13/07/2021 às 21h31min - Atualizada em 13/07/2021 às 21h10min

Das ruas ao estrelato: a superação de Sylvester Stallone

Gustavo Domingos - editado por Luhê Ramos
Na última semana, o ator, diretor, roteirista e produtor Sylvester Stallone completou 75 anos. O grande astro dos filmes brucutus está marcado na história do cinema. A franquia Rocky e Rambo são os mais emblemáticos trabalhos de Sly. Além disso, o artista tem outros grandes projetos na sétima arte.

No entanto, poucos sabem o início da trajetória de Stallone. Parafraseando com o filme Rocky Balboa (2006), quando o ator diz que “Ninguém vai bater tão forte quanto a vida”, é muito das experiências pessoais do próprio astro. Assim, vamos trazer nesse texto alguns fatos na jornada de Sly até chegar ao seu auge em Rocky I (1976).

Nascer e crescer: a primeira grande luta de Stallone
Sylvester Gardenzio Stallone nasceu em Nova York. Seus pais eram Frank Stallone Sr., um cabeleireiro e Jackie Stallone, uma astróloga. O drama do ator já é visto logo em seu nascimento. Sua mãe sofreu complicações durante o parto, o que obrigou os obstetras a usarem dois pares de fórceps. No entanto, estes instrumentos foram utilizados de forma errada e causaram acidentalmente um corte em um nervo. Logo, descobrimos o motivo do lado esquerdo do rosto do astro ter paralisia.

Além disso, a infância do brucutu foi bastante conturbada. Seus pais mantinham um casamento instável, cheio de brigas e ameaças. Desse modo, Sly chegou a passar por lares adotivos, já que viver com sua família era impossível. Posteriormente, quando Frank e Jackie se divorciaram, o pequeno garoto de nove anos passou a morar com sua mãe.

                                 

Como não bastasse os desafios até aqui, Sylvester sofria bullying na escola e no seu dia-a-dia. O motivo era sua paralisia, a qual afetava sua fala. Como alguém assim poderia virar ator? Stallone se perguntava isso, porém nunca desistiu de seu sonho.

Fome e morar nas ruas: as lutas do início da carreira de Stallone
O primeiro filme do futuro diretor foi The Party at Kitty and Stud's, que anos depois tornara-se O Garanhão Italiano (por causa do sucesso de Rocky I). Em depoimento Stallone comentou que estava nas ruas, passando fome e chegaria ao seu limite. Logo, era atuar na produção ou roubar alguém. Vale lembrar que no longa não há cenas de penetração ou “pesadas”. Dessa forma, a obra tornou-se uma lenda urbana em relação ao ator.

Posteriormente, Sly fez participações em filmes de pequeno orçamento, fazendo extras ou papéis sem relevância. Com isso, a pobreza bateu novamente em sua porta. O ator dormiu por três dias na estação de ônibus de Nova York. Nessas condições teve que vender seu cão Butkus, pois não tinha condições de cuidar e alimentar o cachorro. Por apenas 40 dólares, Stallone entregou seu fiel companheiro e estava no fundo do poço.

Mohammed Ali e Chuck Wepner: a luta que salvou Stallone

A luta entre Mohammed Ali e Chuck Wepner é o verdadeiro duelo entre Apollo Creed e Rocky Balboa. Do mesmo modo que no filme, temos Ali um supercampeão maltratando severamente seu adversário. Porém, assim como Rocky, Wepner resisti bravamente no ringue.

Após a luta, Stallone escreveu por 20 horas o roteiro que seria o filme Rocky. Assim, levou para o estúdio, que o viu com bons olhos e ofereceu US$ 125.000. Parecia um sonho, mas o astro solicitou uma única coisa: que ele interpretaria o personagem principal. Em resposta, os produtores negaram sem pensar duas vezes.

A novela prosseguiu, logo o estúdio aumentou a proposta para US$ 250.000, que ele recusou. Depois, fizeram outra oferta de US$ 350.000, mas Sly não cedeu. O ator sabia que queriam seu roteiro e estrelar o longa o salvaria. Posteriormente, os produtores vieram com míseros US$ 35.000, ou seja, US$ 90.000 a menos que na primeira tentativa. O motivo do baixo valor foi pelo fato que eles deixariam Stallone ser Rocky.

Com o dinheiro em mãos, o ator voltou para comprar seu cachorro. Após três dias de espera, Stallone desembolsou US$ 15.000 para ter Butkus de volta. Vale lembrar que Butkus tornou-se o cão de Rocky no longa.

                                   

Depois disso todos conhecem a história de sucesso que foi Rocky. O longa recebeu 10 indicações ao Oscar, incluindo Melhor Ator e Melhor Roteiro, ambos para Stallone. Como resultado, a obra levou a estatueta de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Edição.

Dessa cerimonia para frente, Sylvester Stallone traçou seu caminho e deixou sua marca na sétima arte. A vida bateu nele como ninguém, mas assim como Rocky, Sly aguentou firme e não caiu na lona. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »