03/06/2019 às 21h56min - Atualizada em 03/06/2019 às 21h56min

Chernobyl – A série mais bem avaliada da história do IMDb

Produção da HBO passou Breaking Bad

Júlia Victória - Editado por Bárbara Miranda
HBO
Em 1986, na cidade soviética de Pripyat, aconteceu um dos maiores acidentes nucleares da história: a explosão de um reator 4 da usina de Chernobyl que espalhou radiação do elemento químico Urânio-235 e vitimou milhares de pessoas. Baseando-se neste episódio, a HBO em parceria com o canal britânico Sky, fez uma minissérie de cinco capítulos contando o acidente.
 
A série conta a história com os personagens soviéticos, interpretados por atores britânicos (os quais deixam o sotaque inglês sobressair em algumas cenas), reais e inventados. A maneira como a explosão ocorreu e os efeitos da radioatividade nos trabalhadores da usina e nos cidadãos são retratados com veracidade, as cenas dramáticas e ficcionais são enxutas para não atrapalhar a realidade do desastre.
 
O “esquadrão suicida” foi um grupo de voluntários que entram nos túneis do reator para tentar impedir que a tragédia se agravasse. O ineditismo do acontecimento fez com que pouquíssimas pessoas soubessem o modo correto de resolver o problema, como consequência centenas de operários e bombeiros foram contaminados e morreram tempos depois.
 
Craig Mazin é o produtor da minissérie e não mostra só desastre, mas também os bastidores com durante as tentativas de apagar as chamas do incêndio e o cenário político da época, quando a União Soviética começava a se enfraquecer. Os detalhes são tantos que pode se encaixar no gênero de horror, mas diferente de outros filmes e séries, não fantasia e cria histórias de zumbis que foram transformados pela radiação.

FONTE: Vix.com
 
O último episódio da primeira temporada foi divulgado ontem nos EUA (3 de junho), mas no Brasil só ficará disponível dia 7. Os outros quatro episódios estão disponíveis na HBO GO. Como é baseado em um caso real, é improvável que seja feita uma segunda temporada, mas o conceito da produção pode inspirar outras minisséries sobre desastres como a explosão do reator da usina de Fukushima no Japão em 2011, Three Mile Island nos Estados Unidos em 1979, e também o caso brasileiro de Césio – 137 em Goiânia, no ano de 1987.
 
Com o vazio causado pelo fim de Game Of Thrones e a insatisfação com o final dos personagens, Chernobyl (que também é uma produção da HBO) representa uma ótima opção, levando em conta que a minissérie se tornou a mais bem avaliada da história do site IMDb passando outras produções consagradas como Breaking Bad e a própria GOT.
 
REFERÊNCIAS:

 
GUGLIELMELLI, Alexandre. Chernobyl é a série mais aterrorizante dos últimos tempos; veja por que. Disponível em:.Acesso em 03 de junho de 2019.
 
MORAES, Felipe. Chernobyl: cinco motivos para assistir à série da HBO sobre a tragédia. Disponível em:.Acesso em 03 de junho de 2019.
 
ROSA, Natalie. Chernobyl ultrapassa GoT e Breaking Bad e se torna a série mais avaliada do IMDB. Disponível em:. Acesso em 03 de junho de 2019.
 
BARROS Luiza, LOPES Leticia RODRIGUES Eduardo. ‘Chernobyl': o que é verdade e o que é ficção na série da HBO.Disponível em:< https://oglobo.globo.com/cultura/revista-da-tv/chernobyl-que-verdade-o-que-ficcao-na-serie-da-hbo-23695605>. Acesso em 03 de junho de 2019.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »