10/12/2021 às 17h18min - Atualizada em 10/12/2021 às 16h01min

​Três filmes motivacionais que você deve assistir

Filmes atemporais e cheios de lições para serem aplicadas durante a vida

Wagner Silva - Revisado por Márcia Nascimento
Fotos com cenas dos filmes: "À Procura da Felicidade", "Homens de Honra" e "Desafiando Gigantes". (Foto/Divulgação: Sherwood Pictures/Columbia Pictures/Fox)

Os filmes, Homens de Honra, À Procura da Felicidade e Desafiando Gigantes, mesmo sendo longas-metragens antigos, são atemporais e ainda contam com mensagens motivacionais para o dia a dia.


Homens de Honra, lançado em 2000, é estrelado pelo ator Cuba Gooding Jr. e conta a história de um jovem negro que entra para a Marinha americana nos anos 50, época em que o racismo prevalecia no país. O jovem enfrenta o preconceito de seus colegas brancos e de seu instrutor, mas sua coragem e determinação conquistam o respeito de todos.

Trailer do filme "Homens de Honra". (Vídeo/Reprodução: 2663KinkyCyborg/Fox/YouTube)

Uma das lições que pode ser retirada do filme é: “se manter perseverante em um cenário de adversidades”. O protagonista coloca no seu dia a dia muita dedicação para alcançar os seus sonhos. Mesmo em meio a uma situação de dificuldades, Carl está sempre de cabeça erguida e pronto para defender a si mesmo. Afinal, ele acredita que tem o direito de chegar onde quiser e que ele também tem a capacidade para isso. Aliás, o sentimento dele ainda mostra que se mais jovens negros tivessem a oportunidade, também seguiriam o mesmo caminho que o seu. Com isso, a lição que fica é que, mesmo que a sociedade não permita que você seja ou faça o que deseja, você deve continuar batalhando pelo o que acredita. Se os negros ou as mulheres não fizessem isso há anos, não teriam conquistado o espaço que têm atualmente.


O filme À Procura da Felicidade, lançado em 2006 e estrelado pelo ator Will Smith, conta a história de Chris que enfrenta sérios problemas financeiros e Linda, sua esposa, que decide ir embora. Ele agora é pai solteiro e precisa cuidar de Christopher, seu filho de cinco anos. Chris tenta usar sua habilidade como vendedor para conseguir um emprego melhor, mas só consegue um estágio não remunerado. Seus problemas financeiros não podem esperar uma promoção e eles acabam despejados. Chris e Christopher passam a dormir em abrigos ou onde quer que consigam um refúgio, mantendo a esperança de que dias melhores virão.

Trailer do filme "À Procura da Felicidade". (Vídeo/Reprodução: Marçal Midia Digital/Columbia Pictures/Youtube)

Uma das lições encontrada no filme é que “você tem que focar em você”. Independente de qualquer coisa, cada situação que passamos em nossas vidas vem junto com ensinamentos valiosos. Por isso, não importa o que aconteceu no passado, muito menos se a sua vida não está exatamente como queria ou como a de outra pessoa, mantenha seu foco no presente e no seu trabalho, para que assim você consiga evoluir.

Uma das frases mais marcantes do filme é “Nunca deixe ninguém te dizer que não pode fazer alguma coisa.

Desafiando Gigantes foi lançado também em 2006 e conta a história do treinador de futebol Grant Taylor que está com problemas pessoais, enfrentando os pais que querem forçar a escola a substituí-lo. Seguindo a mensagem de um visitante, ele tenta inspirar a equipe a usar a para vencer obstáculos.

De várias lições quem podem ser tiradas desse filme, duas delas são: “A fé move montanhas”. O treinador Grant era resiliente e manteve uma mentalidade positiva. Sua maior esperança e sua fé estavam em Deus. Ele encorajou todos da equipe a se concentrarem em Cristo. E o resultado foi um time transformado, de derrotado a vencedor, um time que não vencia há seis temporadas foi campeão estadual. A lição aqui é que a vitória é alcançada quando eu deposito a minha fé em Deus e luto com todas as minhas forças.

Trailer do filme "Desafiando Gigantes". (Vídeo/Reprodução: Denis Rédua/Stherwood Pictures/Youtube)

Outra lição que ficou: “Eu transformo a situação a partir do momento em que assumo autorresponsabilidade”.  No jogo final contra os Giants, quando o time ainda estava perdendo por 14 a 0, o treinador diz “Foi culpa minha, eu devia ter mudado a jogada”. Ele não acusou ninguém pelo resultado até então. Ele não focou no problema. Imediatamente após assumir a culpa, focou na solução, nas ações que levariam à vitória.

Esses são três filmes motivacionais que podem ser considerados de cabeceira. Por mais que já tenha os assistido, se assistir mais uma vez conseguirá extrair mais aprendizados.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »