23/02/2021 às 19h37min - Atualizada em 23/02/2021 às 19h28min

Com direito a gol de bicicleta de Giroud, Chelsea derrota Atlético de Madrid pela Liga dos Campeões

O atacante francês soma seis gols em cinco partidas na competição

Léo Abrantes - editado por Thamyres Pontes
A bicicleta de Giroud (Foto: Getty Images)
 
Os times de Atlético de Madrid e Chelsea se enfrentaram na última terça-feira (23), pelo jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, no Nacional Arena, em Bucareste, Romênia. Com mando de campo da equipe espanhola, já que a Espanha não permite a entrada de pessoas do Reino Unido e da Alemanha, por conta da Covid-19, a solução da UEFA foi colocar a partida em outro lugar. Durante a disputa, Olivier Giroud marcou o único do duelo no segundo tempo.
 
PRIMEIRO TEMPO
 
Nos primeiros minutos de partida, já era nítido as duas propostas de jogo: o Chelsea detinha a posse da bola e tentava envolver o adversário com passes curtos, principalmente pelos lados do campo. Por outro lado, o Atlético de Madrid se defendia completamente e buscava um contra-ataque ou espaços, onde poderia sair em velocidade e surpreender os defensores ingleses.
 
Apesar de controlar as ações da partida, os Blues esbarravam na forte marcação madrilenha, que jogava com uma última linha de seis defensores para impedir as subidas dos alas Marcos Alonso e Hudson-Odoi. Esse cenário fazia com que o Chelsea não tivesse muita objetividade e perdesse a bola, que era retomada pelo Atlético de Madrid.
 
Por mais que o Chelsea tentasse buscar alternativas para furar a defesa, como tabelinhas e passes entre os defensores da última linha, a maioria delas foram sem sucesso. Mas, mesmo com os insucessos ofensivos, o time de Londres não sofria muito, visto que, o Atleti praticamente não atacava, até porque o Chelsea limitava as chances de contra-ataques, ganhando a maioria das bolas que sobravam.
 
Ao fim da etapa, o Chelsea acumulava 72% de posse de bola e cinco finalizações, sendo duas em direção ao gol. Já o Atlético, com seus 28%, havia finalizado apenas uma vez, mas dominava todas as estatísticas defensivas, com oito interceptações.
 
SEGUNDO TEMPO
 
No início dessa etapa, os jeitos de se jogar não se alteraram muito. Mas, o Atlético de Madrid era um pouco mais agressivo, chegando com um número maior de jogadores à frente, pressionando perto do círculo central; e não, próximo a grande área.
 
Quando o Atlético conseguiu avançar na fase ofensiva, a presença de João Félix era importante, pois distribuía a bola para os companheiros como também carregava em velocidade. Ao lado dele, Luis Suárez era referência na frente e ajudava a atrair os defensores, abrindo espaço para os jogadores de lado: Thomas Lemar e Ángel Correa – e para o próprio Félix também.
 
Passando da metade do tempo, os espanhóis se arriscaram um pouco mais, porém foi suficiente para o Chelsea aproveitar o maior espaço que foi deixado em uma jogada e sair em contra-ataque. Após cruzamento pela esquerda, Giroud aproveitou que a bola dividida ficou pendurada no ar e virou uma bicicleta indefensável para Oblak. A princípio, o gol havia sido anulado, mas o VAR detectou que o toque havia saído de Mario Hermoso, e o placar saiu do zero aos 26 minutos.
 
Logo após o gol, o cenário mudou: o Atlético de Madrid buscava atacar mais e avançar suas linhas, enquanto o Chelsea utilizava a velocidade de alguns de seus jogadores para contra-atacar. Apesar das iniciativas do time espanhol, os Blues conseguiram manter a partida controlada, muito por conta das substituições, que mantiveram a equipe sólida sem perder qualidade técnica. Após os seis minutos de acréscimos e poucas oportunidades reais criadas pelo Atleti, o jogo foi encerrado, sacramentando a vitória inglesa.
 
PRÓXIMOS CONFRONTOS
 
O Atlético de Madrid volta a campo no domingo (28), em mais uma rodada da La Liga, contra o Villarreal, às 17h (horário de Brasília). Já o time vitorioso tem clássico contra o Manchester United no mesmo dia, às 13h30 (horário de Brasília), pela Premier League. O confronto de volta das duas equipes será no dia 17 de março, quarta-feira, em Stamford Bridge.
 








 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »