06/08/2021 às 17h39min - Atualizada em 06/08/2021 às 17h12min

Dubai usa drones para criar chuvas artificiais e diminuir o calor

Depois de investir mais de 1 milhão de dólares no projeto, os Emirados veem chuvas torrenciais caírem

Isabela Mello - Editado por Manoel Paulo
Quem apostava há uns anos que seria possível controlar o tempo por meio da tecnologia, acertou. Os Emirados Árabes Unidos, na semana passada, fizeram chuvas artificiais para combater o extremo calor de 50°C no país.

Através de drones lançados por uma catapulta, o governo árabe conseguiu, com sucesso, colocar em prática um estudo que era feito desde 2017 por cientistas da Universidade de Reading (Inglaterra), seus parceiros.

O plano era que choques elétricos fizessem com que as gotículas de água nas nuvens ficassem mais propensas a precipitar e causar as chuvas, o que aconteceu. Depois de lançados, durante o voo, os sensores dos drones mediram a temperatura, umidade e carga elétrica dentro da nuvem, permitindo que os pesquisadores soubessem quando e onde precisariam disparar os choques elétricos. Depois de estimular a precipitação, uma forte chuva caiu sobre a cidade de Dubai.


A pesquisadora Keri Nicoll faz parte da equipe de cientistas da Universidade de Reading e explicou à CNN, em maio de 2021, a ideia do projeto. “O que estamos tentando fazer é tornar as gotículas dentro das nuvens grandes o suficiente para que, quando caírem da nuvem, sobrevivam à superfície (e não evaporem)”, disse.

Por ser um local muito árido, a água das nuvens chega a evaporar antes mesmo de se transformar em chuva, por isso, os cientistas estão fazendo com que as gotículas de água fiquem maiores. A efeito de comparação, o sertão nordestino possui média anual de chuva de 700 milímetros, enquanto os Emirados Árabes têm a média perto dos 100 milímetros por ano.  

A capital, Dubai, investiu cerca de 1,5 milhões de dólares na nova tecnologia e já começa a colher um pouco dos frutos. Além de diminuir o calor, a melhora nas precipitações pode gerar um maior custo-benefício e sustentabilidade no processo de dessalinização da água. O procedimento é responsável por maior parte da água potável que existe nos Emirados Árabes.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »