19/09/2019 às 15h58min - Atualizada em 19/09/2019 às 15h58min

Curiosidades sobre as escola japonesas

Os Doramas e os Animes, costumam retratar a vida dos estudantes, causando uma curiosidade em quem assiste, todavia nem tudo é mostrado.

Vitória Xavier - Editado por Bárbara Miranda

As escolas japonesas são diferentes em vários aspectos das brasileiras. Elas são conhecidas principalmente pelas suas regras e a preocupação com a educação.A curiosidade bate especialmente quando assistimos algo que foi produzido lá, mas obviamente nem tudo é mostrado.


Curiosidades sobre as escolas do Japão:

O uniforme

Geralmente é uma das primeiras coisas que vem em mente ao falar das escolas do Japão, cada instituição de ensino possui um certo padrão, e os alunos não usam apenas um único uniforme, há aqueles para se usar na rua, na escola, no verão, no inverno, nas aulas de educação física, etc… Para cada situação há uma vestimenta específica. 



Uniforme das escolas japonesa. FONTEhachioji-jissen.

Até mesmo os sapatos entram em critérios rigorosos, dado que você não pode usar o mesmo sapato que usou na rua dentro da escola.

A limpeza é responsabilidade do aluno

Os japoneses zelam muito por uma boa educação, logo, desde cedo as crianças aprendem sobre responsabilidades e boas maneiras. A limpeza da escola é feita pelos alunos, que são encarregados de realizar tarefas, como lavar o banheiro, arrumar a sala ou servir a refeição dos colegas.

Alunos da Escola Primária de Xingnan. FONTE: Koh Mui Fong.

 

Alimentação

Muitas escolas proíbem que o aluno traga alimento de casa, principalmente se for algo industrializado. Entretanto, isso não significa que eles vão ficar o dia inteiro sem comer, pelo contrário, a comida servida aos alunos é bem balanceada, e o menu é desenvolvido por nutricionistas. 

Os pais não podem levar os filhos para a escola

Desde o primário, as crianças não podem ir para a escola de carro ou de ônibus, portanto, desde novas elas vão a pé em grupinhos. E em alguns casos, é liberado ir com uma bicicleta que precisa respeitar uma cor padrão, porém isso depende da distância da sua escola. Tudo isso, é para que as crianças aprendam a ser independentes. 

Ao chegar no ensino médio, os alunos passam a escolher a sua instituição de ensino, podendo acontecer dela ser em outro bairro. Por consequência disso, eles podem utilizar o metrô e ônibus. 


Crianças indo para escola com grupos do bairro. FONTE: Rogério Kubota

Estudar sai caro

Até mesmo as escola públicas possuem mensalidade, claro que em um preço bem mais acessível do que as particulares, e em alguns caso o governo ajuda as famílias que têm dificuldades para pagar. Além disso, há uma gigantesca lista de materiais que precisa ser seguida, afinal, pedir algo emprestado não é muito bem visto, fazendo com que o aluno leve até bronca do professor. 

Os materiais vão desde o hashi que se usa para comer até aqueles específicos para as aulas extracurriculares. Língua japonesa, estudos sociais, matemática, ciências, música, artes, saúde, educação física, economia doméstica e marcenaria, estão entre as disciplinas dos alunos.


FONTE: Anime Your Name.

Aulas Extracurriculares 

Como uma forma das crianças não ficarem sem o que fazer depois das aulas, as aulas extracurriculares são obrigatórias, ou seja, o aluno passa praticamente o dia inteiro na escola. 

A aulas variam de acordo com cada escola: Natação, vôlei, basquete, tênis, ping-pong, música e pintura; são os exemplos mais comuns. 

Regras

Nem tudo é a perfeição que os doramas mostram, as escolas japonesas são conhecidas pelas suas regras rigorosas. Confira algumas:

  1. O uniforme tem que está impecável, sem faltar nenhum item, além de ter de respeitar a questão de comprimento. Saia acima do joelho, nem pensar!
  2. É necessário seguir um padrão entre os alunos, portanto, fazer a sobrancelha, usar maquiagem, acessórios, pintar o cabelo e as unhas,  são coisas proibidas. No caso dos meninos, eles não podem nem ter cabelos abaixo das orelhas.
  3. Não pode levar celular para a escola.
  4. Nada de falar com os mais velhos, que são os “senpai”.
  5. Chegar atrasado nas aulas, ou faltar. - A questão de falta é tão séria, que pode acontecer de um funcionário ir até a sua casa para saber o motivo de não ter ido a aula.
  6. Ficar na rua após as aulas, ou seja, ao sair da escola, o estudante tem que ir direto para casa. Há até mesmo toques de recolher para menores de 18 anos.

Saúde Mental e o Bullying

Infelizmente o Bullying ( Ijime) é algo que acontece com muita frequência entre os japoneses, assim como é retratado em muito animes e doramas. Ademais, os estudantes recebem muita pressão para serem os melhores nos estudos, especialmente na época do vestibular. Consequentemente, isso prejudica muito a saúde mental, levando o Japão a ser um dos países que mais cometem suicídios do mundo. 


 Anime, A voz do silêncio. FONTE : Ultrajando

A matéria foi produzida tendo como base relatos de pessoas que estudaram nas escolas do Japão. Todavia, algumas coisa podem variar de escola para escola, além de ocorrer de algumas coisas serem mais liberais entre os alunos mais velhos.


REFERÊNCIAS

JAPONESSICA. 25 FATOS SOBRE A ESCOLA JAPONESA. 2016. (6m 0s). Dísponivel em: <https://www.youtube.com/watch?v=BTLowjrkq3s&t=2s> : 19  Set. 2019. 

HUDZ, Déborah. 13 COISAS QUE SÃO PROIBIDAS NA ESCOLA JAPONESA. 2016. (11m19s). Dísponivel em: <
https://www.youtube.com/watch?v=Uuh0PoxldeU>. Acesso: 19 Set. 2019. 

HIRATA, Jessica. 15 REGRAS DE ESCOLA JAPONESA. 2017. (11m28). Dísponivel em:
<
https://youtu.be/MXBSBKtxdTI>. Acesso: 19 Set. 2019. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »