19/02/2021 às 04h19min - Atualizada em 19/02/2021 às 02h47min

Gina Carano é demitida após comentários ofensivos

Atriz usou as redes sociais para comparar críticas aos republicanos com perseguição nazista

Victória Souza - Editado por Ana Terra


Gina Carano, estrela da série de sucesso, The Mandalorian, do universo de Star Wars, foi demitida em comunicado da produtora Lucasfilm. A decisão foi tomada após a atriz usar as redes sociais para relacionar a divisão política dos Estados Unidos com o Holocausto. Além da demissão, Carano foi desvinculada dos eventos promocionais da segunda temporada do seriado.
 

Empolgados com a participação de Carano na série, os fãs poderiam sonhar com um possível spin-off protagonizado por Cara Dune, personagem da atriz. Porém, após as polêmicas postagens desdenhando do uso de máscaras, opiniões transfóbicas e racistas e minimizando a perseguição em que aproximadamente seis milhões de judeus morreram, os fãs logo pediram a demissão da atriz através das redes sociais. 
 

Entendendo o caso
 

Em posts publicados em seu Instagram e Tik Tok, Carano afirmou que o genocídio aos judeus foi causado “não pelos nazistas, mas pelos vizinhos”. “Como a história é editada, a maioria das pessoas não percebe que para chegar ao ponto em que os nazistas conseguiam prender milhares de judeus, o governo fez com que seus próprios vizinhos os odiassem apenas por serem judeus. Como isso é diferente de odiar alguém apenas por suas visões políticas?”, dizia o post que depois foi apagado.
O motivo da publicação ocorreu após críticas que políticos e partidários republicanos receberam depois de incitarem a invasão ao Capitólio, centro legislativo dos Estados Unidos.

 

Demissão aconteceu como último recurso

 

Em um comunicado oficial a produtora diz: “Gina Carano não é mais uma empregada da Lucasfilm e não há planos para que ela seja no futuro. Os posts dela nas redes sociais ofendendo pessoas por conta de suas culturas e identidades religiosas são abomináveis e inaceitáveis”. Porém, antes de baterem o martelo, a Lucasfilm queria que a atriz fizesse uma retratação pública, no qual ela se recusou a fazer. Em entrevista para o The Hollywood Reporter, ela contou que o colega de equipe, Pedro Pascal, tentou alertá-la sobre o peso de suas declarações, isso porque o ator tem uma irmã transgênero. Ela recusou todos os conselhos.

A situação chegou ao ponto da atriz ser excluída de eventos como o Investor Day - evento da Disney em que é anunciado o cronograma com as novidades da Disney+ e Carano não foi sequer mencionada. Isso porque ela iria anunciar sua própria série derivada de The Mandalorian. Vale ressaltar, que a atriz não foi comunicada sobre seu desligamento, a mesma soube de sua demissão pelas redes sociais assim como os fãs.

 

Casos semelhantes

 

Gina Carano não foi o primeiro nome da Disney a se envolver em polêmicas. Letitia Wright, a Shuri de Pantera Negra causou um grande problema para Kevin Feige, presidente da Marvel, ao compartilhar fake news questionando a validade da vacina para a Covid-19. A repercussão foi tão negativa que o ator Don Cheadle (Máquina de Combate) se pronunciou em suas redes sociais e garantiu que teria uma conversa com Wright. Feige também chamou a atriz para conversar e parece que deu certo, já que após a polêmica, a atriz fez um pedido de desculpas. Outros nomes como Paul Bettany e Chris Pratt também foram envolvidos em escand, mas todos eles mantiveram seus empregos, mostrando que o problema com Carano foi a recusa da atriz em pedir desculpas.

 

Futuro de Cara Dune

 

Se havia esperança da substituição da atriz, mesmo com o surgimento de rumores pelos portais de notícias, não está nos planos do estúdio, isso porque a Lucasfilm não irá reescalar a personagem na 3º temporada de The Mandalorian. Que Dune tinha um grande potencial na trama, isso não resta dúvidas mas seu enredo pode ser considerado como encerrado.

Além de perder o contrato, Gina Carano também foi descartada da agência UTA, responsável por cuidar de sua carreira. Mas nem tudo está perdido e a atriz já está trabalhando em seu próprio filme em parceria com o site conservador The Daily Wire.
 

Sem previsão de lançamento e detalhes de como longa será produzido, Carano disse que suas “preces foram atendidas” ela será tanto protagonista como participará da produção. Para alcançar o público e segmento da empresa, o filme será lançado apenas para membros do site.
 

O The Daily Wire foi fundado em 2015 e é um site de opinião conservadora criado pelo comentarista político Ben Shapiro.

REFERÊNCIAS:
COUCH, A; SIEGEL, T; KIT, B: Behind Disney's firing of 'Mandaloria' star Gina Carano. THE HOLLYWOOD REPORTER, 2021. Disponível em: <https://www.hollywoodreporter.com/heat-vision/behind-disneys-firing-of-mandalorian-star-gina-carano>. Acesso em: 18/02/2021.
FOSS, J: The Mandalorian: Cara Dune não terá substituição após saída de Gina Carano. TECMUNDO,2021. Disponível em: <https://www.tecmundo.com.br/minha-serie/211273-the-mandalorian-cara-dune-nao-tera-substituicao-saida-gina-carano.htm>. Acesso em: 18/02/2021.
Gina Carano, de The Mandalorian, é demitida após post ofensivo nas redes sociais. OMELETE, 2021. Disponível em: < https://www.omelete.com.br/star-wars/the-mandalorian/the-mandalorian-gina-carano-demitida>. Acesso em: 18/02/2021.
Gina Carano, demitida de 'Mandalorian', diz que não pode ser cancelada e anuncia filme. FOLHA DE SÃO PAULO, 2021. Disponível em: <https://f5.folha.uol.com.br/celebridades/2021/02/gina-carano-critica-cancelamento-apos-polemica-e-anuncia-filme.shtml>. Acesso em: 18/02/2021.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »