02/10/2022 às 19h28min - Atualizada em 02/10/2022 às 19h31min

As melhores (piores) paródias de filmes famosos

Tailane Santos - Editado por Fernadna Simplicio
Arte: Tailane Santos

A sátira é uma forma de arte que faz piada com um assunto, buscando ridicularizar e brincar com o ilógico, levando ao pensamento crítico sobre aquilo de que se fala. Em sua maioria, aborda temas relacionados à sociedade num geral, desde política a discussões de gênero, etnia, sexualidade e outras polêmicas, mas de forma leve e engraçada, que fazem refletir.

Apesar de ser odiada por muitos por ter como característica básica a ofensa, no mundo cinematográfico e televisivo, a sátira ainda é bem vista, percebida como um modo inteligente de conscientização e reflexão para diversas questões. Ela pode aparecer de diversas formas, mas uma, bem famosa, é a paródia de outras obras, tema deste texto.

Confira abaixo algumas obras cinematográficas que fazem sucesso por seu humor ácido e situações absurdas, porém, “cotidianas”.


1) Os Vampiros que Se Mordam (2010)


 
Nada melhor que começar essa lista com um clássico do cinema: Crepúsculo. Sucesso de bilheteria e com mais de 100 milhões de cópias de seus livros vendidas, a garota que quer ser vampira é famosa em todo o mundo. Apesar da popularidade, essa saga é bastante criticada, e rende inúmeros memes dentre as pessoas, principalmente com aquelas que já foram fãs em sua adolescência. Foram, então, dessas piadas, que surgiu Os Vampiros que Se Mordam, uma produção de 2010 que faz uma releitura dos primeiros filmes da saga Crepúsculo.

Na obra, Becca Crane está dividida entre Edward Sullen, um vampiro que brilha, e Jacob White, seu melhor amigo de infância, um homem-índio que vira lobisomem. Apesar da ideia ser interessante, o filme é descaradamente uma cópia do original, além de previsível e com piadas fraquinhas. Vale assistir caso esteja esperando alguma coisa muito boba e de fácil riso.

Além dessa produção, existe também A Saga Molusco – Anoitecer 2012), que faz paródia com os últimos filmes da séria original, utilizando de muitas piadas de duplo sentido e referências a outras obras do cinema. Apesar de ter partes divertidas, o produto é repleto de cenas sem lógica e que acontecem sem um contexto definido. Segue a mesma pegada do anterior, mas é ainda menos aprovado pela audiência.





2) Jogos Famintos (2013)


Continuando na linha literária, passemos agora para outro best seller mundial: Jogos Vorazes. A saga de livros e filmes agradou o mundo inteiro, sendo considerada uma das melhores adaptações cinematográficas já produzidas por sua fidelidade e belos efeitos especiais, além das críticas sociais que vêm no pacote. E é por isso que eles não poderiam deixar de ganhar a sua paródia.

Nessa produção, Kantmiss Evershot se voluntaria para os Jogos Famintos, onde ela e Peter Melarkey precisam lutar para sobreviver. Tem a mesma ideia do filme original, porém com a inserção de piadas de duplo sentido e referências de reality shows, além da participação de um dos grupos de heróis mais amados, os Vingadores. O final é quase inesperado, mas arranca algumas risadas.

Outro filme, também paródia é Se Beber, Não Entre no Jogo (2014) – em inglês The Hungover Games – uma produção que mistura sucessos como Thor, Ted, X-men, e claro, Se Beber, Não Case e Jogos Vorazes. Após a despedida de solteiro de Doug, Bradley, Ed e Zach acordam em um trem, sem se lembrarem de nada, rumo aos Jogos da Ressaca, onde precisarão lutar por sua vida. É bem no estilo típico de paródia – coisas sem sentido que arrancam risadas e que trazem críticas sobre situações cotidianas.




3) Espartalhões (2008)


Como o próprio nome já sugere, esse filme é paródia do filme 300 (2006), no qual o Rei Leônidas, da cidade grega Esparta, enfrenta o poderoso exército da Pérsia, na clara desvantagem, com apenas 300 soldados. Essa produção ficou muito conhecida na época de seu lançamento, principalmente pela cena do poço, onde o rei chuta o mensageiro persa buraco abaixo enquanto grita a icônica frase: “This is Sparta!” (em português “Isso é Esparta!”).

A paródia, de 2008, segue a mesma linha. O Rei Leônidas também precisa enfrentar os persas, porém ele conta com apenas 13 soldados ao seu lado, enquanto no rival temos celebridades como Rocky Balboa, Britney Spears, Motoqueiro Fantasma, entre outros dançarinos. O filme foi dirigido por Jason Friedberg e Aaron Seltzer, e tem classificação indicativa de 14 anos.


4) Super-heróis: A Liga da Injustiça (2008)



Esse filme é, com certeza, um dos mais loucos e sem sentido que já assisti. Ele mistura muitos sucessos de Hollywood, como High School Musical, Encantada, Sex and the City, Homem de Ferro, além de parodiar estrelas como Amy Winehouse e Hannah Montana. No elenco, temos nomes como Crista Flanagan, Matt Lanter, Nicole Parker e até mesmo a Kim Kardashian.

Após Will ter um sonho, no qual a cantora Amy Winehouse aparece para avisá-lo sobre o fim do mundo, ele tenta alertar todos, mas ninguém acredita nele. Em sua festa de aniversário, asteroides começam a atingir a cidade, então, junto de seus amigos, uma princesa desequilibrada e uma grávida que faz piadas que ninguém entende, Will sai em uma busca para salvar a namorada e devolver a caveira de cristal para o seu lugar.

O filme é repleto de críticas à sociedade e às produções as quais faz referência, além de piadas de duplo sentido e/ou explícitas. Apesar disso, é um filme de humor fraco e não muito apreciado pelo público.


5) Super-herói: O Filme



Uma das paródias mais conhecidas e amadas entre os geeks fãs de super heróis. Nessa produção, que satiriza Homem-Aranha, do Tobey Maguire, conhecemos Rick Riker, um estudante do colegial que é mordido por uma libélula radioativa e ganha super poderes. Entretanto, sempre que tenta salvar alguém, essa pessoa acaba morrendo acidentalmente, o que dificulta a jornada do herói para enfrentar o vilão Ampulheta.

Cenas icônicas são reproduzidas, como a morte do Tio Ben (nesse Tio Albert) e o jantar com Norman Osborn (nesse Lou Landers). O elenco temos nomes como Drake Bell, no papel principal, Leslie Nielsen, Pamela Anderson, Christopher McDonald, entre outros. Para quem gosta do nosso “amigo da vizinhança”, vai gostar dessa paródia.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »