19/12/2021 às 19h25min - Atualizada em 08/12/2021 às 20h10min

Passaporte para Liberdade: primeira produção internacional da TV Globo estreia na emissora

Trama que narra a história da brasileira que ajudou a salvar judeus na Segunda Guerra Mundial foi gravada totalmente em inglês

David Cardoso - Revisado por Márcia Nascimento
João Guimarães Rosa (Rodrigo Lombardi) e Aracy de Carvalho (Sophie Charlotte). (Foto/Reprodução: TV Globo/Victor Pollak)

Uma biografia emocionante chega à tela da TV Globo no dia 20 de Dezembro. Passaporte Para a Liberdade, minissérie em oito capítulos conta a história real de Aracy Moebius de Carvalho (Sophie Charlotte), mulher forte e determinada, que foi uma das mais importantes da história do Brasil durante a Segunda Guerra Mundial.

Aracy nasceu em Rio Negro, no Paraná, sua mãe era alemã e seu pai brasileiro. Aos 22 anos, casou-se com o alemão Johann Edward Ludwig Tess, pai de seu único filho, Eduardo Carvalho. Porém, após cinco anos de casamento, o casal se separou e Aracy levou o menino para a Alemanha para morar com sua tia. Era poliglota, falava fluentemente português, inglês, francês e alemão e conseguiu emprego no consulado brasileiro em Hamburgo, onde se tornou chefe do escritório de passaportes.

Foi em Hamburgo que Aracy conheceu o seu grande amor, na época, cônsul-adjunto na cidade, João Guimarães Rosa, conhecido escritor, autor de grandes clássicos da literatura brasileira como: Sagarana,  Primeiras Estórias, 
Grande Sertão: Veredas, esse último, inclusive, dedicado a ela.

Corajosa, destemida e inconformada com o regime nazista. Foi assim que Aracy persistiu com sua saga incansável e superou barreiras para ajudar famílias judias a escaparem da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial. Funcionária do Consulado Brasileiro em Hamburgo, sem qualquer proteção ou mesmo imunidade diplomática, ela contornava regras, enfrentando os governos alemão e brasileiro, para conseguir emitir vistos e ajudar judeus a imigrarem e sobreviverem nas Américas.   



 

Sua luta inspiradora entrou para a história mundial e, pela primeira vez, é retratada em uma produção audiovisual. Com sua ousadia e força, ganhou o título de “Justos entre as Nações”, instituído pelo Memorial do Holocausto, em Israel, como reconhecimento aos não judeus que protegeram vidas durante a guerra. No fundo, o resgate ao próximo já lhe bastava. 

No elenco, estão ainda nomes como Tarcísio Filho, no papel do cônsul Souza Ribeiro, e Gabriela Petry, que interpreta Taibele Bashevis, uma judia dividida entre o sonho de ser cantora e a necessidade de estar perto da família, além dos atores João Cortês, Bruce Gomlevsky e Jimmy London. A maior parte dos talentos que compõem o elenco vem de diferentes países, como os alemães Peter Ketnath e Stefan Weinert, o britânico Tomas Sinclair Spencer, o italiano Jacopo Garfagnoli, a polonesa Izabela Gwizdak, a israelense Sivan Mast e o americano Brian Townes.  

A minissérie é a primeira produção da TV Globo em parceria com a Sony Pictures Televison. A trama tem criação de Mario Teixeira, foi escrita por Mario Teixeira e Rachel Anthony, com direção artística de Jayme Monjardim, direção de Seani Soares e produção de Samantha Santos, Mariana Pinheiro e Fabiana Moreno. A produção executiva é de Silvio de Abreu, Monica Albuquerque, Elisabetta Zenatti e Rachel Anthony. A exibição no Brasil, em versão dublada, marca sua estreia mundial. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »