16/04/2021 às 14h51min - Atualizada em 16/04/2021 às 14h42min

Ministério da Ciência, Tecnologia e Informação anuncia o Programa MCTI Futuro

Com foco na capacitação de profissionais de TI, o lançamento oficial acontecerá em maio

Paula Cruz - Editado por: Celine Almeida
Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação
Foto: Leonardo Marques - ASCOM/MCTI

O ministro astronauta Marcos Pontes anunciou, durante seu tradicional “Bate-Papo Ciência & Tecnologia” no canal do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações) no YouTube, um novo programa nacional de tecnologia: o MCTI Futuro. O evento marcou o pré-lançamento do programa que será lançado oficialmente no mês de maio e busca promover ainda mais o crescimento do país.

O programa pertence a uma pauta importante para o desenvolvimento econômico e visa promover a capacitação tecnológica em larga escala de pesquisadores e estudantes em tecnologias emergentes, será coordenado pela Softex. Para a sua realização, em modelo de parceria público privada, já foram firmadas parcerias com mais de 40 empresas beneficiárias da Lei de TICs (Lei n◦ 8.248/191) e mais de 30 ICTs credenciadas ao CATI.

“O futuro pertence ao conhecimento e aos jovens. Milhares deles terão a oportunidade de trabalhar no setor de TICs graças a esse esforço conjunto entre governo, empresas e ICTs. Esta é mais uma forma de transformarmos o conhecimento em produtos e geração de divisas para o país”, disse o ministro.

Um levantamento realizado pela unidade de inteligência, estudos e pesquisas da Softex, mostra que o déficit de profissionais de TI no país deverá superar 408 mil em 2022. E o processo de transformação digital, acelerado pela pandemia, tende a reforçar ainda mais a demanda por especialistas em tecnologias emergentes, justamente o foco do MCTI Futuro.

Para o presidente da Softex, Ruben Delgado, “trata-se de um modelo inovador e escalável de capacitação, focado tanto no trabalho do futuro como no futuro do trabalho”.

Participaram do bate-papo secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI, Paulo Alvim, o presidente da Assespro, Italo Nogueira; o presidente da Brasscom, Sérgio Paulo Gallindo; o presidente da Datacom e do Conselho Superior da Associação P&D Brasil, Antonio Carlos Porto; o diretor da Inatel, Carlos Nazareth Marins; e o diretor de Planejamento e Relações Institucionais – Embrapii/MCTI, José Luis Gordon.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »