27/06/2019 às 22h50min - Atualizada em 27/06/2019 às 22h50min

POC-CON: A feira geek da diversidade

Evento reuniu diversos artistas LGBTQ+ em São Paulo

Cristian Oliveira - Editado por Bárbara Miranda
https://www.instagram.com/poc_con/

FONTE: Instagram @poc_con

 
Aconteceu em São Paulo no último sábado,22 de Junho,a primeira edição da POC-CON, a feira de quadrinhos e artes gráficas protagonizada por artistas LGBTQ+.
 
Organizada pelos quadrinistas Mário César e Rafael Bastos Reis, teve como objetivo abrir espaço para artistas LGBTs que geralmente não têm muita visibilidade em eventos da cultura pop.
 
“Esse evento é muito importante para a comunidade Geek no geral por cumprir com o seu objetivo de abrir um espaço onde fãs de cultura pop podem se encontrar e apreciar esse tipo de evento, conhecendo o trabalho de artistas independentes e novas pessoas. Além de ser mais importante ainda pela visibilidade dada a artistas LGBTS, levando em consideração que a comunidade Geek infelizmente ainda é tóxica. Mas são eventos como esse que mudam e ajudam a mudar esse cenário aos poucos já que a cultura pop é para todos.” Disse Riuler Luciano que participou da  POC-CON 2019.
 
A ilustradora e quadrinista Flávia Borges também esteve presente no evento e recentemente lançou seu primeiro quadrinho, Maré Alta, que aborda, como tema principal, a ansiedade e depressão da personagem principal, Carol, e o seu relacionamento com Manu.
 
O quadrinho foi uma das 86 obras indicadas no Prêmio Grampo desse ano, e recentemente está concorrendo em duas categorias no 35° Troféu Angelo Agostini, para melhor publicação independente de 2018 e para melhor desenhista 2019.


FONTE: 
Instagram @breezespacegirl
 
"A POC-COM foi um dos melhores eventos que já participei, junto com a Perifacon e a CCXP. O que mais me deixou feliz e confortável expondo lá,assim como na Perifacon,foi ver a diversidade geral do público e o carinho que recebi, que me fez me sentir em casa. Esses dois eventos tem extrema importância de existir, justamente para mostrar que tem sim LGBTs e periféricos que querem consumir e produzir cultura pop, para assim mostrar outras linguagens para o mundo.” Comenta Flávia.
 
Para auxiliar com os custos do evento, os organizadores criaram uma loja com o Kit Gay da POC-CON, que conta com pôster oficial, adesivos, botom, bolachas de chope, ímã e uma sacola, todos itens personalizados.


FONTE: 
Instagram @poc_con
 
A 1° POC-CON teve sua estreia justamente nos dias da Parada do Orgulho LGBTQ+ para aproveitar o momento histórico e cultural para toda comunidade.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »