26/10/2020 às 17h46min - Atualizada em 26/10/2020 às 17h40min

A retratação da vida adolescente na Hq Alienados

A Hq lançada em 2020 pela editora BOOM! Studios trata de assuntos importantes para a vida dos jovens e dos adultos.

Nathalin Gorska - Editado por Fernanda Simplicio
FONTE: Capa Alienados nº1, 2020

A história apresenta três adolescentes que se deparam com uma “Entidade” recém nascida durante o caminho para a escola. Com uma trama que apresenta segredos, medos e a vida adolescente a Hq apresenta diversas situações da vida dos jovens, e conta com 6 volumes até o momento.
Entre os principais assuntos apresentados temos gravidez na adolescência, abandono parental, depressão, ansiedade e Inseguranças.

Ao longo do quadrinho vemos Samantha, uma jovem com vários segredos e inseguranças, e que posteriormente é apresentado um dos motivos que levou a jovem a se tornar ‘excluída’, Samantha ficou gravida e precisou entregar seu bebê para adoção, já que o pai da criança os abandonou, e Samantha era muito jovem para cuidar de uma criança. Ela passa então a ser julgada por outras pessoas de sua escola.

Segundo dados do Governo, cerca de 930 adolescentes dão a luz diariamente no Brasil, o assunto é pouco comentado nas escolas, o que gera diversas discussões sobre a falta de informação para os jovens brasileiros.

Samir, um jovem muçulmano que passou a infância e a adolescência se culpando pelo pai ter abandonado pela sua família está em busca de respostas. Durante as cenas com o jovem podemos ver questionamentos da parte de Samir “O que te levou porta a fora? O que quebrou nossa família? Foi a forma que eu me visto? O jeito que eu ferrei a Fatiha? Foi por que eu bocejei quando você me falou sobre o velho continente? Ou foi o Jack da casa ao lado”.

No Brasil, 5,5 milhões de crianças não tem o nome do pai no registro, o abandono parental é uma realidade brasileira, e deixa marcas claras em uma sociedade, mas o abandono não ocorre somente na infância, mas também quando os filhos assumem ser quem são.

Samuel é um jovem que cansou de ser invisível, de sempre ser colocado em segundo lugar e de nunca ser levado a sério. Em um dos capítulos do jovem, o título é “trabalho em primeiro lugar”, já que sua mão sempre prioriza o trabalho. Durante a HQ é apresentado a revolta de Samuel e como ele queria mudar o mundo, tomando atitudes drásticas durante o caminho.

Segundo dados da OMS entre 10% e 20% dos jovens vivenciam problemas de saúde mental, sejam eles transtornos emocionais ou comportamentais.

O quadrinho possuí diversos gatilhos emocionais e no fim da Hq existe um anúncio informando o número da CVV (Centro de valorização da vida), que atende de forma voluntária todas as pessoas que querem e que precisam conversar, o Número no Brasil é 188.
 
REFERÊNCIAS:
5,5 milhões de crianças não tem o nome do pai no registro. Edição do Brasil, 17 de agosto de 2018. Disponível em: http://edicaodobrasil.com.br/2018/08/17/55-milhoes-de-criancas-nao-tem-nome-pai-no-registro/. Acesso em 23 de out. 2020.

SAÚDE mental dos adolescentes. OPAS Brasil, 2018. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5779:folha-informativa-saude-mental-dos-adolescentes&Itemid=839. Acesso em: 23 de out. 2020.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »