urubu disputam a primeira partida entre eles das oitavas de final da Copa do Brasil - Foto: Alexandre Vidal/CR Flamengo
Athletico-PR e Flamengo disputam na noite desta quarta (28) a partida de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil. O jogo está marcado para as 21h30 (horário de Brasília) na Arena da Baixada. O time carioca vai para o jogo embalado com os bons resultados obtidos na Copa Libertadores e no Brasileirão, além da invencibilidade de 11 jogos. Já o Furacão vive uma fase ruim: sem vencer há oito jogos e na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o clube paranaense tentará reagir na partida de hoje para sair do jejum. A disputa final entre os rubro-negros para se classificar para as quartas será no Maracanã no dia quatro de novembro.
 

ATHLETICO PARANAENSE

O Furacão vive um momento ruim na temporada dos campeonatos que está disputando e acumula quatro partidas como mandante sem vencer. No Brasileirão, está há um mês sem saber o que é sair de campo com os três pontos e entrou para a zona de rebaixamento depois de ser derrotado pelo Grêmio no último domingo. Na Libertadores, se classificou para as oitavas, mas perdeu para o Peñarol na última rodada e teve que ceder o primeiro lugar do grupo C ao Jorge Wilstermann.

Apesar do desejo de quebrar o jejum na partida de hoje, o técnico Paulo Autuori vai ter dificuldades para montar o seu elenco que enfrentará o Flamengo. São desfalques certos para o confronto o meia Jorginho e o atacante Renato Kayzer, que não poderão atuar pela equipe do Paraná por terem iniciado o campeonato defendendo o Atlético Goianiense.

A participação do zagueiro Pedro Henrique foi vetada. O jogador foi substituído na partida de domingo contra o Tricolor Gaúcho com a coxa lesionada. Também estão de fora Jonathan Vitinho, que estão em recuperação e Khellven, que está atuando pela Seleção Brasileira sub-20. Apesar dos desfalques importantes, o meia Léo Cittadini retorna ao time e pode ser um importante reforço para o confronto, mas disputa a vaga no meio campo com Lucho González.

Horas antes da partida, o clube divulgou em seu Twitter que Thiago Heleno testou positivo para a Covid-19 pela segunda vez. Apesar dos protocolos da CBF permitir que o jogador entre em campo caso teste positivo para o coronavírus pela segunda vez, o Athletico decidiu deixá-lo de fora do confronto desta quarta para presevar a saúde do zagueiro. Ele deve ser substituído por Zé Ivaldo.

Provável escalação: Santos; Erick, Felipe Aguilar, Zé Ivaldo, Abner; Wellington, Christian, Lucho González; Nikão, Carlos Eduardo, Walter.

 
FLAMENGO

Enquanto que o adversário passa por um período ruim, os cariocas fazem uma boa campanha no Brasileirão. É o vice-líder com 32 pontos e também se classificou com folga para as oitavas de final da Libertadores. O time emplacou oito vitórias em 11 jogos e tem a melhor atuação como visitante pela Série A do Campeonato Brasileiro: são seis vitórias em dez partidas longe de seus domínios.

Além disso, o Fla vai para a partida de hoje embalado pelo empate contra o Internacional, líder do Brasileirão. Com o placar de 2x2, os times protagonizaram um dos melhores jogos do ano. Como ponto positivo para a equipe do Rio neste partida ficou a maior posse de bola e também a vantagem no número de finalizações - 16 contra 10 do Colorado.

Mesmo com Gabigol, Arrascaeta, Diego e Rodrigo Caio – lesionados – desfalcando o elenco, Domènec Torrent conta com o reforço e, principalmente, com uma boa atuação de Bruno Henrique. Ele volta ao time depois de cumprir suspensão durante o jogo contra o Internacional. Os paranaenses são as maiores vítimas do jogador: são dez gols sofridos em 13 jogos.  Vestindo a camisa do Goiás foram dois gols, três pelo Santos e cinco pelo Flamengo.

Provável escalação: Diego Alves; Isla, Gustavo Henrique, Natan, Filipe Luís; Thiago Maia, Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro;  Bruno Henrique e Pedro.
 

RETROSPECTO

Pela Copa do Brasil, os rubro-negros se enfrentaram em duas oportunidades. A primeira foi na final de 2013, em que o time carioca foi campeão. A outra foi no ano passado, e na ocasião, o Furacão eliminou o rival nas quartas-de-final. Inclusive esse foi o único torneio em solo sulamericano que o elenco do Urubu, comandado por Jorge Jesus não ganhou em 2019.

No início de outubro os times se enfrentaram pela 13ª rodada do Brasileirão. O Flamengo venceu o Athletico por 3x1. Ao todo, os times disputaram 65 partidas, com 15 empates, 24 vitórias do carioca e 23 dos paranaenses.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »