28/09/2021 às 23h29min - Atualizada em 27/09/2021 às 22h46min

Mitologia Grega: Os Deuses antes dos Deuses

Nesse primeiro capítulo da série de textos "Mitologia Grega", a história não contada sobre os Deuses que vieram antes dos Deuses do Olimpo, esquecidos pelo tempo, é resgatada e reapresentada para o mundo.

Luize de Paula - editado por Luhê Ramos
Representação dos Deuses do Olimpo | Fonte: Reprodução
Antes da história que nós conhecemos sobre Titãs, Deuses do Olimpo e heróis semideuses, haviam os Deuses Primordiais. As divindades que passaram a existir no momento da criação de tudo, também chamados de Primogênitos ou Protogenoi, eram as formas que compõem a estrutura básica do universo.

Hesíodo foi um poeta grego que espalhava sua palavra de maneira oral, com seus escritos feitos por outros. Era uma das fontes mais famosas e confiáveis. Escreveu o poema Teogonia, também conhecido como Genealogia dos Deuses, onde falavam sobre os Deuses Primordiais.

Dependendo da fonte em que se busca, o número de Deuses e as histórias podem variar. Assim como as origens podem ter sido alteradas e traduções podem ter se perdido ao longo do tempo, mas para essa história o mais aceito é que haviam doze Deuses Primordiais.

Homero, por exemplo, considerava Oceano e Tétis os pais de todos os deuses, vinculando o seu nascimento ao mar. Orfeu, por outro lado, considera Tésis e Hidros, como os primeiros deuses. Pais de Fusis, que mais tarde gerou com Hidros dois deuses, Chronos e Ananque. Epiménides, faz de Ar e de Nix os dois seres primordiais, que se unem para parir o Tártaro. Posteriormente nasceriam dois Titãs, que engendrariam um ovo primordial de onde surgiria uma nova ordem.

Caos 

Caos foi a primeira divindade a aparecer no universo. O mais velho dos Deuses da mitologia grega, a palavra “caos” é associada à desordem, mas seu nome deriva de “khaínô”, que em grego significa “separar” e “ser amplo”. Em seu sentido, refere-se ao vazio de sua origem.

Gaia

Simbolizando a Terra, é possivelmente uma das mais conhecidas da lista. Surgindo logo após Caos, Gaia é a mãe de todos os outros Deuses e uma das primeiras Deusas a existir. Sua força é a própria natureza e dela, originou-se Pontos, Urano e as montanhas.

Urano

Urano representava o céu. Gerado espontaneamente de Gaia, uniu-se a ela, tal como a Terra é hoje: coberta pelos céus, onde uma faz parte da outra. Ancestral dos Titãs e dos Deuses Olímpicos, seu culto - diferentemente de Gaia - foi esquecido. Sua imagem, por exemplo, também desapareceu dos temas das cerâmicas antigas gregas com o tempo.

Tártaro

Originado por Caos, Tártaro representava o inferno. Nele se encontravam os lugares mais sombrios e profundos do reino de Hades. Os inimigos do Olimpo eram enviados para lá para serem castigados, incluindo os Titãs, que foram aprisionados a Tártaro.

Érebo

Representando as trevas e a escuridão no universo, Érebo dominava as partes do universo chamadas de Vácuo. Demarcava seu território com seus mantos escuros e Ficava sempre acima de sua irmã gêmea, Nix - representante da noite. 

Nix

Irmã gêmea de Érebo, Nix representava a noite. Descendente de Caos, foi um dos primeiros seres a surgir do vazio. Nix deu origem a muitos seres sombrios da mitologia grega, como Tânato, as Queres, Hipnos, Moros e Caronte. Apesar disso, Nix também originou seres de Luz como Éter e Hemera com seu irmão.

Hemera

Filha de Érebo e Nix, ela representa o dia e a luz. Teve um romance com o irmão Éter e deu origem à Talassa e a seres antropomorfos como a Tristeza e a Mentira. Por causa de sua luz e beleza, Hemera possuía grande poder de persuasão e controle mental.

Éter

Também filho de Érebo e Nix, Éter representava o céu superior e sem limites. Enquanto Urano era o próprio céu, Éter representava o ar elevado que os deuses respiravam, que era completamente diferente do ar impuro dos mortais.

Pontos


Representando o mar aberto e suas profundezas, nasceu espontaneamente de Gaia, com quem teve um romance mais tarde. Do fruto desse amor, originaram-se cinco outros seres:
- Nereu - representante do velho mar;
- Traumas - representante das maravilhas do mar;
- Fórcis - representante dos perigos do mar;
- Ceto - um monstro marinho - e Euríbia - representante da fúria do mar.

Tálassa


Tálassa
, filha de Hemera e Éter, é a Deusa primordial representante do mar meditarrâneo. Teve um romance com Pontos e deu origem a todos os seres marítimos, à ninfa Hália, ao gigante Egeon (representante do mar Egeu) e Telquines (demônios dos mares). Seu romance com Urano deu origem à Deusa das ninfas - Dione.

Ananque

A Deusa primordial representante do destino, da inevitabilidade e da organização do universo, era a oposição de Caos. Enquanto este era a desordem, Ananque deu inicio ao Cosmo e à organização do universo. Associada ao destino, muitos escritos colocavam-a como precursora das Moiras.

Eros


O amor, representado por Eros, foi responsável pela completa passagem do universo do Caos ao Cosmo. Filho de Caos, teve o papel de coordenador e organizador de todos os elementos do universo. Em outros mitos, colocavam-o como filho de Afrodite e Ares, sendo o Deus do amor e do erotismo.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »