07/01/2021 às 02h03min - Atualizada em 07/01/2021 às 01h37min

Red Bull Bragantino aproveita falhas e atropela São Paulo, que mantém vantagem na liderança

Com expulsão de Tchê-Tchê, líder do Brasileirão é derrotado pelo time da casa

Carolina Lipares - editado por Thamyres Pontes
Comemoração dos jogadores do RB Bragantino. Foto:Ari Ferreira/Twitter Red Bull Bragantino
O Red Bull Bragantino atropelou o São Paulo por 4 a 2, em jogo válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio Nabi Abi Chedid, na noite da última quarta-feira (6). Na primeira etapa, a disputa teve gols de ClaudinhoRaulFabrícioBruno Artur. Além disso, Tchê-Tchê marcou para o São Paulo, e nos acréscimos finais do segundo tempo, o árbitro validou o gol de Gonzalo Carneiro. Dessa forma, o Massa Bruta subiu para a 12ª colocação com 34 pontos, enquanto o Tricolor estacionou nos 56, porém segue líder e com a vantagem de sete pontos.
 
PRMEIRO TEMPO

O Bragantino começou fazendo um grande início de jogo, com o coletivo pressionando o São Paulo que não conseguia achar espaços para jogar. Logo aos três minutos, com erro de Daniel Alves que foi travado, Claudinho recebeu a bola e abriu o placar para o Bragantino.


Em seguida, mais um erro de saída de bola do São Paulo. Consequentemente, Claudinho achou Raul, que ajeitou e chutou, ampliando o placar. O São Paulo tentou reagir, Daniel Alves cruzou no meio da área, levemente desviada, e sobrou para o Tchê-Tchê marcar. Porém, na jogada seguinte, após cobrança de falta para a área, Fabricio Bruno cabeceou para dentro do gol, marcando o terceiro do Red Bull Bragantino.

O Massa Bruta continuou criando muitas chances, porém sem marcar gols. Em contrapartida, Brenner finalizou dentro da área e marcou o segundo do Tricolor, mas o VAR foi acionado para revisão do lance. Como resultado, Victor Bueno estava em posição irregular e o gol foi anulado.

Posteriormente, mais um erro do Tricolor. Diego Costa foi desarmado, Arthur aproveitou a saída de Thiago Volpi e marcou o quarto gol para o Bragantino. Sendo assim, o primeiro tempo terminou com o São Paulo bem abaixo do esperado, enquanto o Bragantino aproveitava todos os espaços para tocar a bola.
 
SEGUNDO TEMPO

Na segunda etapa da disputa, o Bragantino apresentou um desempenho semelhante ao da primeira, sufocou o Tricolor. Em 12 minutos de jogo, o RB Bragantino teve duas chances claras de gol com Claudinho e Arthur, mas Thiago Volpi salvou as duas.

Em seguida, o time de Bragança reclamou de uma cotovelada em Cuello e o VAR foi acionado aos 14 minutos para analisar o lance, resultando assim em um cartão vermelho para Tchê-Tchê. Como resultado, a situação do time paulista piorou, com um jogador a menos não conseguia reagir e mal chegava perto da área adversária.

Depois disso, o Massa Bruta soube administrar o jogo e conseguiu construir com facilidade. Ainda,Thiago Volpi ainda salvou o Tricolor de um placar mais vexatório. No último minuto da partida, Gonzalo marcou o segundo do São Paulo, porém o lance foi para a revisão por uma suposta mão de Léo. Entretanto, o árbitro validou o gol.

Enfim, o jogo acabou com o placar de 4 a 2, a equipe de Diniz sofreu a pior derrota no Campeonato Brasileiro. Além disso, em nenhum momento da disputa, o São Paulo conseguiu superioridade ao Bragantino.
 
PRÓXIMOS CONFRONTOS

O São Paulo enfrenta o Santos pela 29ª rodada do Brasileirão, no próximo domingo (10), às 16h, no Morumbi. Já o Bragantino volta ao campo na próxima segunda-feira (11) e recebe o Atlético-MG às 20h,no Nabizão.Ambas as partidas acontecem pelo horário de Brasília.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »