12/11/2020 às 15h05min - Atualizada em 12/11/2020 às 15h03min

A Festa do Livro da USP tem sua primeira edição online

Laiz Vaz - Revisado por Jéssica Natacha
(Foto: Divulgação/ EDUSP)
​A Festa do Livro da Universidade de São Paulo (USP) está em sua vigésima segunda edição neste ano de 2020, porém é a primeira edição virtual desde a estreia em 1999. O evento foi idealizado pelo professor e ex-presidente da Editora da Universidade de São Paulo (EDUSP) Plínio Martins Filho que teve a intenção de fazer a ponte entre as editoras e os estudantes, fora a exigência de que todos os livros à venda deve possuir no mínimo 50% de desconto, fazendo uma venda em grande escala, beneficiando ambos.

A primeira edição online, que aconteceu devido a pandemia do novo coronavírus, começou na segunda-feira (9) ficará disponível até o dia 15 de novembro às 23h59. Diferente das edições anteriores que foram de forma presencial na travessa C da avenida Professor Mello Moraes, na Cidade Universitária, este ano o acesso será através do site da Festa do Livro. Cada editora tem sua própria página para apresentar a empresa e o catálogo completo com todos os livros, valores e links que levará para cada respectivo site, onde ocorrerá todas as etapas para a venda efetivamente.

Maju Alves que frequenta a Festa do Livro desde 2017 conta que "eu acho que o modo online funcionou bem, porque permite que mais gente usufrua da festa e não está restrito ao estoque físico que levam para o espaço presencial. Mas, ao mesmo tempo, eu vi muito comentário nas minhas redes de diversas pessoas falando que o frete estava muito alto e consequentemente não valia a pena comprar o livro, também que o site da Festa no primeiro e segundo dia não estava carregando 'provavelmente por conta da quantidade de acesso'. Um outro ponto positivo da presencial é que você vê todas as editoras expondo e isso te permite conhecer novos livros, no digital as vezes você não acessa todas as editoras".

O evento reune 170 editoras com o intuito de trazer variedades de livros e preços acessíveis para todos os públicos. Apesar da forma remota, a festa está sendo um sucesso entre o público. Nas primeiras 48h já tiveram diversos livros esgotados até mesmo a queda temporária do site devido a super lotação, mas em poucas horas a plataforma voltou a normal.

“A plataforma é boa, bem simples e fácil de navegar e as editoras são interessantes e tem diversas opções de todas as categorias, mas não é possível pesquisar as editoras pelo nome, o que dificulta a busca e também as listas de livros não apresentam fotos das capas nem as sinopses o que também complica mais a escolha dos livros. Eu só compraria os livros que eu já estava querendo anteriormente porque os descontos são muito bons e sem duvidas eu iria na presencial, já que eu adorei a proposta, tem grande variedade e vale a pena comprar livros nesse evento", relata Gabriela Costa que "visitou" a festa pela primeira vez este ano.

Além da própria Edusp, que comparece com dezenas de títulos de seu catálogo, a Festa do Livro também conta com as principais editoras brasileiras como a Casa das Letras, Annablume, Globo, Record, Monolito, Nós, Capivara, e muitas outras que o público pode consultar no site da festa.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »