09/12/2021 às 17h30min - Atualizada em 06/12/2021 às 19h16min

Por que a novela 'O Cravo e a Rosa' será reprisada mais uma vez?

Trama volta ao ar nesta segunda, 6/12, na estreia do novo horário de novelas, depois do 'Jornal Hoje'

David Cardoso - Revisado por Márcia Nacimento
Os atores Adriana Esteves e Eduardo Moscovis em cena na novela. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Surpreendendo a todos, no dia 24 de novembro, a TV Globo anunciou a estreia de um novo horário de novelas para alegrar as tardes. A trama escolhida para ser a pioneira do quadro, é uma história bastante conhecida e a agora com o anúncio da nova reprise, se torna a novela mais reprisada pelo canal, e estamos falando de ‘O Cravo e a Rosa’.

A partir de 6 de dezembro, a obra de grande repercussão que divertiu milhões de espectadores volta a ser exibida nas tardes da emissora.  A novela de Walcyr Carrasco, com direção-geral de Walter Avancini e Mário Márcio Bandarra, irá ao ar de segunda a sexta-feira, após o 'Jornal Hoje'. Na sequência, os grandes sucessos do ‘Sessão da Tarde’ e, logo depois, o tradicional Vale a Pena Ver de Novo’ segue trazendo as grandes obras da dramaturgia, agora, privilegiando a reexibição de novelas originalmente exibidas às nove horas.
 
A trama já foi exibida em quatro ocasiões no país e encaminha para a quinta. A
 exibição original com 221 capítulos, reprisada pela primeira vez no Vale a Pena Ver de Novo, menos de dois anos após a exibição do último capítulo em 2003. A segunda reprise aconteceu 10 anos depois, em 2013, com 120 capítulos. E a sua reprise mais recente foi no Canal Viva de 25 de março a 6 de dezembro de 2019, sucedendo, no horário das 23h, com reprise do capítulo anterior às 13h30 e maratona semanal aos domingos a partir das 19h. 


A escolha da trama dividiu opiniões, principalmente do público que já tem uma lista com as tramas favoritas para reprise.Uma das perguntas mais , foi: Por que o Cravo e a Rosa será reprisada mais uma vez? 


Uma história inesquecível

Em todas as exibições da novela, o sucesso foi algo inegável e a história da novela é daquelas que conquistam o telespectador do primeiro ao último capítulo com elementos e situações tão bem pensados, que as reviravoltas acontecem e de fato se torna surpreende. A 
Comédia romântica inspirada no clássico 'A Megera Domada', de William Shakespeare, e com referências da novela 'O Machão', de Ivani Ribeiro, 'O Cravo e a Rosa' é ambientada na São Paulo dos anos 1920 e narra o tumultuado romance entre o rude caipira Julião Petruchio (Eduardo Moscovis) e a geniosa Catarina Batista (Adriana Esteves), mulher rica e moderna, com ideais feministas. Filha do banqueiro Nicanor Batista (Luís Melo), ela é conhecida como ‘‘fera’’ por botar todos os seus pretendentes para correr. Catarina esbarra na teimosia cínica de Petruchio que, inicialmente, decide conquistá-la para salvar sua fazenda de ser leiloada com o dote do casamento. Em meio às contradições, eles acabam se apaixonando, mas não dão o braço a torcer e vivem às turras, protagonizando cenas muito divertidas, com discussõee brigas vulcânicas. 

Se for a primeira vez que você acompanha, certeza que os confrontos divertidos entre Catarina e Petruchio vão te encantar e as armações dos vilões serão elementos importantes para as melhores gargalhadas nas suas tardes. Marcela (Drica Moraes), Dinorá (Maria Padilha) e Cornélio (Ney Latorraca), são os responsáveis pelas "maldades" principais na trama.


 

Capítulos

Mesmo sendo uma novela considerada longa, a trama possui um texto ágil e sempre que você acha que acabou acontece alguma reviravolta e o final não é como você imaginava.

Uma das coisas que pode gerar uma estranheza na trama é a demora na chegada da vilã, Marcela de Almeida Leal, personagem defendida pela atriz Drica Moraes. A primeira cena da personagem só foi ao ar no capítulo 66 na exibição original e a personagem além das maldades, fazia o público se divertir bastante, principalmente quando os seus planos não saiam como planejava.


Além da história central, a novela conquistou o público com as tramas paralelas e diversos personagens caristmáticos, repletos de humanidade. O triângulo amoroso entre a irmã de Catarina, Bianca (Leandra Leal)o professor Edmundo (Ângelo Antônio)e o interesseiro Heitor (Rodrigo Faro), inspirado na peça Cyrano de Bergerac, escrita em 1897 pelo francêEdmond Rostand, também movimenta os capítulos. A relação do submisso Cornélio (Ney Latorraca) com a dissimulada e ambiciosa Dinorá (Maria Padilha) garantem momentos impagáveis. Ele morre de medo da esposa e, como um cordeirinho, faz tudo o que ela quer, inclusive cuidar da gata da sogra, Josefa (Eva Todor), mesmo tendo alergia a gatos.

Os capítulos possuem uma excelente direção e é possível ver vários elementos e situações importantes da década de 1920. Como esquecer as cenas de competições de remo típicas da alta sociedade da época ?

Elenco

Falar do elenco da novela é um caso a parte, mas que é importante mencioanar. Sabe quando a Netflix ou qualquer outro serviço de streaming decide juntar os nomes de peso em Hollywood em uma série ou filme e você sabe que aquele elenco "vai entregar tudo"? Na história de Catarina e Petruchio temos um elenco de peso, transformando a novela em inesquecível não só pelo texto, mas também pela excelente atuação que o elenco entregou.


Os atores aparecem tão soltos em cenas, que momentos de drama e comédia se entrelaçam despertando sentimentos positivos para os telespectadores, afinal, não existe uma boa comédia romântica sem a tensão entre esses dois elementos.

Murilo Rosa, Suely Franco, Pedro Paulo Rangel, Eva Todor, João Vitti, Carlos Vereza, Vanessa Gerbelli, Ana Lúcia Torre e Taumaturgo Ferreira, são outros  nomes principais dessa trama inesquecível e que vale muito a pena ver de novo.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »