28/07/2021 às 16h54min - Atualizada em 28/07/2021 às 16h01min

Tóquio 2020: Rússia domina e derrota o Brasil por 3 sets a 0 no vôlei masculino

Com bloqueio implacável, os russos mantém invencibilidade e assumem liderança do Grupo B

Aliny Bueno - labdicasjornalismo.com
Rússia supera o Brasil com bloqueio implacável. Foto: AP Photo/Frank Augstein
O Comitê Olímpico Russo(ROC, na sigla em inglês) derrotou o Brasil por 3 sets a 0 (parciais 25/22, 25/20 e 25/20), nesta quarta-feira(28). A Rússia contou com a precisão do bloqueio e os ataques fortes para vencer com tranquilidade. Dmitry Volkov foi o maior pontuador da partida, com 19 pontos. Mikhaylov e Kazakov também se destacaram pelo lado russo. Já a seleção brasileira oscilou bastante, contou com erros de ataque e mau posicionamento em quadra durante alguns momentos. 

Esta foi a primeira derrota do Brasil na olimpíada que, agora, ocupa a terceira posição do Grupo B, com cinco pontos ganhos. O resultado ainda mantém a equipe entre os classificados para a próxima fase. A Rússia chegou à sua terceira vitória na competição: líder do Grupo B, com nove pontos, a equipe mantém 100% de aproveitamento e a invencibilidade na fase de grupos. 

1º SET

O Brasil começou bem e saiu na frente com pontos de Lucão e Leal, mas logo a partida ficou equilibrada com as duas equipes trocando pontos, até que a Rússia conseguiu abrir a vantagem de três pontos, com 12/9. A seleção brasileira manteve foco e virou com Wallace, Lucarelli (dois pontos) e ainda com um saque adversário para fora. 

Os brasileiros pareciam ter encontrado o ritmo de jogo, manteram-se à frente no placar por mais três oportunidades, mas não demorou para a Rússia se impor em jogo e comandar a partida. O bloqueio e o saque forte foram o diferencial para a equipe pontuar cinco vezes consecutivas e abrir 23/20. Foram seis bloqueios russos contra apenas um do Brasil. A Rússia fechou o set por 25/22. 

2º SET

A equipe do ROC voltou com força e abriu 4/1 na pontuação. O Brasil não conseguia encaixar as jogadas e o técnico Renan Del Zotto promoveu alterações no time. Bruninho e Lucarelli deram lugar a Fernando Cachopa e Douglas

A entrada do ponteiro parecia ter reascendido a reação brasileira, o ataque voltou a marcar com Lucão e Douglas pelo meio e Leal pelas pontas, mas a seleção não conseguiu frear os rivais que erravam pouco e eram precisos no ataque.

A Rússia abriu 20/15, sendo cinco pontos ganhos por erros do adversário. Os jogadores eram muito precisos nos lances e Mikhaylov e Kazakov sobravam no ataque, que superava o bloqueio brasileiro. Até o momento eram nove pontos russos contra apenas três do Brasil em bloqueios na partida. Sem dificuldades e com larga vantagem no placar, a Rússia fechou o set por 25/20.

3º SET

Perdendo por 2 sets a 0, o Brasil  precisava reagir em quadra para converter a situação, mas o terceiro set começou bastante equilibrado entre as equipes, sem larga vantagem no placar. A seleção brasileira não conseguia furar o bloqueio adversário e via os ataques de Lucão e Wallace pararem nas mãos russas. A Rússia abriu 15/13 com ponto de Kazakov, o 18º dele na partida. 

Os brasileiros não desistiam e trocavam ponto a ponto com os adversários, mas só conseguiram ficar à frente no placar no início do set.  O técnico brasileiro começou a mexer no time, mas as alterações não foram suficientes para reverter o cenário no placar. A tensão entre os jogadores do Brasil ficava nítida a cada erro cometido e bola não defendida. 

A Rússia contou com três aces nesta etapa, e chegou ao match point após Kazakov marcar de saque. Sem chances de ter o placar revertido, os russos fecharam mais um set em 25/20 e conquistaram a terceira vitória nas Olimpíadas de Tóquio 2020

PRÓXIMOS CONFRONTOS

O próximo confronto do Brasil será contra os Estados Unidos, nesta quinta-feira(29), às 23h05( no horário de Brasília; 11h05 local), enquanto o Comitê Olímpico Russo enfrentará a França na sexta-feira(30), às 9h45 ( no horário de Brasília; 21h45 local). 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »