12/09/2022 às 14h58min - Atualizada em 12/09/2022 às 14h42min

“Verás que um filho teu não foge à luta”

200 anos da independência do Brasil

Fabielly Medina - editado por David Cardoso
#Independência! #Viva! #Brasil! #7DeSetembro! #Cultura!
Sete de Setembro o feriado mais importante do País. (Foto: Montagem/ Fabielly Medina).
7 de Setembro ou “Dia da Pátria” é o dia em que se comemora um dos maiores eventos da história da nação: A independência do Brasil . Hoje, escolas de todo o país celebram com passeatas e desfiles cívicos pelas ruas das cidades, as forças militares brasileiras (marinha, exército e aeronáutica) também fazem apresentações especiais ao público como forma de homenagem e o desfile mais solene acontece em Brasília, onde participa o presidente da República e seus convidados. Tudo isso para celebrar esse momento que neste ano completa 200 anos.
 
Hino da Independência do Brasil. (Vídeo/Reprodução: Youtube).

 
Um pouco de História...

 

















Já raiou a liberdade, Já raiou a liberdade no horizonte do Brasil”.
Quando Dom Pedro I proclamou a independência do Brasil gritando “independência ou morte” (ato que ficou conhecido como o Grito da Independência ou Grito do Ipiranga), às margens do Rio Ipiranga (Onde hoje fica a cidade de São Paulo), em 7 de setembro de 1822, movido por intensa pressão das elites portuguesas e brasileiras, o exército português, ainda fiel à lógica colonial, resistiu o quanto pôde, procurando resguardar os privilégios dados aos lusitanos em terras brasileiras.
Antes do grito, Dom Pedro ordenou aos soldados que o acompanhavam que tirassem os símbolos portugueses que levavam nos uniformes. A partir desse momento, simbolicamente, o Brasil se tornava independente de Portugal.
Uma das primeiras iniciativas do imperador brasileiro foi criar e promulgar uma nova Constituição para o novo país para, ao mesmo tempo, aumentar e firmar seu poder político e frear iniciativas revolucionárias que já estavam acontecendo no Brasil.







Um feriado nacional
Conforme as leis nº 662, de 6 de abril de 1949, e nº 10.607, de 19 de dezembro de 2002.7 de setembro foi transformado em feriado nacional durante o governo de Eurico Gaspar Dutra, o primeiro Presidente após a ditadura de Vargas.

Filmes e Livros para curtir nesse dia
Dia especial + Feriado pede um bom entretenimento, não é mesmo? Por isso trago uma lista com os melhores livros e filmes para aproveitar nesse dia.
Filmes:
“Independência ou morte” (1972);
“Os Inconfidentes” (1972);
“Carlota Joaquina: Princesa do Brasil” (1995);
“Tiradentes: O filme” (1998);
Caminhos da Independência: o Grito nas Ruas;”

Livros:
“Brasil: Uma biografia;”
“História concisa do Brasil;”
“Náufragos, traficantes e degredados;”
“A terra dos mil povos: história indígena do Brasil contada por um índio;”

“A república das milícias: dos esquadrões da morte à era Bolsonaro;”
“Dinheiro, eleições e poder: as engrenagens do sistema político brasileiro;”
“Como o racismo criou o Brasil;”
“Extraordinárias: mulheres que revolucionaram o Brasil”

Um pouco de poesia...

Como a ocasião é especial, nada melhor do que encerrar essa matéria com um dos poemas mais conhecidos da nação, “Canção do Exílio” de Gonçalves Dias:

"Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.
Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.
Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar — sozinho, à noite —
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu'inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá."

Viva a independência do Brasil!


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »