23/10/2019 às 19h53min - Atualizada em 23/10/2019 às 19h53min

Mottainai: eliminando o desperdício

Conheça a técnica criada por Tiemi Yamashita, estrategista social

Letícia Agata Nogueira - Editado por Alinne Morais
(Foto: Divulgação / Internet)

É notável a preocupação das pessoas e organizações a respeito do aquecimento global. Dessa forma, muitos vêm se mobilizando para ter uma vida mais sustentável. Não está sendo diferente para Tiemi Yamashita, conhecida como caçadora de desperdícios. 

Tiemi trabalha e ministra sobre a técnica Mottainai, palavra japonesa. Mottai significa “digno” e nai significa “não”. A junção de ambas dá origem ao “indigno”. Yamashita descobriu, ao longo de sua vivência, que toda vez que um recurso é desperdiçado, a pessoa que o levou a tal ponto é indigna do que estava consumindo. Portanto, ela comete um mottainai.

Como estrategista social, Yamashita fez uma palestra no dia 2 de agosto, no Bradesco Seguros. A palestrante se caracterizou com um traje japonês, exaltando sua descendência e capturando a atenção da plateia. Ao chegar ao palco, cumprimentou os ouvintes com uma reverência oriental. Após isso, explicou que o gesto significa reconhecimento, respeito, educação e conexão.


Tiemi Yamashita (Foto: Letícia Agata Nogueira)

No evento, teve oportunidade de explicar a técnica em três passos:

  1. Valor: devemos reconhecer o valor dos recursos que temos;
  2. Reconhecer cadeia: devemos reconhecer a cadeia produtiva das coisas, pois antes do recurso chegar até nós, muitas pessoas trabalharam para que isso pudesse se tornar realidade. Ou seja, devemos honrar as pessoas que trabalharam para consumirmos o que temos hoje em mãos;
  3. Gratidão: devemos reconhecer que somos privilegiados pelos recursos que temos. 


Tiemi fez a plateia refletir sobre a finalidade dos recursos que possuem, os quais são classificados como tangíveis e intangíveis. O primeiro se refere àquilo que é visível, sendo ambiental, estrutural, financeiro ou concreto. O segundo é tudo aquilo que é invisível, sendo cultura, conhecimento, experiência ou confiança. Esses, de acordo com a palestrante, são capazes de driblar todos os recursos tangíveis. Dentre todos os recursos, Yamashita alerta que o mais importante é a atenção. 

A estrategista deu dicas sobre como fidelizar clientes. Para ela, quando há qualidade nas operações e na construção coletiva, é possível economizar tempo e dinheiro, os quais não serão mais desperdiçados. 

Além disso, explica que para contribuirmos com o meio ambiente, temos o poder de consumirmos o mínimo necessário de forma máxima possível. A idealizadora do movimento deixa algumas dicas de contribuição ao meio ambiente:

  • Reduzindo copos descartáveis;
  • Reduzindo impressão de papel;
  • Usando o banheiro de forma sustentável;
  • Usando o e-mail de forma sustentável;
  • Usando o WhatsApp de forma sustentável.
 

Tiemi Yamashita acredita estar cumprindo sua finalidade ensinando o método Mottainai, acreditando que sua história com o desperdício pode impactar e incentivar muitos a eliminarem seus desperdícios. A palestrante conta que enxerga as pessoas mais felizes após entenderem o método. “Por incrível que pareça, acho que elas percebem que elas já têm muitos recursos, não precisam consumir tanto e mais gratidão. Esse é o maior impacto delas e elas terem essa nova visão e começarem a fazer novas escolhas”.

Evany Benazir de Andrade, gerente do departamento de relações institucionais e de sustentabilidade do Bradesco Seguros, conta que a palestra foi surpreendente, pois o tema foi tratado de forma leve e engajou muitos funcionários a estarem presentes. “Ela trouxe de uma maneira leve o tema da sustentabilidade, tratando o desperdício de uma forma leve e onde as pessoas conseguiram conectar a sustentabilidade ao desperdício de uma forma que elas percebessem que isso está conectado nelas, que elas fazem parte disso e que elas podem contribuir evitando o desperdício no seu dia a dia, como elas podem contribuir aqui na empresa e como isso se relaciona com o próprio mundo”. 



Evany Benazir de Andrade ao lado de Tiemi Yamashita. (Foto: Letícia Agata Nogueira)

 

Evany completa que, por mais que algumas atitudes pareçam pequenas, fazem diferença quando vistas como um todo. Além disso, a gerente achou de extrema importância quando Tiemi falou sobre o desperdício intelectual e de talento. “A sustentabilidade é tudo isso muito amplo. Eu acho que isso contribui para dar essa visão mais ampla de sustentabilidade até do cliente, que ela falou de como a gente desperdiça em não explicar as coisas para os clientes, de fazer o melhor para o cliente. Então todos esses links que ela fez com sustentabilidade foram muitos valiosos”. 

Priscila Paula, integrante da organização, conta que a palestra superou suas expectativas. “A palestra foi mais do que eu esperava. Ela conseguiu a nossa atenção comentando sobre fatos do que ela vivenciou, com uma simplicidade nas palavras e nos exemplos em que relatou ao longo de sua palestra. A forma como relatou o que passou na infância e a marcou para estar onde ela está hoje, demonstra que para alcançarmos o que queremos depende apenas de nós, independente do seu grau de escolaridade, influências e sabedoria. Demonstrou garra e que podemos nós destacar com algo simples, que às vezes não vemos”. 

Priscila pôde entender que não é necessário uma grande quantidade de recursos para aproveitar o mínimo de algo tangível ou intangível. É necessário usar o mínimo e não desperdiçá-lo.

Ao final do evento, cada participante recebeu um "biscoito da consciência", individual e instransferível, acompanhado de uma frase reflexiva sobre o tema.



Biscoitos da consciência. (Foto: Letícia Agata Nogueira)


 

Quer saber mais sobre Mottainai? Acesse o site: http://mottainaisustentabilidade.com.br

Ouça o podcast do Mottainai no sistema Andoid: https://podcasts.apple.com/br/podcast/mottainai/id1439698585?l=en

Ouça o podcast do Mottainai no iOS: https://podcasts.apple.com/br/podcast/mottainai/id1439698585?l=en

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »