09/11/2020 às 14h09min - Atualizada em 09/11/2020 às 13h35min

O surpreendente início de Premier League do Southampton

Saints somam cinco vitórias, um empate e duas derrotas e chegou ao topo da tabela pela primeira vez desde 1988

Caio Henrique Panini de Oliveira - editado por Wesley Bião
James Ward-Prowse com a braçadeira de capitão no confronto diante da equipe do Newcastle (Foto: Reprodução/Matt Watson e Chris Moorhouse/ Southampton FC)
A temporada 20/21 se iniciou de uma forma completamente diferente para o Southampton. O clube inglês que sempre disputa na parte de baixo da tabela começou desta vez brigando pela parte de cima da classificação e até chegou à liderança da Premier Legue com 16 pontos, contabilizando cinco vitórias, um empate e apenas duas derrotas neste início de campeonato. A equipe do sul da Inglaterra venceu Burnley, West Bromwich, Everton, Aston VillaNewcastle e perdeu apenas para Crystal Palace Totteham. O time comandado pelo técnico Ralph Hasenhüttl vem conseguindo resultados extremamente significativos. Ralph trouxe contratações pontuais, além de manter bons nomes do elenco da temporada 19/20.

Após vencer a equipe do Newcastle na ultima sexta- feira (6), pela oitava rodada, a equipe conseguiu chegar à liderança do campeonato, um fato que não ocorria desde 1988 com o técnico Chris Nicholl. O incrível desempenho dos Saints vem muito de seus jogadores. Danny Ings, que soma cinco gols em sete jogos e continua com uma fase incrível longe das lesões e Theo Walcott, que voltou para o seu primeiro time da carreira vem dando velocidade e dinâmica às jogadas que a equipe cria, jogando como um segundo atacante mais recuado e vindo buscar mais a bola. 

Ward-Prowse amadureceu muito com a braçadeira de capitão. Com a saída do meio campista Pierre Emile Højbjerg para o Totteham, Ward vem fazendo a função de buscar a bola desde o goleiro e chegar para finalizar ou dar o ultimo passe. O jogador soma três gols e uma assistência no início do campeonato, além de ser o homem da bola parada da equipe.

Outro grande destaque neste início de temporada é o ponta Moussa Djenepo, que vem surpreendendo os tabloides ingleses com a sua velocidade e chegando até a criar jogadas para o time. O jogador, que na temporada passada fez apenas dezoito jogos e na maioria entrando no segundo tempo e também não sendo nem sequer relacionado para alguns jogos, vem sendo uma peça insubstituível nesta temporada.

A defesa também está indo muito bem, Vestergaard e Bednarek vem fazendo uma ótima dupla defensiva, trazendo segurança a um sistema que na temporada passada chegou a levar nove gols do Leicester dentro de sua própria casa. Vestergaard é o zagueiro artilheiro da equipe, somando dois gols em sete partidas. Já o lateral direito Walker-Peters, contratado em definitivo nessa temporada, vem mostrando um ótimo futebol. Lateral que chega muito bem ao ataque, soma boas partidas e também uma assistência nesse início de Premier Legue.

O sistema que Ralph Hasenhüttl usa em seu time é muito interessante: o austriaco coloca em campo o tradicional 4-4-2, com os dois laterais com o objetivo de ir ao ataque, os dois zagueiros saindo com a bola no pé sem o chutão, o meio sempre criando as jogadas e o ataque sendo liderado por Danny Ings. O time tem um grande elenco com bons jogadores e agora só resta saber se o time vai manter esse rendimento pelo resto do campeonato.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »