30/11/2021 às 09h51min - Atualizada em 29/11/2021 às 10h40min

Estrela do tênis some após acusar ex-premiê da China de assédio sexual

A ONU pediu uma prova de que ela está sã e salva, enquanto a hashtag #WhereisPengShuai (#OndeEstaPengShuai) circulava nas redes sociais

Pedro Ferreira - Editado por Ynara Mattos
Foto: Mark Kolbe /Getty Images
Peng Shuai, Estrela chinesa do tênis de 35 anos, sumiu após acusar um político de partido comunista de assédio sexual. O desaparecimento da atleta gerou muita repercussão, levando o (COI) Comitê olímpico Internacional entrar em ação.
 
A tenista acusou Gaoli Zhang, ex-vice primeiro-ministro chinês de assédio sexual. Essa denúncia foi reportada pela jornalista japonesa Emily Peng, após uma publicação na rede social Weibo da competidora, a postagem foi retirada do ar logo em seguida.


 
De acordo com Uol, Peng diz que foi forçada a ter relações sexuais com Zhang, que serviu como vice-primeiro-ministro chinês entre 2013 e 2018.

 

"Naquela tarde, não dei meu consentimento e não conseguia parar de chorar. Você me trouxe para sua casa e me obrigou a ter relações”, declarou Peng Shuai.

 
Após a grande repercussão, Thomas Bach, presidente do COI divulgou um comunicado no último domingo (21) que revela uma conversa de 30 minutos por chamada de vídeo com a tenista. Conforme o g1 o COI afirmou que a atleta "explicou que está segura e bem, morando em sua casa em Pequim, mas gostaria que sua privacidade fosse respeitada neste momento". Ativistas pedem um boicote à Olimpíada de Inverno de Pequim em fevereiro em reação ao histórico de direitos humanos da China.

Tenista chinesa reaparece

Peng Shuai reapareceu em público também no último dia (21) em Pequim durante um torneio de tênis. Segundo o g1, para federação internacional do tênis feminino, novas imagens de Peng Shuai são 'insuficientes' para tranquilizar a entidade sobre a segurança da atleta.


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »