29/05/2019 às 14h08min - Atualizada em 29/05/2019 às 14h08min

A arte salva. Ou consola. Ou torna pelo menos suportável.

Por Adrieli Fátima Bonini - Editado por Millena Brito
Imagem Reprodução: Insossidade
Arte é conhecimento. A arte foi uma das primeiras manifestações da humanidade. Ela serve como forma do ser humano marcar sua presença criando objetos e formas que representam sua vivência no mundo, o seu expressar de ideias, sensações, sentimentos e uma forma de comunicação.
 
Num mundo no qual o materialismo domina, acabando por nos tornar passivos frente à tecnologia, a busca pela arte serve para sair da rotina, ir ao encontro da beleza e fantasia, nos fazendo respirar novamente, repondo nossas energias e equilibrando o bem-estar e a saúde física e mental. Antigamente, as pessoas procuravam a arte apenas para ter uma carreira e seguir uma profissão, ser artistas.
 
Manifestações artísticas como pintura, escultura, teatro, a escrita de um poema ou um livro, faz com que as pessoas que a exercem expressem e extravasem as suas emoções. Ao mesmo tempo, utilizam suas habilidades e recursos internos para dar uma forma ao material, como argila, ferro, madeira, papel, um instrumento musical, ou até mesmo uma peça teatral.
 
A arte por si só é uma atividade que possui a capacidade de nos regenerar mentalmente; neste processo somos forçados a nos confrontar com diversos enfoques do nosso íntimo, que estão muitas vezes em conflito com nossas ideias e comportamentos conscientes.
 
Especialistas mundo afora já nos dizem, a arte vem se tornando importante aliada na recuperação física e mental dos indivíduos, a medicina e a psicologia vêm utilizando-a na recuperação e tratamento para inúmeras doenças, inclusive, para superar a dificuldade de aprendizagem de crianças e adolescentes, além de controlar a hiperatividade em ambos.
 
É nítido que ao se dedicar à uma atividade criadora, artística, há uma melhora na autoestima pessoal, baixando o nível de angústia, de estresse e ansiedade, possibilitando uma forma mais saudável de lidar com as situações do cotidiano. Vivemos num mundo onde cada vez mais a depressão e a ansiedade são doenças recorrentes na maioria da população. A arte, em geral, possui benefícios de auxiliar de modo terapêutico para que o indivíduo acometido tenha uma significativa melhora.
 
A importância da arte na vida das pessoas é algo genuinamente visível, ela está em todo lugar, faz parte da nossa cultura e da nossa história. Auxilia-nos na nossa comunicação, no nosso convívio, no crescimento humano e social. Ela é extremamente importante no desenvolvimento de um povo, ela nos dá uma nova visão de mundo, de sociedade, expande a nossa criatividade. Tudo que existe é arte e tudo é gerado por ela.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »