31/05/2019 às 22h46min - Atualizada em 31/05/2019 às 22h46min

A cultura dos doramas na Netflix

Séries asiáticas se tornam cada vez mais populares pelo ocidente por meio de plataformas de Streaming

Thamires Silva
Doramas são a nova sensação da Netflix (Foto: divulgação / série Hello, my Twenties)
Na atualidade, a plataforma de streaming Netflix é um dos serviços de maior sucesso em todos os continentes e querida por muitos usuários. A alta demanda de séries originais Netflix asiáticas, tem feito com que os brasileiros se habituem com maior facilidade à cultura coreana. As séries televisivas da Coreia do Sul, mais conhecidas como “k-dramas” do inglês “Korean Dramas”, tem colocado o continente em alto nível de popularidade, similar à música pop coreana, o “k-pop”,  o qual, atrai milhões de fãs ao redor do mundo. Desde o desenvolvimento das mídias digitais, a cultura oriental, a começar pelos mangás e animes japoneses, se destaca na propagação de produtos audiovisuais.

Diferente das novelas brasileiras, que possuem entre 150 a 300 episódios, os dramas se assemelham as minisséries, com poucos capítulos e  duração de 50 minutos cada, dando destaque nos personagens centrais e uma trama que mescla fantasia e realidade. “Para mim, a interpretação deles não se assemelha as performances brasileiras e americanas. Eles expressam mais o lado fofo, amoroso e mágico, e nos faz divertir e emocionar com a trama. São únicos. Ao assistir, eu sinto como se fosse intima deles, às vezes tenho a sensação de que não estão nem atuando, é bem natural”, relata Thaíse Silva, que teve seu primeiro contato com os doramas em 2017.

Os doramas, não se limitam apenas às comédias românticas e clichês latino-americanos. O produto é capaz de alcançar uma população em massa, ofertando uma visibilidade maior para a Coreia do Sul e também apresentar discussões sociais sem vulgarizar. O suicídio e o bullying, por exemplo, são retrados no drama Switched que possui apenas seis episódios e debate acerca da desaprovação social, e como ela poder ser inconveniente e prejudicial. É daquelas séries favoráveis a causar diversas emoções – risos e muitas lágrimas – mas deixa no final uma grande lição de vida.


Switched (2018), disponível na plataforma Netflix. (Foto: reprodução)

A apreciadora destes conteúdos, Virginia Naves, acredita que os doramas são capazes de promover uma mudança social. “Vai muito do perfil do espectador, que na maioria, são mulheres. Acredito que quanto mais difíceis são os momentos pelos quais passamos, mais tentamos escapar da realidade em que vivemos. Atualmente, as mulheres andam desgostosas com relacionamentos e procuram nestes dramas suprir as suas carências de amor e afeto, mesmo que seja somente assistindo a uma novela. Isso acaba influenciando muito em seu convívio social, nos seus gostos afetivos, no que esperam de um parceiro. Sabemos que homens como aqueles apresentados nos dramas, são quase impossíveis de serem encontrados (ainda mais no Brasil), porém acabamos idealizando isso sem perceber”, conta.

É perceptível que a cultura asiática consegue conquistar um público gigantesco e leal, estabelecendo uma comunicação direta com o público do ocidente, tornando a sua marca registrada em cada canto deste mundo, mesmo com um grande leque de conteúdos internacionais. “Os dramas coreanos têm suas peculiaridades, desde os romances mais doces e inocentes em sua maioria (claro que tem os mais quentes e adultos), até os de ação, que são mais violentos. Os de terror que são um caso a parte: por nós ocidentais sermos muito ignorantes da cultura asiática, quando se assiste terror de lá, que tem muitos traços da sua cultura, seu folclore, isso se torna mais assustador que o normal. Fora que os atores treinam para aquilo, então são aterrorizantes e bizarros”, pontua Virginia ao ser questionada sobre a semelhança dos doramas com as séries americanas.

Com os diversos títulos, em suas séries originais, a Netflix procura introduzir ídolos da cultura asiática na trama – o que acaba conquistando ainda mais o público, principalmente os amantes do k-pop. A série Busted, do português “O Jogo do Detetive”, de 2018, tem como um dos protagonistas o cantor Sehun, integrante do grupo EXO, um dos mais famosos grupos do pop coreano. Mas, nem toda essa popularidade se dá pelo estilo musical, muitos acabam adentrando nas histórias asiáticas por curiosidade.
 
Com um vasto catálogo, a Netflix disponibiliza diversas produções asiáticas que, com certeza, vale a pena apreciar cada uma delas. Dado isso, para os que amam maratonar as produções do ocidente e querem explorar um pouco da cultura oriental, é só preparar a pipoca e aproveitar o universo dos doramas pela plataforma. 

Editado por Alinne Morais e Isabela Andrade
                                                                        
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »