14/11/2020 às 00h28min - Atualizada em 14/11/2020 às 00h09min

Brasil vence a Venezuela nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022

Seleção Canarinho domina o jogo e garante magra vitória diante da retranca grená

João Fellipe Ramos - editado por Thamyres Pontes
VIsta do Morumbi (Foto: Divulgação/Athletico/UOL.com.br)
A Seleção Brasileira entrou em campo para encarar a Venezuela, na última sexta-feira (14), pela 3ª rodada das eliminatórias da Copa do Mundo, no Estádio Cícero Pompeu de Toledo, no Morumbi. Com o placar de 1 a 0 para a Amarelinha, o Brasil mantém 100% de aproveitamento no campeonato e segue em busca de uma vaga para a Copa do Mundo no Catar, em 2022.

Primeiro Tempo
 
O Brasil, começou a partida com muita intensidade na marcação pelo meio-campo. Sem muitas chances de atacar, a Venezuela estudava chegar ao gol através de contra-ataques. Com oito minutos de jogo, Renan Lodi recebeu uma bola invertida de Marquinhos e finalizou no gol, sem sucesso. No rebote, Richarlison abriu o placar, entretanto, o bandeira marcou impedimento de Lodi após o lançamento. Com o auxílio do VAR, o gol foi devidamente anulado.

Aos 17 minutos de jogo, o técnico da Venezuela se viu obrigado a queimar uma substituição na lateral esquerda, devido uma lesão de Feltscher, que foi substituído pelo Mago. Logo em seguida, por volta dos 32 minutos, em um lançamento de Renan Lodi, Gabriel Jesus escorou para o meio da área e Richarlison se atirou em direção à bola, mas errou a meta e perdeu a chance mais clara da Seleção Brasileira de abrir o placar logo no primeiro tempo.

A única chance de gol da Venezuela, no primeiro tempo, veio dos pés do pequenino Soteldo, que partiu para cima do Danilo, lançou para área, mas Marquinhos foi preciso e mandou a bola para escanteio. Ao final da primeira etapa, a Seleção Brasileira teve outra chance de abrir o placar com a falta de Richarlison, dentro da grande área.

Brasil não conseguiu penetrar nas defesas da Seleção Grená, mesmo com mais posse de bola, finalizações e dois gols anulados, a Amarelinha pecou na criatividade e não abriu o placar. A Seleção Brasileira teve quatro vezes mais finalizações que a Venezuela, e quase 80% de posse de bola, mas nada foi convertido em gols.
 
Segundo Tempo
 
Logo no início da etapa final, Tite tirou o volante Douglas Luiz e optou por colocar um meia-atacante que armasse mais jogadas com Everton Ribeiro, o Lucas Paquetá.

Aos 19 minutos, a Venezuela se viu obrigada a fazer outra substituição, desta vez na lateral direita. Rosales foi substituído por 
González, após sofrer uma pancada em um encontrão com Gabriel Jesus.  Ao mesmo tempo, para ter uma opção de finalização fora da área, a Seleção Venezuelana colocou Otero no lugar do Soteldo. 

Em seguida, aos 21 minutos, numa troca de passes em volta da área, Paquetá lançou para para Everton Ribeiro, que cruzou na área, e a bola sobrou nos pés de Firmino, pontuando para a Seleção Brasileira.



Roberto Firmino comemorando gol da vitória (Foto:
Nelson Almeida-Pool/Getty Images/UOL.com.br)

Nos minutos consecutivos, Tite colocou o estreante Pedro, que já tinha sido convocado anteriormente, contudo, devido à uma lesão no joelho, na época em que jogava no Fluminense, ficou de fora da Seleção. O atleta entrou no lugar de Richarlison. No entanto, o técnico optou por colocar mais um jogador de velocidade,  substituindo Gabriel Jesus por Éverton Cebolinha. Como resposta às substituições de Tite, aos 33 minutos, a Venezuela trocou o Machís por Savarino, que atua no Atlético-MG.

Aos 40 minutos, Pedro teve a chance de finalizar mas resolveu apenas ajeitar a bola para Firmino, que chegou batendo de fora da área e desviou nas costas do zagueiro, recebendo apenas o escanteio. Ao final do jogo, Renan Lodi sofreu uma pancada na cabeça e não conseguiu seguir até o fim da partida. Logo, foi substituído por Alex Telles.

A Venezuela levou certo perigo para a meta Brasileira, mas nada que ameaçasse a vitória da Seleção. Com este triunfo, a Amarelinha ficou com 100% de aproveitamento.
 
Próximo Confronto

O Brasil enfrentará o Uruguai 
pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, na próxima terça (17), às 20h, no Estádio Centenário, no Uruguai. Já a Venezuela entrará em campo contra o Chile, no mesmo dia, às 18h, no Estádio Olímpico, na Venezuela. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »