03/02/2021 às 19h59min - Atualizada em 03/02/2021 às 19h55min

Barcelona sofre, mas garante vaga na semifinal da Copa do Rei

Perdendo o jogo até os 85 minutos, Griezmann e Messi aparecem nos minutos finais, levam para a prorrogação e vencem o Granada fora de casa

João Fellipe Ramos - editado por Anna Voloch
Griezmann comemorando seu segundo gol na partida (Foto: Divulgação/ Instagram)
Na última quarta-feira (3), o Granada recebeu o Barcelona em compromisso válido pelas quartas de final da Copa do Rei, no estádio Nuevo Los Cármenes. O jogo acabou com placar de 3 a 5, com gols marcados pelo brasileiro Kennedy, além de Soldado e Fede Vico para o Granda. Do outro lado, balançaram as redes Griezmann (duas vezes), Jordi Alba (duas vezes) e De Jong, garantindo o time catalão na Semifinal da competição.
 
PRIMEIRO TEMPO

Logo nos primeiros minutos, o Barcelona pressionou a equipe mandante dentro do setor defensivo, para manter a bola em suas peças chave no campo ofensivo. Com seis minutos, Messi partiu em direção ao ataque, puxou para perna esquerda e finalizou rasteiro. O goleiro Escandell esticou o pé e evitou o gol oriundo de uma pressão ainda no setor central. Após defesa, outra chance apareceu: desta vez para o jovem Trincão, que finalizou de voleio obrigando difícil defesa do goleiro adversário.

Por volta dos 15, a pressão da equipe visitante perdeu certa força e a equipe mandante povoou o setor central. Desta forma, minaram os lançamentos diretos para as laterais e o Barcelona se viu obrigado a trabalhar a bola nos três terços do campo para concluir à gol. A primeira finalização do Granada foi aos 20 minutos, quando Soldado recebeu uma bola que perfurou as linhas defensivas do Barça e chegou na área. Como perdeu um pouco do ângulo para chutar ao gol, o atacante optou por cruzar na área e a bola chegou na cabeça de Puertas, que subiu mais que todos e finalizou à esquerda do goleiro Ter Stegen.

Para buscar o primeiro gol da equipe catalã, Messi trabalhou a bola no setor ofensivo e tentou passar por dois marcadores ao mesmo tempo e acabou sendo derrubado perto da área. A falta passou por cima da barreira em direção a meta do time mandante. Entretanto, Escandell estava bem posicionado e praticou a defesa, mantendo o jogo empatado.

Após jogada ofensiva da equipe visitante, a zaga do Granada cedeu um escanteio. Pedri jogou na área e Escandell espalmou para fora da área. Messi dominou a bola após defesa do goleiro, clareou para a perna esquerda e jogou novamente na área, Araújo subiu e cabeceou fraco em cima do goleiro que só encaixou a bola e encerrou o ataque catalão.

O Granada apostou numa bola longa e a zaga do Barcelona interceptou sem problemas. Contudo, na hora de sair jogando, Umtiti errou o passe e entregou a bola para Soro na lateral do campo, ele cruzou por baixo e a bola chegou nos pés do brasileiro Kennedy, que só tocou para o fundo do gol, abrindo o placar para a equipe mandante e, até aquele momento, garantindo o time na semifinal da Copa do Rei. 

A primeira etapa foi dominada pelo Barcelona que não converteu nenhuma de suas finalizações. Já o Granada, apenas com três finalizações garantiu o resultado e estava eliminando o time da Catalunha de forma surpreendente.
 
SEGUNDO TEMPO
 
Para a etapa final, o técnico Diego Martínez fez duas alterações antes do início da partida.  Tirou os jogadores Díaz e Kennedy para a entrada de Foulquier e Machis. No primeiro minuto, Montoro viu Soldado correndo e lançou a bola, que em um drible corporal deixou Umtiti para trás e ficou cara a cara com Ter Stegen e apenas deslocou o goleiro no canto direito do gol, ampliando a vantagem para o Granada.

Ao cruzar na área, Sergi Roberto sentiu um desconforto na perna esquerda e desabou em campo. Com isso, Ronald Koemann se viu obrigado à fazer uma alteração, saindo o lesionado o lateral para a entrada de Sergiño Dest. Para buscar o primeiro gol na partida, após uma armação rápida, Griezmann e Messi tabelaram e a bola sobrou limpa para Trincão, que finalizou mais forte que o necessário e a bola acabou batendo no travessão e indo para a lateral. Essa foi a primeira finalização clara do Barcelona na etapa final.

Koemann, para tentar buscar o empate com menos de 30 minutos, tirou os jogadores: Trincão e Umtiti. Dembelé e Braithwaite entraram. Já Diego Martínez tirou os jogadores Soro e Soldado para a entrada de Fede Vico e Luis Suaréz. O Barcelona avançou todas as suas linhas e seu último homem em posição de ataque era um zagueiro. Em contrapartida, o Granada estacionou seus jogadores na entrada da área para impedir lances do adversário.

Ao final da partida, um erro de comunicação da zaga: a bola sobrou para Griezmann, que estava nas costas da defesa e virou uma bicicleta em cima do goleiro Escandell, que espalmou para fora. Aos 40 minutos, Dembelé teve boa chance de marcar o primeiro gol catalão, limpando a marcação e finalizando forte com a perna esquerda. Contudo, a bola bateu no travessão. Já com 43, Messi lançou Griezmann sozinho na área, que se atirou na bola e chegou com toque sutil, pegando primeiro na trave, depois no goleiro e por fim na rede.

Dois minutos depois, Messi recebeu a bola, limpou para perna esquerda e finalizou forte. No entanto, acertou mais uma vez a trave e foi para longe. Com 46, o camisa dez lançou novamente Griezmann sozinho dentro da área, só que dessa vez ao invés de finalizar à gol, ele ajeitou para Jordi Alba, que se atirou de cabeça na bola e empatou a partida nos últimos minutos, deixando o placar em 2 a 2,


PRIMEIRO TEMPO - PRORROGAÇÃO

Na etapa inicial da prorrogação, o Barcelona não buscou armar jogadas para não perder a bola e ceder contra-ataques para o Granada, visto que seriam poucos minutos para buscar empate caso tomassem gol. Dessa forma, os dois times apenas tocaram bola para os lado e esperaram o tempo correr. Após jogada de escanteio aos 96 minutos, Messi recebeu na entrada da área e cruzou na cabeça de Braithwaite, que cabeceou em cima de Escandell.

Aos 99 minutos, novamene após escanteio, a bola sobrou do lado oposto para Jordi Alba, que cruzou a bola na cabeça de Griezmann. O camisa sete subiu entre os dois zagueiros e fez o gol que virou o jogo na prorrogação. Com 102, Dest empurrou pelas costas o jogador do Granada e foi assinalado pênalti. Fede Vico se posicionou e bateu com categoria do lado oposto ao que se atirou Ter Stegen, deixando o placar novamente igual, agora em 3 a 3.
 
SEGUNDO TEMPO - PRORROGAÇÃO

Aos 107 minutos, depois de rondar a área do Granada, Messi ajeitou para a perna direita e finalizou rasteiro. Escandell espalmou para frente e a bola sobrou para De Jong, que só rolou com o goleiro ainda caído e virou a partida para o Barça. Ao final da prorrogação, o time catalão continuou rondando a área. A bola chegou em Griezmann, que de trivela ajeitou para Jordi Alba, aparecendo de surpresa na área e finalizando de primeira para sacramentar a vitória do Barcelona, garantido na semifinal do campeonato nacional ao vencer por 5 a 3.
 
PRÓXIMOS JOGOS

O Barcelona vai ao estádio Benito Villamarín para enfrentar o Real Betis, em uma partida válida pela 22ª rodada da La Liga no próximo domingo (7) às 17h (e Brasília). Já o Granada vai ao estádio Ciutat de Valencia para enfrentar o Levante pelo mesmo campeonato. A partida acontece no sábado (6), às 10h no horário de Brasília.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »