22/11/2020 às 01h16min - Atualizada em 22/11/2020 às 01h08min

Lembrando atuações de 2019, Flamengo bate o Coritiba no Maracanã e dorme na liderança

No embalo de Arrascaeta, rubro-negro joga bem, se impõe e ameniza crise; Rogério conquista sua primeira vitória no comando da equipe

Matheus Fernandes - editado por Wesley Bião
Arrascaeta, craque da partida, comemora o segundo gol do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/CR Flamengo)
Pressionado após a eliminação na Copa do Brasil pelo São Paulo no meio de semana e por protestos de torcedores um dia antes da partida, o Flamengo voltou a campo nesta sábado (21) pela 22ª rodada do Brasileirão para enfrentar o Coritiba e venceu os paranaenses por 3x1, no Maracanã. A vitória fez o rubro-negro chegar aos 39 pontos e dormir na liderança do campeonato.

O grupo comandado por Rogério Ceni se fechou, jogou bola, produziu em campo e afundou o adversário na briga contra o rebaixamento. Os gols da partida foram marcados por Bruno Henrique, Arrascaeta e Renê; Mattheus Oliveira descontou para os visitantes. A vitória marcou o primeiro triunfo do técnico Rogério Ceni no comando flamenguista após quatro jogos.
 
PRIMEIRO TEMPO

Arrasador. Assim pode-se resumir o primeiro tempo do Flamengo. Acelerando o jogo, ditando o ritmo e esmagando o adversário - como era em 2019, o time de Rogério Ceni fez um ótimo primeiro tempo sob o comando de Arrascaeta e Everton Ribeiro, que não jogavam juntos há nove rodadas.

Aos dois minutos, Arrascaeta cruzou na medida para Bruno Henrique abrir o placar. O rubro-negro continuava melhor, se impondo e dominando o meio-campo e chegou ao segundo gol com o uruguaio aos 26. Em boa jogada pela direita, Vitinho achou Isla infiltrando, que serviu Arrascaeta, e o meia, com maestria, fez um belo gol, tirando do zagueiro e goleiro.

O Fla ainda desperdiçou diversas chances de gols, acertou o travessão com Everton Ribeiro, a trave com Bruno Henrique e perdeu mais um caminhão de oportunidades de ampliar o placar. Na saída de campo para o intervalo, Wilson, goleiro do Coritiba, deu entrevista dizendo que “foi pouco” o placar nos primeiros 45 minutos.
 
SEGUNDO TEMPO

Da mesma maneira que foi o primeiro tempo, o Flamengo voltou em cima e com três minutos já tinha desperdiçado duas chances com Bruno Henrique e Vitinho. O Coxa até tentava sair no contra-ataque, como era a intenção desde o começo do jogo, mas era parado pela forte marcação rubro-negra. Após diversas chances desperdiçadas, Renê finalmente ampliou o placar com um golaço, aos 29 minutos, em boa tabela com Vitinho pela esquerda.

Já nos minutos finais da partida e com as principais peças do time substituídas, o Fla novamente sofreu seu maior tormento nos últimos jogos: tomar gol. Os visitantes diminuíram o prejuízo com Mattheus Oliveira, cria da Gávea e filho de Bebeto, que bateu forte e cruzado para vencer Diego Alves e aumentar mais um gol sofrido na temporada. 
 
PRÓXIMOS CONFRONTOS

Na terça-feira (24), às 21:30h, o Flamengo vira a página e vai medir forças com o Racing-ARG, na Argentina, pelo jogo de ida das oitavas da Copa Libertadores. No final de semana o rubro-negro não enfrenta o Grêmio devido os dois times estarem na competição sul-americana. O clube carioca só volta a campo pelo Brasileirão no dia 05/11, às 17h, no clássico contra o Botafogo, no estádio Nilton SantosJá o Coritiba recebe o Corinthians no estádio Couto Pereira, quarta-feira (25), às 21:30h, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »