19/03/2021 às 06h44min - Atualizada em 19/03/2021 às 06h20min

Machismo em rede

Programas televisivos escancaram o pensamento ultrapassado da sociedade

Letícia Pessôa - Editado por Roanna Nunes
Foto: Politize.com
Era mais um domingo de formação de paredão no reality show Big Brother Brasil quando a internet veio abaixo com a justificativa usada pelo líder Rodolffo para indicar Carla Diaz. Alegando falta de lealdade da atriz para com seu affair Arthur, o então líder reduziu o jogo da participante unicamente em proteger um homem.

Arthur não cogitou em questionar o argumento utilizado pelo líder contra Carla. Essa não foi a primeira vez que o rapaz se mostrou negligente com a participante, tanto que a relação vem sendo algo de críticas pelos telespectadores do programa justamente pela carga emocional que Carla se impõe na tentativa de defender o amado que não corresponde ao cuidado.

Esse episódio escancara o machismo enraizado na sociedade impactando a milhares de pessoas que assistem ao reality nacional e suas versões pelo mundo.

Outro episódio aconteceu com a brasileira Dayane Mello integrante do reality show Grande Fratello Vip exibido entre setembro de 2020 a fevereiro de 2021 pela rede de tv italiana LA 5, a modelo foi alvo de comentários machistas após beber em uma das festas do programa.

Vinícius, carinhosamente apelidado de Pipoca no colégio que frequentava, tornou-se um jovem exemplar. Lia Franz Kafka aos 12 anos e tinha capacidades intelectuais impressionantes para um rapaz de sua idade. Os pais contam como era dedicado a tudo que fazia; estudava a fundo cada assunto que o interessava.

Os comentários machistas sofridos por ambas as participantes são o reflexo do patriarcado que ainda persiste. A cultura social ainda privilegia o homem colocando-o como superior e justifica suas atitudes responsabilizando a mulher.

As falas problemáticas expressadas no programa devem ser debatidas. A televisão como um grande meio de comunicação precisa abordar os fatos e abrir caminho para a reflexão e mudança de mentalidade da população que assiste. Os movimentos feministas surgem como frente para a transformação e necessitam do apoio desses interlocutores para alcançar lugares além da sua bolha.

O machismo causa danos graves na vida de uma mulher, seja através de comentários ofensivos, “brincadeiras” invasivas ou pelo uso da violência física e psicológica. O silêncio perante tais atitudes são concordância e as mulheres gritarão cada vez mais alto até serem ouvidas!

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »