09/05/2019 às 15h28min - Atualizada em 09/05/2019 às 15h28min

Flamengo empata sem gols com Peñarol e se classifica às oitavas da Libertadores

Rubro-negro perdeu várias chances claras de gol, teve lateral Pará expulso, mas finalizou a fase de grupos na liderança

Amanda Mendes - Editado por Taynã Melo
Atacante do Flamengo, Gabriel Barbosa se destacou por muitas chances de gol perdidas (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Flamengo e Peñarol se enfrentaram na noite da quarta-feira (8) no Estádio Campéon del Siglo, localizado na cidade de Montevidéu, capital do Uruguai, pela sexta e última rodada da fase de grupos da Taça Libertadores da América. O jogo terminou empatado em 0 a 0, mas o rubro-negro carioca conseguiu a classificação como primeiro colocado no Grupo D, com 10 pontos ganhos. Os carboneros também tiveram a mesma pontuação, mas ficou na terceira posição devido ao saldo de gols inferior à LDU. Os uruguaios irão disputar a Copa Sul-Americana.avança em primeiro lugar no seu grupo para as oitavas de final da Copa Libertadores da América.

O jogo começou com contra-ataques perigosos do Flamengo, Gabigol perdendo chances reais de gols. O goleiro Cesar não fez grandes defesas, o adversário não mostrou muito perigo no primeiro tempo, mas no segundo tempo o arqueiro foi firme quando foi exigido. O lateral Pará teve dificuldade na marcação, por ter que marcar o principal jogador do Penãrol, Brian Rodriguez. O meio campo se saiu bem, Arão teve algumas saídas de bola errada, criou chances de perigo. Arrascaeta teve boa atuação na partida, desperdiçou algumas finalizações. Foi substituído no segundo tempo para a entrada de Vitinho. O Everton Ribeiro foi um dos destaques da noite, estava envolvido na maioria das criações de gol do Flamengo, e ajudou na marcação.

Bruno Henrique não se saiu muito bem, não teve velocidade no lado esquerdo e saiu no segundo tempo para a entrada de Rodinei. Gabigol esteve como centroavante do time, perdeu quatro chances claras de gols. A dupla de zaga do Flamengo, composta por Rodrigo Caio e Léo Duarte, demonstrou confiança e segurança nas jogadas mais perigosas. Foram fundamentais para o clube não sofrer gols, mesmo com alguns vacilos quanto aos passes errados. Cuéllar correu bastante e mostrou vontade, porém se desentendeu com o jogador adversário Núñez. Ao fim das contas, o duelo no país vizinho foi muito equilibrado durante os 90 minutos. Posse de bola praticamente igual, poucas finalizações no alvo e com muitos passes errados. Os erros também foram perceptíveis nos lançamentos, além da quantidade de infrações cometidas. De acordo com as estatísticas, foram 25 faltas, quatro cartões amarelos e uma expulsão para cada lado. 

Além desses detalhes entre as equipes, alguns fatores externos se tornaram destacáveis. Alguns torcedores do Peñarol hostilizaram os rubro-negros, inclusive com atos racistas. Aos 30 minutos de jogo, o árbitro assistente chileno José Retamal sentiu lesão na coxa e foi substutído por Cesar Deischler, anteriormente designado como quarto árbitro.

O adversário do Flamengo nas oitavas de final da Libertadores será conhecido na próxima segunda-feira (13), em sorteio a ser promovido e realizado pela Conmebol. Como terminou como primeiro colocado do Grupo D, o adversário certamente será uma das equipes que terminaram na segunda colocação - Nacional-URU, River Plate, LDU, Grêmio, San Lorenzo, Athletico Paranaense, Godoy Cruz e Emelec. Os confrontos serão definidos em sorteio.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »