01/11/2021 às 01h11min - Atualizada em 01/11/2021 às 00h49min

Robert Pattinson e sua evolução como ator

Mais conhecido por interpretar o vampiro Edward na Saga Crepúsculo, Pattinson viverá o novo Batman da DC no cinema

Gean Rocha - editado por Larissa Nunes
Personagem de Robert Pattinson / Foto: Omelete
Aos 35 anos, o ator britânico já viveu vários personagens em sua carreira, alguns conhecidos mundialmente como na Saga Crepúsculo e em Harry Potter. Sua carreira de ator começou aos 15 anos, como amador, na Barnes Theatre Company. Em 2005, Pattinson estrelou nos cinemas em Harry Potter e o Cálice de Fogo, no papel de Cedrico Diggory, que repetiria em Harry Potter e a Ordem da Fênix (2007).

Foi eleito "Revelação do Ano" pelo jornal L.A. Times e pela revista Forbes, em 2008. No mesmo ano, Pattinson entrou no hall dos atores mais bem pagos do mundo, mas sua carreira não foi marcada somente de coisas positivas, muitas criticas por sua atuação foram mencionados por revista e sites especializado.

Foi durante os filmes da “Saga Crepúsculos” (2008 a 2012) onde Robert teve sua carreira colocada à prova, vários sites apontavam sua atuação fraca, mas isso não fez com que a franquia fosse um fracasso, pelo contrario, levou milhões de telespectadores às salas de cinema, e consolidou a carreira de Pattinson.


Segundo Hariádina Salveano, fã do ator, acredita que as criticas sofridas por interpretar o vampiro Edward na saga crepúsculo, ajudaram Robert moldar sua carreira.

 
“O escrutínio da mídia, foi muito pesada e foi além do profissional, chegando ao pessoal. Acho que o ajudou a moldar tanto os papéis que ele escolheu que na maioria dos filmes, ele não é o galã, o bonzinho, o personagem trás uma carga sentimental”.
 
Em 2010, o ator interpretou um papel mais maduro no longa “Lembranças”.  Apesar de o filme ter recebido críticas negativas, sua atuação foi elogiada, mostrando-o como um ator versátil. Por sua atuação, Jake Coyle, da Associated Press, disse que "o jovem ator tem uma presença inconfundível na tela".  A revista especializada Empire Online, na época, afirmou que "essa é a melhor coisa que ele fez".

Mas foi no filme “Água para Elefantes” (2011) que seu sucesso como ator foi confirmado, no drama, Robert protagonizou Jacob Jankowski, atuando junto de Reese Witherspoon, Christoph Waltz e Paul Schneider. Mais uma vez, apesar do longa ter recebido críticas mistas, o ator foi bastante elogiado.


Em 2019, o ator estrelou o thriller psicológico do diretor Robert Eggers, “O Farol”. Divindo a tela com Willem Dafoe, com um enredo ousado e em preto e branco, o longa foi altamente aclamado pela crítica generalizada, lhe rendendo sua segunda indicação ao Independent Spirit Award como Melhor Ator Principal Masculino. Anteriormente, ele já havia sido indicado por seu trabalho em “Bom Comportamento” (2017).

Para a Netflix, Pattinson filmou o drama “O Diabo de Cada Dia” (2020) e a ficção científica “Tenet” (2020). Esse último, longa do diretor de sucesso Christopher Nolan.

Pattinson se prepara agora para viver o maior desafio de sua carreira, interpretar o super-herói “Batman” da DC. Antes menos de o filme estrear, Robert Pattinson já recebeu inúmeras criticas por ter sido escolhido para dar vida ao personagem. Os fãs atribuem essa reluta em aceitar o ator como Batman pela sua atuação como o vampiro Edward na saga crepúsculo. A nova adaptação de Batman chega nas salas de cinema em 2022.

 
Trailer do filme Batman, protagonizado por Robert Pattinson / Reprodução: Ingresso.com

Para Hariádina, a jovialidade de Pattinson foi um dos pontos que levaram a DC escolher ele para o protagonista da nova adaptação de Batman.
 
“Acredito que jovialidade que o papel pede, pois esse Batman estará no início de sua vida como super-herói, está mais para um justiceiro. Outra foi seu crescimento durante atuação em outras produções, como Tenet, que foi dirigido por Christopher Nolan, que por sua vez já dirigiu Batman Begins e Cavaleiro das Trevas. Inclusive, Robert fez o teste para o papel durante as gravações de Tenet e o próprio ator falou que umas das cláusula do contrato era confidencialidade, mas Nolan acabou desconfiando, que ele faria os teste para o papel.”

Hariádina ainda ressalta que está ansiosa e acredita que Pattinson não decepcionará e ficará no mesmo patamar, ou melhor, que Michael Keaton onde interpretou Batman em 1989 e Batman Retuns em 1992.

Com tantas criticas vindo do público, dos críticos o que fez Robert Pattinson superar todas essas adversidades em sua carreira?

 
“Acredito que as pessoas, simplesmente, acham mais fácil fazer um julgamento e não se permitirem aceitar o crescimento de alguns atores. Robert não fez filmes blockbuster, Batman será o primeiro depois da Saga Crepúsculo. No entanto os outros filmes foram aclamados por sua atuação e premiados,  como em Bom Comportamento, O Farol e o Diabo de Cada Dia. Acredito que ele superou quando não acertou fazer o papel apenas do mocinho. Ele fez papéis difíceis e em sua maioria, sua aparência era bem distanciada do bom moço” pontuou Hariádna.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »