30/05/2019 às 23h04min - Atualizada em 30/05/2019 às 23h04min

Cinco animes clássicos no catálogo da Netflix que todo otaku deveria assistir

Todo fã de anime deve conhecer essas obras, mas será que realmente assistiram tudo até o fim? Se você quer saber quais são esses animes, continue nesta matéria.

Ana Paula Figueiró - Editado por Bárbara Miranda
Foto divulgação - Google Imagens

Os animes fazem parte da infância de muitos, televisionados em canais abertos, eram assistidos em horário nobre, de manhã, à tarde ou até mesmo no comecinho da noite. Era regra almoçar assistindo, para alguns Naruto, para outros Dragon Ball, mas uma coisa é certa, todo mundo tem algum anime guardado na memória e no coração.

Muitos cresceram e deixaram de gostar deles, mas outros levaram o amor por essas animações japonesas para a vida. Todos os anos saem listas e mais de listas de lançamentos, continuações, OVAs e live actions. Infelizmente, os fãs mais novos acabam não conhecendo os clássicos, os mais assistidos pelos seus pais, tios ou até mesmo, irmãos mais velhos. 

Por esse motivo, temos aqui uma lista de 5 clássicos, vulgo antigos, presentes na Netflix. Já que a nova geração não conhece o torrent (brincadeira! ou não?).

Samurai X - 1996 a 1998

O anime de 1996 é uma adaptação do mangá Rurouni Kenshin - Meiji Kenkaku Romantan, do artista Nobuhiro Watsuki, com 95 episódios. A obra conta a história do andarilho Kenshin, que estava vagando há 10 anos pelo Japão, para se redimir das mortes que causou na guerra do período Bakumatsu, quando era conhecido como "Hitokiri Battousai", o Battousai retalhador, a serviço da Ishin Shishi.

Após o fim das guerras, a implantação da Era Meiji e a proibição das espadas como armas, Kenshi passou a se dedicar aos menos favorecidos e prometeu nunca mais matar. Durante sua caminhada, ele conhece a Kaoru Kamiya, herdeira do dojo de seu pai, onde lecionava kendo no estilo Kamiya Kashin (Espada para a Vida). 

Em meio a batalhas contra sombras e pessoas do seu passado, ele conhece e descobre sua nova “família”, o ex-lutador de aluguel, Sanosuke Sagara, o órfão, Yariko Myoujin, e a médica ex-traficante de ópio, Megumi Takani, além da Kaoru. Em vários momentos Kenshin precisa trazer a tona o seu lado sanguinário, que só é detido pelos sentimentos de Kaoru. Mesmo apaixonada por ele, ela não o impede de entrar nas batalhas e infelizmente, colocar sua própria vida em risco.

A obra é antiga, mas ainda é muito aclamada por causa do seu desenvolvimento e dos personagens marcantes. Mesmo o anime tendo uma final um pouco diferente do mangá, a história agrada a todos. Samurai X também foi adaptado em um filme, sendo um melhores live-action dos últimos tempos. 

Pokémon  (indigo league) - 1997 a 1999

Líder de audiência, tanto no Brasil quanto no japão, o anime do final da década de 90, com 83 episódios, é a primeira temporada da franquia sobre a história do pequeno pokémon Pikachu, que pertence a The Pokémon Company, criada por Satoshi Tajiri, em 1995.

A série foca na jornada do Ash Ketchum, um garoto de 10 anos, que sonha se tornar um treinador de Pokémon. Após perder a chance de capturar o seu primeiro, Ash fica sem escolha e acaba recebendo do professor Carvalho o último presente em seu laboratório, um Pikachu, que apesar de ser engraçado e fofinho, é muito malcriado e não o obedece em nada. Os dois precisam passar por momentos difíceis para se tornarem melhores amigos e desenvolverem um vínculo especial.

No caminho entre se tornar um grande treinador, Ash se junta a Misty e Brock, formando um time. Enquanto eles capturam e treinam novos pokémons também precisam lidar com seus inimigos, a "Equipe Rocket", o trio Jessie, James e Meowth, e o neto do Professor Carvalho, que também é um treinador, que sempre se esforça para se manter o número um entre todos.

Pokémon não é um sucesso apenas no anime, o fofo Pikachu lidera uma gama de jogos, produtos e filmes sobre ele, como o novo filme live action “Detetive Pikachu”, deste ano (2019), que está levando vários fãs ao cinema e recebendo uma chuva de elogios e críticas. 


Full Metal Alchemist - 2003 a 2004

A série de anime com 51 episódios é uma adaptação da obra da mangaká japonesa Hiromu Arakawa, lançada em outubro de 2003 no japão e em 2005 no Brasil. Fullmetal Alchemist é a história de Alphonse e Edward Elric, dois irmãos, que foram abandonados pelo pai ainda pequenos e criados somente pela mãe.

A história começa quando os dois perdem a mãe e tentam trazê-la de volta por meio da alquimia. Desde cedo eles tinham um talento para essa ciência, regida pela lei da troca equivalente, que para criar algo devesse perder algo de valor igual no lugar. Na tentativa falha de trazê-la de volta, realizando a transmutação humana, Al perde seu corpo, torna-se apenas uma armadura com alma e Ed sua perna esquerda e braço direito. 

Depois desse fim trágico, os irmãos decidem ir atrás da pedra filosofal para restaurar seus corpos. Ed decide se tornar um Alquimista Federal, controlado pelo exército, para conseguir mais informações referente a pedra, tornando-se conhecido como o Alquimista de Aço, que recebe ordens do Coronel Roy Mustang.

Fullmetal Alchemist um dos melhores mangás e anime de todos os tempos, na opinião dos fãs. A autora fez um trabalho impecável, com uma ambientação baseada em pesquisas, um roteiro completo e complexo, e uma vasta gama de personagens marcantes e memoráveis. Mesmo com o sucesso da primeira versão, em 2009 foi lançado uma adaptação mais fiel ao mangá, Fullmetal Alchemist Brotherhood, também disponível na Netflix.

Death Note - 2006 a 2007

A produção de 37 episódios voltou a ser comentada por razão da adaptação, digamos fraca, da Netflix. Death Note, como a maioria dos animes, também foi baseado em uma série de mangá, está escrita por Tsugumi Ohba e ilustrada por Takeshi Obata.

A história fala sobre o deus da morte, Riuk, que em um dia qualquer de tédio, deixar o seu caderno de shinigami, o death note, cai no mundo dos humanos, onde é encontrado pelo mortal psicopata, Light Yagami. O caderno funciona basicamente como uma arma, onde é possível causar assassinatos por meio dele.

Obcecado com o propósito do caderno, Light se compromete a matar todos os criminosos do Japão, com o objetivo de criar o “Novo Mundo”, livre de crimes. Ele passa a se esconder atrás do pseudônimo Kira, já considerado um deus por alguns seguidores, e para acobertar seus "crimes” ele começa a trabalhar com seu pai na polícia japonesa. 

Mesmo com um plano perfeito, o detetive "L" passa a suspeitar da sua inocência e investigar sua vida para assim prendê-lo. O enredo se baseia na briga de mentes entre L e Light, onde o detetive trabalha de todas as formas possíveis e impossíveis para coletar provas contra o novo deus, e Light se dedica ao máximo para esconder seu paradeiro, mesmo os dois trabalhando lado a lado na polícia.

O anime tem poucos episódios, mas a história não deixa a desejar para a maioria dos fãs. Death note também tem outras live actions japonesas, consideradas muito melhores que a nova de 2017, que depois de ter sido descartada pelo público, forçou o serviço de streaming a comprar os direitos das outras adaptações.

Naruto Clássico - 2002 a 2007

Dentre todos os clássicos não podemos deixar de falar sobe Naruto, anime baseado no mangá de mesmo nome, do mangaká Masashi kishimoto. A história narra a vida de um garoto chamado Naruto Uzumaki, que nasceu órfão e viveu toda a sua infância sozinho, renegado por todos da aldeia da folha.

Enquanto luta para se tornar um ninja, primeiro passo a ser dado em rumo ao seu sonho de se tornar Hokage, ele começa a descobrir assuntos sobre o seu passado, como a história da besta de sete caudas, Kurama, que está selada em seu corpo. Após se tornar ninja guenin, o menor e primeiro nível ninja, Naruto sai em missões ao lado da equipe 7, composta pelo sensei Kakashi hatake, e os guenis Sakura Haruno e Sasuke Uchiha.

O enredo do clássico também foca no passado do clã Uchiha e a vida do seu parceiro de equipe/inimigo/melhor amigo Sasuke. A história dos dois se interligam em quase todos os episódios, formando o gancho que leva ao arco principal de Naruto Shippuden.

A maioria dos fãs brasileiros conheceram o “Dattebayo” na emissora de tv SBT, quando ainda era televisionada sua versão dublada, “Tô certo!”. A obra de 200 episódios tem fãs no mundo todo, mas ainda há otakus que conhecem apenas o baixinho loirinho brigão, mas nada da sua história, fato que vem do sucesso da franquia em outros produtos, como filmes, jogos, bonecos, vestuário, acessórios, entre outros. 

Tem outras obras para indicar?

Todas as obras citadas acima são conhecidas por toda a galera que curte cultural oriental, mas a maioria (ou seria a minoria?) ainda não tirou um tempinho para contemplar todas essas heranças midiáticas completas. É claro que existem vários outras (muitas mesmo), mas aqui estamos falando apenas das disponíveis no catálogo Netflix, que infelizmente são poucas. Quem sabe com o aumento do público consumindo esse tipo de conteúdo, o serviço de streaming não libera mais alguns. Né, Dona Netflix? Fica a dica!


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »