13/03/2021 às 01h36min - Atualizada em 13/03/2021 às 01h04min

Cientistas lançam lista com animais silvestres do Ceará

O Inventário da Fauna Cearense é uma iniciativa inédita e mostra a diversidade da fauna do estado

Letícia Feitosa - Editado por Ana Paula Cardoso
O periquito-cara-suja é uma ave exclusiva do Nordeste brasileiro. Foto: reprodução/Governo do Estado do Ceará

Pesquisadores cearenses catalogaram cerca de 1.300 animais nativos do estado. Entre eles, há peixes de água doce e marinhos, répteis, anfíbios, aves, mamíferos marinhos e continentais. O Inventário da Fauna Cearense é inédito e é a primeira etapa para o desenvolvimento da Lista Vermelha, iniciativa que irá mapear as espécies ameaçadas de extinção no Ceará, prevista para ser lançada em 2022.

 

Sob a supervisão do programa Cientista Chefe do Governo do Estado do Ceará, a listagem dos animais silvestres foi realizada em conjunto com a Aquasis e as Universidades Estadual (Uece) e Federal (UFC) do estado. A pesquisa foi financiada pela Fundação Cearense de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico (Funcap). 

 

O doutor em Geociências, professor Marcelo Soares - que está à frente da equipe Cientista Chefe do Meio Ambiente - afirma que foi percebida a necessidade em desenvolver um inventário da fauna para poder catalogar quais espécies estão em extinção. "A gente percebeu que outros estados do Nordeste não tinham uma compilação nesse sentido. O Ceará tomou a dianteira", pontua.

 

O inventário foi lançado em 26 de fevereiro, após um trabalho sistemático de sete meses. Apesar desse período, toda a pesquisa é fruto de décadas de estudo. Segundo Soares:

 

Tem pesquisadores que trabalham há mais de 30 anos em um território do litoral cearense. Tem informações de coletor e trabalho de 60, 70 anos atrás. Foi um investimento grande em ciência ao longo do tempo para que a gente chegasse nessa listagem.

 

Políticas públicas

 

À Agência Brasil, o coordenador do projeto, Hugo Fernandes, ressaltou que o estado tem uma fauna diversa que precisa ser protegida. E o levantamento das espécies ajuda nesse quesito. O secretário do Meio Ambiente do estado, Artur Bruno, afirmou que a listagem dos animais silvestres do Ceará auxilia na criação de políticas de controle e de preservação mais eficazes. 



 

O professor Marcelo Soares ainda acrescenta a relevância dessa catalogação nos procedimentos de licenciamentos ambientais, realizados para decidir a liberação ou não de obras potencialmente impactantes. "Para isso, você tem que analisar o meio ambiente, que inclui a fauna. Com esse inventário, os estudos ambientais podem ter uma melhoria para que o processo seja mais adequado, ágil e rigoroso", explica. O catálogo, conforme o pesquisador, ainda implica nos estudos de biotecnologia.

 

Soares reforça a importância da ciência no desenvolvimento de ações pioneiras como essa. "A lista é científica, rigorosa. Todos os  profissionais envolvidos tiveram a capacitação científica", fala. Além disso, a lista segue sendo atualizada, "porque a ciência é muito dinâmica. Se daqui a duas semanas algum pesquisador descobrir, por exemplo, alguma nova ave lá na região do Cariri, ou na serra de Baturité, a gente vai poder atualizar a lista de forma on-line. Então, é um processo científico, dinâmico e ágil".

 

Cientista Chefe

Esse é um programa do Governo do Estado do Ceará, criado na atual gestão da Funcap. O Cientista Chefe tem o intuito de aliar a produção científica realizada em universidades com as necessidades do setor público.



 

 

REFERÊNCIAS:

 

CEARÁ lança lista inédita de animais encontrados no estado. Agência Brasil, [S. l.], p. 1-1, 27 fev. 2021. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2021-02/ceara-lanca-lista-inedita-de-animais-encontrados-no-estado. Acesso em: 1 mar. 2021.

 

SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE DO CEARÁ. FAUNA DO CEARÁ. [S. l.], 26 mar. 2021. Disponível em: https://www.sema.ce.gov.br/fauna-do-ceara/. Acesso em: 1 mar. 2021.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »