27/11/2020 às 00h14min - Atualizada em 27/11/2020 às 00h04min

Defensa y Justicia e Vasco empatam em jogo de ida das oitavas da Copa Sul-Americana

Resultado é melhor para o Cruzmaltino, que pode se classificar para as quartas com empate sem gols

Elison Lima - editado por Thamyres Pontes
Cano homenageou Diego Maradona após gol marcado (Foto: Daniel Jayo/Reuters)
O Vasco saiu em vantagem nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. O Cruzmaltino empatou em 1 a 1 com o Defensa y Justicia, na última quinta-feira (26), no Estádio Norberto “Tito” Tomaghello, em Florencio Varela (ARG), e jogará por um empate sem gols na partida de volta, que será realizada na próxima quinta-feira (3), em São Januário.

Novo empate por 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis, e por dois ou mais gols dá a vaga para a equipe argentina. Quem vencer passa diretamente para a próxima fase, enfrentando o vencedor do confronto entre Bahia e Unión Santa Fe. Os gols da partida saíram na segunda etapa. Germán Cano abriu o placar para o Vasco após jogada de Miranda e Léo Matos. Os donos da casa empataram 15 minutos após, com um chute de Braian Romero de fora da área.

PRIMEIRO TEMPO

Antes da bola rolar, Diego Maradona, ídolo argentino que faleceu na última quarta-feira (25), aos 60 anos, 
foi homenageado com um minuto de silêncio. Logo aos 8 minutos, o Defensa perdeu o volante Loaiza, por lesão. Com um início de jogo bastante morno, poucas chances de gol foram criadas pelas duas equipes.

A equipe do Defensa y Justicia, a partir dos 20 minutos, começou a se soltar na partida ao encontrar espaços, principalmente no lado direito vascaíno. Nos minutos seguintes, a bola passou próxima ao gol de Lucão, numa oportunidade nos pés de Pizzini. O “El Hacón” chegou a abrir o placar com Rius, aos 24 minutos, mas o gol foi anulado por impedimento do meia Brítez no início da jogada.

Outra irregularidade foi observada, aos 28 minutos, em um impedimento do meia Larralde. Próximo aos 35 minutos, o Vasco enfim ameaçou o time argentino, após jogada de Gustavo Torres, mas o goleiro Unsain salvou com o pé esquerdo na finalização do atacante colombiano.Em seguida, o Defensa y Justicia teve o seu terceiro gol anulado – acertadamente – por impedimento, novamente com Rius. Sem grandes emoções, o primeiro tempo terminou de forma como começou, de forma bem melancólica.

SEGUNDO TEMPO

Sem modificações na volta dos vestiários, as equipes fizeram um jogo mais franco no segundo tempo. O Defensa y Justicia começou pressionando o Cruzmaltino. Logo aos dois minutos, Lucão fez uma defesa após a trama de ataque da equipe argentina. No minuto seguinte, Pizzini bateu colocado da entrada da área para a meta do arqueiro vascaíno. Aos 16 minutos, o Vasco saiu na frente. Após jogada pela direita de Miranda, Léo Matos cruzou na medida para Germán Cano marcar com um voleio.

Aos 25, Lucão mais uma vez apareceu com uma defesa em cabeçada de Martínez. Cano teve oportunidade de fazer o segundo, mas desperdiçou após a roubada de bola na zaga argentina. Depois da jogada, Braian Romero cortou para dentro e fuzilou de pé direito para o gol, sem chances para Lucão, empatando para os donos da casa aos 33. Aos 38, após cobrança de escanteio, Frías subiu sozinho e a bola tirou tinta do gol vascaíno. O Gigante da Colina suportou a pressão do Defensa y Justicia no final do jogo e saiu com um bom resultado para a partida de volta.

PRÓXIMOS CONFRONTOS

O Defensa y Justicia enfrentará o Central Córdoba pela 5ª rodada do Grupo B do Campeonato Argentino. A partida será no domingo (29), às 17h10 (horário de Brasília). Já o Vasco vira a chave para o Campeonato Brasileiro, tendo como adversário o Ceará, na segunda-feira (30), às 18h (horário de Brasília), em partida válida pela 23ª rodada.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »