26/07/2021 às 12h40min - Atualizada em 26/07/2021 às 13h08min

Kaifuku Jutsushi no Yarinaoshi: sexo, vingança e magia

Anime aborda temas polêmicos e gera sentimentos conflitantes a respeito da moral e da ética

Anne Santos - Editado por Fernanda Simplicio
Fonte : TNK / Reprodução : Google

Kaifuku Jutsushi no Yarinaoshi é uma série de Light Novel japonesa escrita por Rui Tsukiyo e ilustrada por Shiokonbu. Lançada online em dezembro de 2016 no site de publicação de novels gerado pelo usuário Shōsetsuka ni Narō. O anime foi produzido pelo estúdio TNK tendo Asaoka Takuya como diretor, e foi lançado em Janeiro de 2021.

O anime tem uma trama densa e, digamos, um tanto polêmica. Os criadores ousaram em inserir assuntos como: vingança, abuso físico e psicológico, além de ter muito sexo. Uma narrativa fluida e sem cortes, expondo que vingança é um prato que se come bem quente. 


 

A história inicia contando a história e vida de Keyaru, herói da cura, e toda a exploração vivida por seus companheiros heróis. É preciso ressaltar que a trama aciona vários gatilhos e não pode ser assistida por menores de 18 anos. Keyaru é abusado de maneira inimaginável, drogado, subjugado, até despertar a cura suprema em uma batalha e conseguir curar o seu próprio mundo, retornando há 4 anos no tempo para consumar a vingança contra todos aqueles que lhe fizeram mal. 

O mais interessante a ser apontado é que, por mais que sejam cenas fortes e até mesmo erradas, o telespectador é muitas vezes influenciado a torcer por Keyarga - por qual agora é conhecido, a conseguir realizar a sua vingança. 

“A vingança torna as pessoas mais fortes. Isso acaba com a tristeza, a solidão e o desejo de morrer. É o mesmo para mim” - Keyarga

Após recobrar a memória perdida - consequência após voltar no tempo, Keyarga inicia o preparo para a sua vingança. Tendo ciência de que seria escolhido como herói pela Princesa Flare e posteriormente viciado em drogas, embarcou em busca de ingredientes capazes de criar anticorpos contra as poções da feiticeira, ingerindo-os por meses afincos.  Depois de ter sido levado para o reinado como novo herói, Keyarga aceita de bom grado visitas noturnas das empregadas com o único objetivo de roubar para si as habilidades de manas de cada um delas. Chegou a fingir estar viciado e foi violentado por meses, apenas com esse objetivo em mente, até que, finalmente, chegou a tão esperada jornada da vingança. 

“Você não encontrará uma pessoa melhor do que eu nesse mundo. Eu sou gentil, educado e completamente preenchido com senso de justiça” - Keyarga

O nosso Herói da Cura, se é que ele pode ser chamado assim, é um personagem muito bem trabalhado: enigmático, obstinado, paciente, meticuloso e, com certeza, ótimo ator. Sua inteligência e insanidade andam lado a lado, transformando em fascínio ao ser visto e ouvido.  É o tipo de personagem que pensa em tudo e em qualquer possibilidade e estratégias antes mesmo de elas acontecerem, que nos deixa um certo sentimento conflitante no peito. Amado ou odiado? Eis a questão! Pois, apesar de parecer frio e vingativo, Keyarga, demonstra em determinados momentos um lado doce e gentil, que é capaz de amar e criar laços de amizade. É um psicopata manipulador? Sim! Mas não deixa de ser bem desenvolvido. 

O anime tem uma boa direção, narrativa excelente, trilha sonora envolvente e é de gênero fantasia medieval, podendo-se deparar com mágicos, seres demoníacos, demi-humanos, além dos próprios humanos. Não é recomendável para quem é sensível, pois, realmente, há aquela aura dark com cenas fortes. Fora isso, é um bom anime para ser assistido e analisado minuciosamente. Vingança é absolutamente sublime? Assista e tire suas próprias conclusões!

“As palavras têm poder. Se você continuar dizendo que é uma boa pessoa, você se tornará uma boa pessoa. Palavras tornam-se pensamentos, e pensamentos levam a ações” - Keyarga

 

REFERÊNCIAS : MEDEIROS, Wesley. “Kaifuku Jutsushi no Yarinaoshi: O que esperar do novo anime?”. META GALÁXIA. Disponível em : <https://metagalaxia.com.br/anime-e-manga/kaifuku-jutsushi-no-yarinaoshi/ > Acesso em : 20 de jul.de 2020.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »