28/11/2020 às 01h16min - Atualizada em 28/11/2020 às 23h50min

Cruzeiro faz primeiro tempo abaixo do esperado e perde dentro de casa para o Confiança

Mineiros perdem a primeira partida com Felipão no comando

Isabella Guerra - editado por Wesley Bião
Felipão perdeu sua primeira partida no comando do Cruzeiro (Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
Em jogo válido pelo 24° rodada da Série B, Cruzeiro e Confiança se enfrentaram nesta sexta-feira (28), no estádio do Mineirão em Belo Horizonte. A partida que se iniciou às 21h30 teve um espelho diferente do que se esperava. Lutando por objetivos distintos no campeonato, os clubes fizeram um jogo abaixo do esperado.  

PRIMEIRO TEMPO

Os dois times vinham com triunfos importantes na bagagem. O Cruzeiro vinha de uma vitória fora de casa sobre a líder Chapecoense, e o time de Sergipe venceu seu último confronto contra o Cuiabá, que é um concorrente direto pelo acesso.  

Logo que saiu a escalação dos clubes houve certa surpresa. Mesmo com o lateral-direito Matheus Pereira a disposição, o técnico Luiz Felipe Scolari optou por Patrick Brey. Questionado ele disse “Eu não tenho o Matheus Pereira 100%. Ele voltou a treinar há quatro dias. E eu não posso tirar o menino porque ele foi mal no primeiro tempo e depois melhorou no segundo. Eu confio plenamente nele".

Ao dar início à partida, o Cruzeiro se mostrou um time nervoso e cometeu muitos erros. Se aproveitando disso, o Confiança se lançou ao ataque e não teve dificuldades para abrir o placar. Em cobrança de escanteio aos quatro minutos, o goleiro Fábio e o volante Jadsom não se entenderam e Guilherme Castilho abriu o placar. Aos 16, o time mineiro teve a sua melhor oportunidade, mas foi desperdiçada pelo atacante Airton. O Dragão mais uma vez não perdoou: em jogada pela direita aos 22 minutos, Thiago Ennes cruzou para Ítalo que chutou e a bola foi parar na mão de Raul Cárceres. O juiz marcou pênalti que foi convertido por Renan Gorne.
 
SEGUNDO TEMPO

Na volta do segundo tempo, Felipão fez três alterações: entraram Matheus Pereira, Filipe Machado e Marcelo Moreno no lugar de Patrick Brey, Adriano e Régis.

Logo aos oito minutos, após cruzamento de William Pottker, Raul Cárceres diminuiu para os donos da casa, de cabeça. O Confiança também reforçou o seu meio de campo e mostrou personalidade ao pressionar e quase marcar aos 16 e 18 minutos. Fábio salvou nas duas oportunidades.

Mesmo com boa posse de bola, a Raposa esbarrou na boa marcação dos sergipanos. Os dez minutos finais foi de muita pressão por parte dos donos da casa, mas as melhores oportunidades pararam no goleiro Rafael Santos. Com a vitória, o Confiança foi a 35 pontos na tabela e ocupa a oitava posição. Já o Cruzeiro permanece em 15°, com 25 pontos.

Em entrevista no final da partida, o goleiro Rafael Santos exaltou o espírito do time em campo. “Acho que prevalece o espírito que a gente tem aqui. Esse clube depois de 28 anos estar na Série B. Acho que nós chegamos aqui com o intuito de no mínimo permanecer. Acho que a equipe toda está de parabéns. Enfrentamos uma equipe muito qualificada e conseguimos fazer um bom jogo”.
 
PRÓXIMOS CONFRONTOS

Os dois times voltam a campo pela Série B. O Cruzeiro tem pela frente o clássico mineiro contra o América-MG, que vive excelente fase e ocupa a segunda posição do campeonato e está nas semifinais da Copa do Brasil. O jogo acontecerá na Arena Independência, na próxima quarta-feira (2), às 21h30. Já os sergipanos vão a campo na terça-feira (1), na Arena Batistão, às 19h15 contra o Figueirense. Enquanto o time do Confiança busca o G-4, os catarineneses buscam forças para uma recuperação na tabela.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »