14/03/2021 às 06h45min - Atualizada em 14/03/2021 às 06h28min

Pesquisadores encontram fóssil de Titanossauro que pode ser o mais antigo já descoberto

O animal viveu há 140 milhões de anos, durante o período Cretáceo

Carlos Germano - Editado por Manoel Paulo
Pesquisadores argentinos afirmaram que um fóssil de titanossauro encontrado na Patagônia, em 2014, pode ser o mais antigo da espécie descoberto até agora. Com o nome científico de Ninjatitan zapatai, o animal viveu há 140 milhões de anos, durante o período Cretáceo.

"É o registro mais antigo que se conhece, não só na Argentina, mas no mundo todo", disse ao portal Reuters, Pablo Gallina, pesquisador do Conselho Nacional de Investigações Científicas e Técnicas da Argentina (Conicet).

Os restos do titanossauro foram encontrados na Formação Candeleros, unidade geológica entre as províncias de Río Negro, Neuquén e Mendoza. De acordo com os cientistas, o fóssil encontrado conta com 24 vértebras inferiores (pertencentes à cauda do animal), partes da região pélvica e a caixa torácica.



O recordista anterior, apelidado de Patagotitan justamente por sua procedência, tinha aproximadamente 37 metros da cabeça à cauda e um peso de cerca de 69 toneladas. O Ninjatitan, por sua vez, era pequeno para sua espécie, possuía 20 metros de comprimento. Apenas a metade da média de outros titanossauros.

José Luis Carbadillo, outro pesquisador do Conicet, disse ao portal de notícias da Universidade Nacional de La Matanza (UNLaM) da Argentina, que a descoberta inicialmente o levou a acreditar que os restos fósseis, por conta da idade, eram de um dinossauro anterior à origem dos titanossauros.

No entanto, estudos revelaram que o exemplar, batizado de Ninjatitan zapatai, era um titanossauro, acrescentou Carbadillo.

Características da espécie

Membro da família dos “saurópodes”, eles eram conhecidos por um corpo centralizado não muito desenvolvido, mas longos pescoços e caudas faziam deles os “gigantes gentis” da época.

Eles também eram uma espécie altamente migratória, com fósseis de indivíduos do tipo sendo encontrados não apenas na América do Sul, mas também no sul da China.

Os titanossauros encontraram seu fim durante o evento conhecido pelos cientistas como “K-Pg”, mas que todos nós chamamos de “meteoro que destruiu os dinossauros”.

O meteoro – que na verdade era um asteroide entre 10 km e 15 km de diâmetro – atingiu em cheio a região que hoje compreende a Península de Iucatã, no México, desregulando o clima global e destruindo qualquer criatura com mais de 25 kg de peso.

Foi esse mesmo evento que marcou o início da era cenozóica, a qual vivemos até hoje.
 
Referências:

TITANOSSAURO encontrado na Argentina pode ser o mais antigo já descoberto. CNN, 2 mar. 2021. Disponível em: Acesso em: 14 mar. 2021

PAIVA, Vitor. Argentina pode ter sido casa do maior animal terrestre da história. Hypeness, 2021. Disponível em: Acesso em: 14 mar. de 2021

TITANOSSAURO argentino pode ser o mais antigo já encontrado. Metrópoles, 1 mar. 2021. Disponível em: Acesso em: 14 mar. 2021

TITANOSSAURO mais antigo do mundo é descoberto na Patagônia argentina. NPR Online, 2 mar. 2021. Disponível em: Acesso em: 14 mar. de 2021

ARBULU, Rafael. Titanossauro descoberto na Argentina pode bater recorde de maior animal terrestre da história. Olhar Digital, 21 jan.2021. Disponível em: Acesso em: 14 mar. 2021

TITANOSSAURO descoberto na Argentina é o mais antigo da espécie. TechBreak, 2 mar. 2021. Disponível em: Acesso em: 14 mar. 2021

TITANOSSAURO descoberto na Argentina é o exemplar mais antigo da espécie. Yaahoo Notícias, 1 mar. 2021. Disponível em: < https://br.noticias.yahoo.com/titanossauro-descoberto-na-argentina-%C3%A9-233214605.html?guccounter=1&guce_referrer=aHR0cHM6Ly93d3cuZ29vZ2xlLmNvbS8&guce_referrer_sig=AQAAAFoSHvxrXToG3FxVBNp8MP0QT5aPMABawxIwoY6PBwzWxrE13WKQBkQ3b93_Ns_EavePNQQSkmpW56Fv3bjbLvrOm4DRdD1K3rzGKlGx17W03IM0u75RgpvZUb9gGm2fkCrhik95so-QOHqXg78obv2fyeG4Tr_vjgAneSSzCTk1 /> Acesso em: 14 mar. de 2021

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »