13/01/2021 às 13h56min - Atualizada em 13/01/2021 às 13h40min

Palmeiras passa sufoco, perde para o River mas se classifica para a final da Libertadores

Brasileiros estiveram apagados em campo e argentinos, mesmo com um jogador a menos, fez ótima partida. Verdão disputará final da Libertadores novamente depois de 21 anos

Carolina Guimarães - editado por Wesley Bião
Jogadores do Palmeiras em um momento de muita emoção abraçados no vestiário por chegarem a final da Libertadores.(Divulgação/UOL)

O confronto entre Palmeiras e River Plate na noite desta terça-feira (12) deu o que falar. Foi um jogo longo e bastante sofrido para o Verdão, amarrado e completamente dominado pelo seu rival, perdendo por 2x0 no Allianz Parque. Mas os brasileiros se classificaram pelo placar agregado, com 3x2. O time paulista volta após 21 anos a estar na final da Libertadores. A última final conquistada foi no ano de 2000.

 

O time de Abel Ferreira aguarda quem será o seu rival na final da Libertadores, o jogo acontecerá nesta quarta-feira (13) às 19:15h entre Santos x Boca Juniors. O alviverde começou a partida parecida com o jogo de ida, com marcação atrás e jogando nos contra ataques. 

 

Aparentemente, a estratégia parecia boa. Rony chegou na cara do gol, mas o goleiro argentino conseguiu defender. Em seguida, quem comandou o confronto inteiro foi o River Plate.

 

Durante o jogo, outra questão foi bastante comentada nas redes sociais e que gerou polêmica foi o VAR, que anulou para o time argentino um gol e dois pênaltis. Todo mundo ficou em silêncio quando o árbitro estava escutando as informações transmitidas pelo VAR, um momento de tensão e medo por parte dos torcedores palmeirenses.

 

PRIMEIRO TEMPO

 

O jogo começou com o Verdão pressionando. Os palmeirenses quase abriram o placar aos nove minutos com Rony, que recebeu de Gabriel Menino e teve a chance de chegar ao gol sozinho e ficar cara a cara com o goleiro Armani, porém o atacante tentou driblar o goleiro e acabou perdendo a chance. Após esse lance, quem passou a fazer um ótimo jogo foi o River Plate, com passe de bola e várias chances de fazer gol. O time alviverde começou a errar muito e se perder no jogo.

 

Aos 28 minutos, Paulo Días conseguiu roubar a bola de Gustavo Scarpa e chutar para o gol, porém o goleiro Weverton defendeu, mandando para escanteio. Na cobrança, o River abriu o placar. Depois do chute de De La Cruz, Rojas sobe sozinho e manda de cabeça para o gol. Com o placar a favor, o River cresceu no jogo e o Palmeiras seguiu errando. Ainda assim, no contra-ataque aos 33 minutos, o time paulista fez uma grande jogada e quase empatou. Rony passou para Luiz Adriano e o atacante mandou para Zé Rafael, que chutou por cima do gol.

 

Aos 37 minutos, Angieli disparou com força no gol, obrigando Weverton a defender. Em seguida, Gustavo Gomez sentiu dor nas pernas e pediu para sair, entrando Luan no seu lugar. Os Millonarios aproveitaram a oportunidade e abriram o placar com 2x0 antes do intervalo, aos 44 minutos, com gol de Borré.

SEGUNDO TEMPO
 

Na volta do intervalo, o técnico Abel Ferreira fez uma mudança no time, colocando Breno Lopes no lugar de Gustavo Scarpa. O River Plate voltou com bastante intensidade e força de vontade para ganhar na casa dos palestrinos. Aos oito minutos, foi feito o terceiro gol mas, para alegria dos torcedores palmeirenses, foi anulado por impedimento.

 

A tensão era clara no estádio. O Palmeiras não estava muito bem e o auxiliar Vitor Castanheira receber cartão vermelho por ter reclamado com o árbitro. O nervosismo estava estampado na cara de toda equipe alviverde. Abel Ferreira teve que arranjar outra solução, e então tirou Zé Rafael para colocar Emerson Santos como volante no meio-campo.

 

Aos 28 minutos, o River passou a jogar com um jogador a menos, já que Rojas levou o segundo cartão amarelo ao derrubar Rony. Em seguida, mais tensão para o Verdão. O árbitro marcou pênalti de Alan Empereur em cima de Matías Suárez. Entretanto, o VAR revisou o lance e cancelou a penalidade. 

 

No final do segundo tempo houveram nove minutos de acréscimo em decorrência de todo o alvoroço com as análises e revisões do VAR na partida. Ainda nesse tempo, o River teria um possível pênalti, porém o lance foi anulado por impedimento.

 

PRÓXIMOS CONFRONTOS

 

O Palmeiras tem encontro marcado pelo Brasileirão contra o Grêmio na sexta-feira (15), às 21h30, no Allianz Parque. Já o River Plate não tem compromissos. O time foi eliminado no mata-mata pelo Independiente no Campeonato Argentino no sábado (9).

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »