28/05/2019 às 20h46min - Atualizada em 28/05/2019 às 20h46min

X-Men e as críticas sociais

A revista em quadrinho mais multicultural da Marvel

Leticia Allyne - Editado por Bárbara Miranda
Reprodução da Internet
Publicados nos Estados Unidos pela Marvel Comics, os X-Men são uma equipe de heróis , mas que devido a uma mutação genética, acabam desenvolvendo algumas habilidades super-humanas, que geralmente se manifestam na puberdade. Criados por Stan Lee e Jack Kirby, os heróis tiveram sua primeira aparição em 1963 na HQ The X-Men #1.
 
As histórias dos X-Men contam com personagens de diversas etnias, com isso alguns sites a considera como a revista em quadrinhos mais multicultural já publicada pela Marvel. "Diferentemente de outros super-heróis muito populares os X-Men sempre trouxeram temáticas mais humanizadas, provocando reflexões relevantes, que talvez estejam mais presentes do que nunca atualmente."( WIKIPÉDIA,2019, p.01).

 X-MEN: QUESTÃO RACIAL

 FONTE :Reprodução da internet
 
Nos anos 60, iniciava – se o Movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, liderado por Martin Luther King Jr e Malcon X. Os quadrinho foram criados nessa mesma época, comandados pelo professor Xavier, um telepata que acredita na convivência pacífica, apesar das diferenças, os X-men lutam contra Magneto, um mutante intolerante que acredita na superioridade contra os humanos, na HQ o Magneto representaria o radicalismo de Malcon e o Professor Xavier o pacifismo do Martin Luther King. Os quadrinhos possuíam diversas metáforas feitas por Stan Lee e Jack Kirby, para representar a luta que a comunidade negra norte americana enfrentava.

X-MEN: REPRESENTAÇÃO FEMININA

      FONTE: Reprodução da Internet
 
Seja por representar indiretamente questões sobre diversidade, seja por possuir diversas heroínas poderosas e relevantes em sua trama, a fama da feminilidade de X-Men não é novidade entre os fãs de histórias em quadrinhos.
 
Repleto de metáforas e críticas sociais os Universo dos X-Men é rico tanto em histórias quanto em personagens. Em um cenário tão diversificado quanto este, bastantes personagens femininas se destacam.  Como exemplo com uma personalidade bastante popular nos X-Men, a Mística é uma mutante transmorfa, que possui uma história de mistérios intrigantes e uma ligação forte com outro personagem o Netuno que é seu filho. Temos a Vampira, com habilidades de absorver qualquer poder ela é uma das mais poderosas mutantes existentes. Com uma habilidade inimaginável de poder controlar tudo ao seu redor com a mente, a Jean Grey é também uma das heroínas mais fortes nesse universo. E temos a Lince Negra que com sua habilidade pode se torna um ser intangível quando atacada o que para alguns possa ser uma representação do medo de ser maltratada.
 
E com isso podemos dizer que esse é o universo mais privilegiado com o poder feminino na Marvel.

X-MEN: A RELAÇÃO COM OS LGBT’S

                                                         FONTE:Reprodução da Internet
 
Muitos dos X-Men passam ou passaram por uma situação de auto aceitação. Da mesma maneira que muitos jovens na vida real passam por experiências parecidas, sem a parte dos poderes e habilidades super-humanas claro, mas com a aceitação do seu eu verdadeiro com a aceitação de ser gay, bi, lésbica ou trans, que, igual aos mutantes o transforma em um fator o qual o indivíduo nasceu e não tem como ser modificado.
 
Os X-Men sempre que podem tentam abordar esses assuntos em suas histórias como por exemplo, quando o casamento gay foi aprovado nos EUA, Stan Lee e Jack Kirby estamparam na capa da HQ o primeiro casamento Gay na Marvel, o matrimônio entre o mutante Estrela Polar e seu noivo Kyle ou quando o universo dos X-Men tiveram a sua "versão" do HIV, onde a "praga mutante" invadiu os quadrinhos, matando diversos personagens, com uma doença que no começo só matava apenas os mutantes e era incurável, a última vítima dessa doença foi Colossus que sacrificou sua vida para encontrar a cura da doença que matou a sua irmã.
 
X-men fala sobre auto aceitação, sobre aceitar as diferenças, se amar e amar ao próximo acima de tudo.
 
E nesses tempos de intolerância, de violência desmedida, temos de lembrar que o gene mutante, representa acima de tudo a tolerância, aceitação e compreensão, e que isso simplesmente seria o próximo passo na evolução humana.

REFERÊNCIAS:
OMELETE.Os X-Men é o preconceito.Disponivel:<https://www.omelete.com.br/quadrinhos/os-x-men-e-o-preconceito > A.cesso: 24/05/2019.
 
NERDPAI.COM.2018.X-Men e uma metafora ao preconseito e infelizmente continua atual.Disponivel< https://nerdpai.com/x-men-e-uma-metafora-ao-preconceito-e-infelizmente-continua-atual/ > .Acesso: 24/05/2019.
 
WIKIPÉDIA.X-Men.Disponível:.Acesso:24/05/2019.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »