06/03/2021 às 16h49min - Atualizada em 06/03/2021 às 16h37min

‘Os 7 de Chicago’, entenda a história do polêmico julgamento de manifestantes nos anos 60

Vencedor do Globo de Ouro de melhor roteiro

Beatriz Costa - Editado por Ana Terra

Estados Unidos, anos 60.

Milhares de homens eram convocados mensalmente para lutarem na Guerra do Vietnã, jovens entre 18 e 24 anos. O presidente John F. Kennedy e o ativista Martin Luther King foram assassinados.

No ano de 1968, aconteceu em Chicago a 35ª Convenção Nacional do Partido Democrata, diversos manifestantes revolucionários se uniram a favor do fim da guerra. Com o imenso número de pessoas, militares foram enviados para acompanhar a convenção. Houve confronto e oito pessoas foram detidas.

Tom Hayden e Rennie Davis (Lideres dos Estudantes para Sociedade Democrática), Jerry Rubin e Abbie Hoffman (Lideres dos Jovens Festeiros - Hippies), David Dellinger (Lider da Mobilização para o fim da Guerra do Vietnã - The Mobe), Lee Weiner, John Froines e Bobby Seale (Chefe nacional dos Panteras Negras).

A ideia do governo americana era enquadrar os líderes dos movimentos na Lei Rap Brow, formação de quadrilha para incitar a violência em outro estado. Pena: 10 anos. Durante a primeira parte do julgamento, temos 8 integrantes presos, porém Bobby Seale não fez parte da manifestação, ele estava no papel de réu por ser negro e integrante do movimento dos Panteras Negras*. O racismo é escancarado pelo juiz, que inúmeras vezes não permite o acusado de se defender, pois, estava sem advogado (que precisou fazer uma cirurgia) e em determinado momento ordena que os policiais cuidem para que o réu fique em silêncio. Bobby é levado para uma sala, onde sofre agressões e retorna amarrado e amordaçado para que não interrompa mais a sessão. O líder dos Panteras é separado e julgado por outro crime, que está em aberto.

Petulantes e Perigosos

Os sete de Chicago continuam na corte em um julgamento que durou quase seis meses. Com a imprensa cobrindo todos os detalhes, a população se dividiu entre apoiar a polícia local ou os réus. Desde o início, fica claro que existe um apelo político entorno da sentença. A promotoria do caso insiste em conseguir a pena de 10 anos para todos os réus, e durante as manifestações fica claro o descontentamento com as políticas de governo adotadas pelo presidente Lyndon B.Johson.

Abbie Hoffman, Tom Hayden, David Dellinger, Jerry Rubin e Rennie Davis foram considerados culpados por incitarem os tumultos, que foram causados pela polícia, e sentenciados a cinco anos em uma prisão federal. Contudo, o veredito dado pelo juiz Julius Hoffman foi anulado e um novo julgamento foi ordenado. O promotor optou por não continuar com o processo. 

O filme foi escrito e dirigido Aaron Sarkin e venceu o Globo de Ouro 2021 de melhor roteiro. Confira o trailer abaixo e assista na Netflix.

*Panteras Negras: criado em 1966. Foi um movimento que defendia direto dos negros, principalmente contra a violência policial.

REFERÊNCIAS

‘Os 7 de Chicago’: entenda debate histórico e atual do filme da Netflix. Guia do estudante. Disponível em: <https://guiadoestudante.abril.com.br/dica-cultural/7-de-chicago-historia-americana-na-netflix/> Acesso em 01 de mar. de 2021.
O real e a ficção do controverso julgamento do filme ‘Os 7 de Chicago’. Veja. Disponível em: <https://veja.abril.com.br/blog/e-tudo-historia/o-real-e-a-ficcao-do-controverso-julgamento-do-filme-os-7-de-chicago/>. Acesso em 01 de mar. de 2021.
Os 7 de Chicago. Adoro cinema. Disponível em: <http://www.adorocinema.com/filmes/filme-130085/>. Acesso em 01 de mar. de 2021.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »