04/06/2021 às 12h34min - Atualizada em 04/06/2021 às 12h28min

Energias renováveis? É com a Bahia!

O estado é líder em geração de energia eólica e solar pelo segundo ano consecutivo

Paula Cruz - labdicasjornalismo.com
Foto: Filipe Resmini - Unsplash

O território baiano ocupa a primeira posição do ranking nacional na produção em ambas as fontes renováveis. Na fonte eólica, o estado gerou 12.590,21 GWh (GigaWatt/hora) de janeiro a setembro de 2020, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).  A produção estadual de energia elétrica a partir da fonte fotovoltaica foi de 1.376,72 GWh entre os meses de janeiro e setembro deste ano, de acordo com o ONS.

 

Juntas, a energia elétrica produzida a partir das fontes eólica e solar no estado, tem a capacidade de atendimento para 13,5 milhões de residências. A força, a velocidade dos ventos e a incidência do sol aliada à estrutura das linhas de transmissão, têm papel determinante para o desenvolvimento energético baiano, já apontado nos Atlas Eólico (2013) e Solar (2018) da Bahia.

 

Este ano, o número de certificados de energia renovável (RECs ) deve chegar a 10 milhões, volume 150% maior do que no ano anterior. De janeiro a abril, cerca de 4 milhões de RECs já foram transacionados aqui no Brasil. Essa compra é feita por empresas e pessoas físicas, que buscam redução de gastos e de danos ao meio ambiente. Em 2018, a Vivo se tornou a primeira empresa de telecomunicações brasileira a funcionar 100% com energias renováveis.

 

O início das atividades de 17 novos parques neste ano ajudaram na permanência do primeiro lugar na produção energética a partir da fonte dos ventos no Brasil. Chegando a um total de 182 parques em operação comercial distribuídos por 20 municípios. São mais de 1,3 mil aerogeradores, que o povo no interior chama carinhosamente de 'catavento', e uma capacidade instalada de 4,1 GW.

 

A possibilidade de poder produzir a própria energia e ainda pagar mais barato na conta de luz fez com que a Geração Distribuída a partir da fonte solar pudesse crescer 118% na Bahia em comparação de 2019 com janeiro a novembro de 2020. Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a potência instalada aumentou de 63,32 MW para 138,3 MW no período em análise. Segundo Marcus Cavalcanti, secretário de Infraestrutura, hoje, aproximadamente 90% da capacidade instalada de energia elétrica no estado vem de fontes renováveis. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »