04/03/2022 às 09h24min - Atualizada em 04/03/2022 às 09h13min

7 termos em inglês usados na área de TI e o que eles significam

Quem trabalha com tecnologia da informação sabe que existem nomenclaturas técnicas específicas do setor — e muitas delas são de origem inglesa. Conheça algumas dessas palavras e descubra seus significados.

Laura Paulino - Editado por Manoel Paulo
Foto: Edho Pratama / Divulgação: Unsplash

Quem é iniciante em tecnologia, provavelmente já deve ter se deparado — e se surpreendido — com a imensa variedade de palavras em inglês usadas por entusiastas e especialistas no assunto. Esses estrangeirismos são parte rotineira dentro da comunicação entre profissionais do ramo — e quem deseja trabalhar no mundo digital precisa saber que é quase impossível evitá-los.

 

Durante o processo de trabalho em TI (tecnologia da informação), a utilização do vocabulário técnico da área é essencial para o melhor diálogo entre as equipes, além de ajudar a impedir mal-entendidos.

 

Se inteirar de tantas expressões pode parecer complicado, mas quem já está acostumado com palavras de origem inglesa como notebook, smartphone etc, não encontrará dificuldades em aprender novas e se manter atualizado sobre as tendências do mercado. Por isso, confira a seguir sete termos em inglês usados no universo da tecnologia e seus significados.

 

1. Backlog

Backlog, na tradução literal da palavra, significa "atraso" ou "acúmulo". Na tecnologia da informação, esse termo se refere às atividades que precisam ser feitas, o que deve ser priorizado pela equipe e o tempo esperado para realizar cada projeto.

 

Muito usado para acompanhar os fluxos de trabalho dentro de uma empresa, o backlog garante uma maior organização no gerenciamento de prazos.

 

2. Bug

Quem tem algum aparelho eletrônico com certeza já precisou lidar com os inconvenientes "bugs" no sistema.

 

Essa palavra, bastante comum na informática, representa as falhas de execução de um computador, celular ou qualquer outro dispositivo similar.

 

3. Dashboard

O dashboard funciona como um painel que reúne os dados mais relevantes de uma empresa. Essa ferramenta, utilizada em diversos setores corporativos (TI, marketing, finanças etc), permite acompanhar as demandas dos clientes, cronogramas, métricas e outras informações técnicas.

 

Assim como o backlog, o dashboard ajuda na gestão de projetos com mais efetividade e clareza. Um ponto importante é que esses painéis são feitos com recursos visuais e gráficos para facilitar a compreensão dos dados apresentados.

 

4. Framework

Framework, que em português significa “estrutura”, é um modelo que auxilia na solução de problemas. Nele, é possível inserir instruções para implantação, manutenção, suporte e gerenciamento de projetos.

 

É como se fosse um mapa onde ficam armazenadas as informações mais importantes, guias, sistemas e outros pontos necessários para o bom funcionamento e entrega de um produto.

 

5. Malware

Malware é todo software malicioso capaz de infectar dispositivos eletrônicos e prejudicar os usuários. Ele pode ser encontrado de diversas maneiras, como os famosos vírus, worms, além dos spywares que conseguem roubar e repassar informações pessoais, como dados bancários.

 

Esses programas de computador são desenvolvidos por hackers, e é necessário estar sempre atento e utilizar ferramentas próprias para garantir a proteção do seu aparelho — mais conhecidas como antivírus.

 

6. Phishing

O phishing consiste em uma prática ilícita para conseguir dados pessoais e financeiros das vítimas. A fraude costuma ser realizada via e-mails, aplicativos, chamadas telefônicas, sites ou outros meios que enganam as pessoas ao se passarem por empresas ou indivíduos confiáveis.

 

Esse golpe, muito comum na internet, é extremamente perigoso e pode ocasionar sérios danos, como roubo de identidade, de dinheiro, além de espionagem etc — e para recuperar o prejuízo leva tempo e bastante dor de cabeça.

 

7. Sprint

Sprints funcionam como conjuntos de tarefas que devem ser concluídas em um tempo pré definido. Bastante utilizados por profissionais de TI,  eles servem para acompanhar a evolução de um produto e agilizar as entregas.

 

O conceito de sprint está relacionado com as metodologias ágeis,  que são métodos focados em resultados e maior performance e participação da equipe. Isso significa que, dentro dessas metodologias, são executados os sprints — coordenando cada fase do projeto de maneira mais acelerada.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »