14/11/2020 às 12h45min - Atualizada em 14/11/2020 às 12h40min

Com erros de arbitragem, Ponte Preta e Brasil-RS terminam empatados pela Série B

Dois gols impedidos e um pênalti inexistente foram os principais destaques da partida

Anna Voloch - Editado por Amanda Cruz
Apodi marcou de cabeça o gol de empate para a Ponte Preta. (Foto: Reprodução/Álvaro Jr./PontePress)
O duelo entre Ponte Preta e Brasil de Pelotas da última sexta-feira (13), terminou empatado em 1 a 1. A partida válida pela 2ª rodada do returno do Campeonato Brasileiro da Série B, foi marcada por diversos erros de arbitragem. Os dois gols, assinalados por Sousa, para o Xavante, e Apodi, para a Ponte, tiveram impedimento na origem. Além de um pênalti, marcado incorretamente para a Macaca, que João Paulo mandou para fora.

As equipes repetiram o placar do confronto no primeiro turno. Com o resultado, a Ponte Preta se vê fora do G-4 por mais uma rodada. Na quinta colocação, com 32 pontos, a Macaca pode ainda ser ultrapassada pelo Sampaio Corrêa, que enfrenta o Juventude nesse sábado (14). Já o Brasil, aos 26 pontos, chegou à 13ª posição e se afastou da zona de rebaixamento.
 
1º TEMPO
 
A etapa inicial começou sem muitas movimentações, com o time de Campinas tendo dificuldades para chegar no campo ofensivo. A primeira grande chance do jogo veio aos 12 minutos, quando Camilo arriscou para a Macaca e o goleiro Rafael Martins evitou o gol. Aos 16 minutos, a Ponte teve outra chance de abrir o placar, mas Tiago Orobó cabeceou para fora. Com o time Alvinegro pressionando, quem abriu o placar foi o Xavante. Em cobrança de falta de Felipe Albuquerque, o volante Sousa desviou de cabeça e marcou para o Brasil aos 25 minutos. O jogador estava em posição de impedimento, mas o árbitro validou o gol. Assim, 1 a 0 para os visitantes.
 
Mais uma vez atrás no placar, a Ponte precisou buscar o empate. No entanto, com 37 minutos, Orobó precisou ser substituído por Matheus Peixoto ao sentir dores na perna esquerda. O jogo seguiu morno até os 44 minutos, quando Camilo recebeu, em posição de impedimento, e tocou para Guilherme Lazaroni, que cruzou para Apodi de cabeça empatar o placar. A Macaca ainda teve a chance da virada no lance seguinte, mas Rafael Martins defendeu o chute Peixoto no canto direito. O primeiro tempo terminou com o placar empatado em 1 a 1.
 
2º TEMPO
 
Para a etapa final, o time da casa entrou com mais uma alteração. Aos nove minutos, Luan Dias, que havia acabado de entrar, chutou em direção ao gol, mas a bola bateu entre a barriga e o braço de Nuno. O árbitro marcou pênalti. João Paulo foi para a cobrança e bateu para fora. Após o lance, o Brasil de Pelotas teve a chance de ampliar o placar com Bruno José, mas o goleiro Ygor Vinhas defendeu. Aos 17 minutos, os técnicos apostaram nas substituições para mudar o rumo do jogo, mas não tiveram sucesso.
 
O Xavante seguiu pressionando. Aos 19 minutos, Matheus Oliveira teve mais uma chance, mas mandou para fora. Poucos minutos depois, a pressão passou a ser Alvinegra. A Macaca perdeu três oportunidades seguidas: uma com Luan Dias e duas com Matheus Peixoto. O goleiro Rafael Martins impediu a virada pontepretana. Alem disso, os treinadores ainda trocaram mais peças dentro de campo, mas a Ponte seguiu dominando e buscando o gol. Aos 42, Apodi chegou a marcar novamente, mas dessa vez a arbitragem acertou ao marcar impedimento. Como resulltado, a partida terminou empatada em 1 a 1.
 
PRÓXIMOS CONFRONTOS
 
As duas equipes voltam a campo na próxima semana. A Ponte Preta vai à Bahia enfrentar o Vitória na sexta-feira (20), às 16h30 (horário de Brasília). Enquanto o Brasil de Pelotas encara o lanterna Oeste, também fora de casa e no mesmo horário, porém no sábado (21).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »