16/11/2020 às 17h32min - Atualizada em 16/11/2020 às 17h29min

Quatro habilidades para setor de turismo crescer durante “novo normal”

Tendência é apostar no aperfeiçoamento da comunicação, principalmente língua inglesa

Juliana Neves - Alexandra Machado
Foto: Freepik
De acordo com o atual presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Manoel Linhares, a pandemia da Covid-19 levou o segmento turístico/hoteleiro a um ponto de inflexão. Ou seja, abriu espaço para um turismo mais esclarecido e que está se adaptando com as mudanças impostas pela nova forma de consumir.
 
Isso quer dizer que, além de todos os protocolos de higiene e disponibilização de álcool em gel, é necessário respeitar o distanciamento, a capacidade de lotação reduzida e os hotéis devem ter excelência na comunicação com os hóspedes. “E é aí que entra a importância da tecnologia, nos hotéis investirem em aplicativos de comunicação com os hóspedes, pois é possível uma resolução de conflitos e de necessidades de forma mais rápida e se destacam dos demais”, fala Leiza Oliveira, CEO do Grupo Minds Idiomas e Minds Travel.
 
A maior vantagem em se adaptar será para lugares de conservação, pois é mais fácil cumprir com a limitação de pessoas. Além disso, o turismo tende a voltar ter crescimento, já que as pessoas ficaram isoladas por vários meses. Portanto, o desejo de viajar aumenta e os destinos nacionais já estão com a capacidade quase que na totalidade para o final do ano.
 
Uma das adaptações possíveis, na questão de comunicação, é a capacidade dos profissionais do ramo em conseguirem conversar com o outro com escrita, principalmente em inglês. "Antes, no ramo turístico, os hoteleiros e todos que atuam com turismo eram treinados com afinco na comunicação oral. O inglês e demais idiomas deveriam ser verbalizados com sucesso, com o maior número de vocábulos possíveis. Hoje, essa capacidade migrou para a escrita. Há uma nova habilidade sendo exigida desses profissionais: a redação bem feita e lúdica na escrita", explica Rodrigo Berghahn, coordenador pedagógico da rede Minds English School.
 
Sendo assim, Rodrigo listou quatro dicas de habilidades necessárias que podem ser exigidas no “novo normal” para os profissionais de turismo:
 
Escrita objetiva
Escrever tem a ver com leitura. Logo, ler livros básicos em inglês, matéria jornalísticas, quadrinhos/comics no idioma facilitará a escrita.
 
Ter conhecimento sobre saúde/higienização
Não é preciso fazer um curso de medicina, mas acompanhar os noticiários da sua região, ter acesso a conhecimentos de primeiros socorros, e se atualizar sobre novas medidas de higiene ajudam neste "novo normal".
 
Capacidade de se comunicar mais assertiva - 4 esferas da comunicação
Antes, os profissionais de hotéis e da cadeia turística em geral eram muito exigidos quanto à capacidade de se comunicar. Ser flexível, praticar a escuta ativa e atender cada cliente na sua especificidade já fazia parte da rotina desses profissionais. Principalmente dos concierges. Com a Covid-19 e os cortes orçamentários realizados nas redes hoteleiras, essa capacidade de se comunicar intensificou-se para todos os cargos. As quatro áreas: escutar, falar, ler e escrever em um outro idioma não são habilidades extras dos funcionários e sim um pressuposto para conquistarem e manterem os seus empregos. 
 
Habilidade de entender outros ritmos de escrita e fala
Um francês falando em inglês e um australiano escrevendo em inglês. Duas situações desafiadoras para quem atua em hotéis. Cada país tem suas gírias e maneiras ao se comunicar. No "novo normal", conseguir compreender os hóspedes de diversos lugares do mundo com novas rotinas nos hotéis - eventos online, conferências nos seus próprios quartos, etc - será prioridade.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »