14/01/2021 às 22h41min - Atualizada em 14/01/2021 às 22h30min

Falta de estrutura policial contribui para crimes estratégicos

"A união entre os criminosos permite que essas ações se repitam da mesma forma: fugas, abordagens intimidadoras, ataques." afirma o presidente da FNAPEF

Ariel Vidal - Editor: Ronerson Pinheiro
Agentes da PC durante prisão de suspeitos de crimes - Foto/Reprodução: Internet

O ano de 2020 foi marcado por crimes estratégicos, após o Governo distribuir o Auxílio Emergencial aos trabalhadores informais, devido à pandemia do novo Coronavírus. Criminosos calculavam o recebimento para a população nos Municípios, e com isso, alguns resultaram em saques às agências bancárias, falsificação de identidades e chips de celulares para obtenção de valores elevados do benefício.  
 
E o ano de 2021 não demonstra ser diferente, visto que os autores dos crimes já perceberam a falha na estrutura policial. Segundo um porta-voz da polícia militar, foi determinada na Lei 5.581, no artigo 1º, que devem ser implantadas câmeras de vídeo e áudio nas viaturas automotivas para servir a Segurança Pública. “Há algum tempo que as viaturas estão sem câmeras, e inclusive as novas já vem sem o equipamento.” explica o profissional da PM. 
 
Em entrevista ao portal R7, o presidente da FNAPEF (Federação Nacional dos Policiais Federais), Luis Antônio Boudens, pontuou que as organizações criminosas têm se preparado para esses atos estratégicos, enquanto a Segurança Pública demonstra fragilidades no sistema. “Temos hoje duas polícias trabalhando separadamente, são 27 estruturas das polícias civis que não se comunicam. Ao mesmo tempo, a união entre os criminosos permite que essas ações se repitam da mesma forma: fugas, abordagens intimidadoras, ataques.” Segundo Boudens, a integração precisa ocorrer, e junto a uma reestruturação na polícia. 
 
Conforme o Artigo. 2º - As câmeras ou micro câmeras deverão ser integradas ao sistema de comunicação central dos órgãos de Segurança Pública e Defesa Civil, para geração e transmissão de imagens e som do interior das viaturas em formato digital. A Lei está em vigor desde 7 de dezembro de 2009.
 
Crimes de origem emocional

Uma outra parte da criminalidade que já tem marcado o ano de 2021 é o desaparecimento de três crianças no bairro de Castelar, Belford Roxo (RJ). A suspeita da polícia são traficantes da comunidade, mas ainda está sendo feita a investigação sobre esse caso. Segundo a polícia, os traficantes teriam incitado a população a atear fogo nos ônibus para protestar pelo desaparecimento dos meninos no dia 27 de dezembro. 
 
Os três meninos sumiram há cerca de 2 semanas, enquanto iam brincar em um campo de futebol, próximo da residência. As buscas foram feitas, mas não obtiveram resultados, nem pistas das crianças. Casos como esses demonstram a dificuldade do sistema policial, e a falta de estrutura na inteligência da Segurança Pública, afirma o policial federal Boudens, que é preciso fazer correções até mesmo nos sistemas carcerários brasileiros. 
 
As investigações continuam e a polícia reitera que quaisquer informações que possam ajudar no caso sejam comunicadas pelo número (21) 98596-7442.


Editora-chefe: Lavínia Carvalho.

 

 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »