03/12/2021 às 16h01min - Atualizada em 03/12/2021 às 14h18min

A magia das animações da Disney: a arte imita a vida

Com história cativantes, os filmes da empresa, em parceria com a Pixar, são repletos de ensinamentos

Ana Beatriz Magalhães - editado por Luhê Ramos
Os personagens da Pixar. | Foto: mashable.com

Os filmes da Disney, em parceria com a Pixar, são quase como um milagre no cinema. Com enormes investimentos e revolução técnica, suas narrativas profundas, seus roteiros e personagens identificáveis comovem qualquer telespectador. 

É evidente o público-alvo dos estúdios Pixar, porém suas animações contêm assuntos e ensinamentos complexos demais, até mesmo para adultos. A partir da criação de novos universos, suas histórias dialogam e arrancam lagrimas de todos, em que a ousadia e a criatividade são essenciais.

Nelas, animais, brinquedos e máquinas se comportam como seres humanos, sentimentos tem sentimentos e questões como alma e propósito são abordados de maneira divertida e inteligente. 


Nojinho, Raiva, Alegria, Tristeza e Medo em Divertida Mente via GIPHY

 

Questões como a opressão da sociedade trabalhadora (Vida de Inseto), em que formigas são exploradas por gafanhotos e a produção desenfreada de lixo e a consequente destruição do meio ambiente (Wall-E) são abordadas de forma leve e espontânea. Já Luca, última animação lançada pelo estúdio, ensina que impor limites ao seu medo e aceitar as diferenças são importantes para viver em comunidade.

A magia é gerada, a identificação acontece e o público se projeta nos personagens. A Pixar consegue estabelecer uma relação com o mundo real por meio da fantasia e apresenta mensagens importantes e relevantes que emocionam qualquer um. A partir dessa reprodução orgânica, o impossível se tornar palpável e a imaginação se atribui a sentimentos e lembranças.

Isso pode ser visto na saudade dos tempos heróicos do Senhor Incrível (Os Incríveis) e no o medo de Woody (Toy Story) de ser esquecido por suas crianças. As lembranças são sempre importantes nesses filmes. O senhor Fredricksen, de Up: Altas Aventuras tem a missão de honrar as memórias de sua falecida esposa viajando para o local que eles tanto sonharam em morar. Já Miguel, de Viva: A Vida é uma Festa luta para mostrar que seu tataravô não abandonou sua família, enquanto tenta fazer sua bisavó e toda a sua família lembrarem de seu legado.

Miguel e Mama Coco em cena de Viva: A vida é uma festa via GIPHY

 

Isso é o que move a Pixar: contribuir em algo que seja gratificante. As lembranças ou memórias são o que define o hoje, o amanhã ou para sempre. Sejam boas ou ruins.

Além disso, não existe receio em criar personagens falhos. Fazê-los com diferentes qualidades e defeitos os tornam mais humanos. As pessoas reais não são puramente más ou boas, mas são resultado das diferentes ações que tomam ao longo de suas vidas. Ver os heróis lidarem com medos, perdas e situações difíceis promove uma identificação. Isso explica a repetição, a vontade de ver o filme mais de uma vez. 

Em Carros, Relâmpago McQueen é metido, cruel e arrogante. Ele acaba parando em uma cidadezinha e, a partir daí, aprende que a humildade é essencial. Com ela, ele é capaz de vencer desafios, aproveitar e encarar o fracasso como parte do aprendizado para desenvolver a resiliência e avançar para outras etapas. 

Já em Soul, Joe é obcecado por jazz e, após sofrer um acidente, morrer e ir parar no “Ceú”, ele faz de tudo para voltar e realizar seu sonho. Até mesmo tomar o lugar de 22, uma alma que ainda não tinha o passe para se mudar para a Terra. Quando Joe finalmente experimenta aquilo que tanto deseja, ele se sente vazio e acha que a sua vida perdeu o sentido. É então que decide abdicar do seu destino e dar oportunidade para a alma mais nova. 

Joe Gardner, um professor de jazz, em Soul via GIPHY


Essas animações passeiam pela subjetividade e pela imaginação humana e, com narrativas fortes, demostram valores capazes de modificar o pensamento e a sociedade presente e futura. Viu como os desenhos infantis possuem muito mais significado e mensagem do que se imagina? É possível se divertir com animações de boa qualidade e ainda refletir sobre assuntos importantes.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »