06/03/2021 às 23h26min - Atualizada em 06/03/2021 às 22h53min

Do preto e branco ao vermelho escarlate: WandaVision nos leva a uma montanha-russa de emoções

Crítica da série mais assistida no mundo; SPOILERS

Luize de Paula - Revisado por Isabela
WandaVision / Imagem: ©Disney+, Marvel - Divulgação

Após nove semanas WandaVision chegou ao fim. Hipnotizante desde o primeiro episódio, a série mostrou um lado da Marvel que já conhecíamos: cheio de referências, momentos inesperados e um roteiro que faz com que o expectador sinta as mais diversas emoções em poucos minutos. A história não se passa muito tempo depois do último e mais importante (até agora) filme da Marvel: Vingadores: Ultimato. Apenas três semanas após a derrota de Thanos, Wanda aparece vivendo sua própria fanfic na pequena cidade de Westview.
 

Não importa qual a sua década favorita, WandaVision consegue agradar a todos os gostos. Introduzindo a história do casal Wanda e Visão, recém casados se mudando para uma casinha em uma cidade nova, o episódio em preto e branco ambientado nos anos 50 é leve e serve como uma preparação de terreno para os outros episódios. Há personagens inéditos no UCM (Universo Cinematográfico da Marvel) como a vizinha de Wanda, Agnes. Eles são construidos ao longo dos episódios de maneira bem explorada e inteligente, assim como os easter eggs bem pensados em diversos momentos espalhados pela série.
 

Os dois episódios seguintes se passam nos anos 60 e 70, respectivamente. Também em uma história bem aconchegante de ver ao mostrar a vida dos dois na cidade, coisas estranhas começam a acontecer - inclusive com os moradores de Westview. Nos episódios, somos introduzidos aos gêmeos do casal e a Monica (Geraldine), que chega no episódio seguinte nos situando o que está acontecendo fora da cidade - quebrando a narrativa linear da série - além de introduzir a personagem conseguindo nos deixar intrigados com seu futuro no universo cinematográfico da Marvel.
 

O episódio de Halloween (6º episódio, ambientado nos anos 90) gerou uma grande repercussão nas redes sociais por causa das fantasias de Wanda e Visão, com muitos adolescentes já planejando copiá-las para o Halloween de 2021. Também fomos introduzidos ao “novo Pietro”, interpretado pelo ator Evan Peters, que interpreta o Pietro da versão da Fox dos X-Men. A aparição gerou teorias de que naquele momento a Marvel iria fundir os dois universos, mas não foi o que aconteceu.


Com as confusões acontecendo dentro e fora da cidade, os episódios seguem temáticos. Wanda continua fazendo o próprio sitcom dentro da narrativa, homenageando séries como Modern Family e The Office. Já no penúltimo episódio, conhecermos mais a história de Wanda e entendemos o que realmente aconteceu nas três semanas de intervalo entre Ultimato e o primeiro episódio da série. Além da explicação de todas as duvidas que foram construidas ao longo da série, nos preparando para o último ato no episódio final.
 

Para encerrar o ciclo, Wanda precisa enfrentar Agatha em um episódio recheado de magia, sacrifício e reflexões: desde o diálogo entre Visão e Visão sobre o navio de Teseu até a difícil escolha de Wanda de abrir mão da família que construiu. A série consegue terminar de maneira perfeita. Os 9 episódios são bem amarrados e finalizam a história de Wanda - ainda que deixando espaços para futuros projetos - do jeito que deveria ser e com um gostinho de quero mais.
 

A série virou um marco não apenas para a Marvel e para a Disney+, mas para a cultura pop, sendo a série mais vista no mundo todo - fato que aconteceu antes do sexto episódio ser lançado. Desde a estética dos episódios até as atuações brilhantes com destaque para Elizabeth Olsen, Paul Bettany, Kathryn Hahn e Teyonah Parris, a série ainda nos presenteia com o retorno de personagens como Darcy Lewis e Jimmy Woo e momentos marcantes e inesquecíveis que nos fizeram chorar, rir e nos envolver com um dos casais que mais aquece nossos corações e mais farão falta nos futuros filmes do UCM.
 

Não sendo uma história que possivelmente crie grandes interferências em todo o universo da Marvel, a minissérie mostra um enorme desenvolvimento de uma das vingadoras mais poderosas, mudando o rumo dela para sempre. Uma história de luto, sem banalizar e tentar mostrar que a dor é sinônimo de fraqueza, mostra a transformação da Wanda e a força que ela possui, sendo agora oficialmente a Feiticeira Escarlate.
 

Cena do episódio final

Cena do episódio final

WandaVision / Imagem: ©Disney+, Marvel - Reprodução

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »