13/02/2021 às 12h24min - Atualizada em 13/02/2021 às 11h51min

Conheça os Webtoons, quadrinhos Sul Coreanos que fazem sucesso com adaptações audiovisuais

Com o grande êxito de alguns títulos, grandes empresas do serviço de streaming mostraram interesses em seguir com as adaptações

Rayana do Carmo - Editado por Bárbara Miranda

A Coreia do Sul não é mais tão estranha assim para o resto do mundo. A famosa “onda coreana”, ou Hallyu, está tornando essa cultura mais comum para as pessoas do outro lado do mundo e se destacando em diversas áreas, como cinema, televisão e, principalmente, a música.

Dentre essas tendências, um novo segmento vem chamando atenção. Os famosos Webtoon’s são uma  combinação das palavras “web” (internet)  e “cartoon” (desenho), e tem como principal característica serem histórias em quadrinhos periódicos, lançadas digitalmente e desenvolvidas pensando na leitura em rolagem vertical. Os capítulos são coloridos e apresentam ordem de leitura igual a do ocidente: da esquerda para a direita e de cima para baixo, ao contrário da leitura dos mangás japoneses, por exemplo.

Mas, para poderem chegar até essa popularidade de hoje, o caminho foi tortuoso. Passando por censura, crise no mercado e até modificações em sua estrutura, como o surgimento da internet e smartphones, os quadrinhos sul-coreanos tiveram que lutar pelo seu lugar de destaque.

Nos anos 90, uma crise na Coreia do Sul envolvendo o segmento de quadrinhos mudou a forma de distribuição das histórias. A censura também seria um fator que dificultaria ainda mais a comercialização.

Taxadas como “histórias demonizadas” e serem más influências para os jovens as comics foram proibidas de serem comercializadas e a consequência foi a boa parte das editoras fecharem por falta de dinheiro.

Porém, foi nos anos 2000 que tudo mudou. A virada da década trouxe a salvação que essa indústria precisava. Foi com o surgimento da internet que as histórias em quadrinhos voltaram a fazer sucesso, principalmente por serem de graça. Esse marco foi um ponto de virada para as webtoon’s se tornarem o fenômeno que são hoje em dia.

Por conta de seus altos números de leitores, essa nova onda de quadrinhos coreanos começou a chamar a atenção de serviços de streaming’s populares, conseguindo até adaptações voltadas para a  tv em formato de séries e animes. Como é o caso dos títulos que estrearam no ano passado no serviço de streaming Crunchyroll, God of Highschool e Tower of God.  

O sucesso desses títulos foi uma aposta para esses serviços. Falando principalmente na Crunchyroll, o serviço apostou na adaptação de Tower of God como um de seus primeiros lançamentos “originais” dentro da plataforma. Com mais de um bilhão de visualizações no site Webtoon, 474 capítulos divididos em 3 temporadas, o lançamento em formato de anime foi extremamente aguardado e se tornou um fenômeno em pouco tempo. 

O serviço de streaming Netflix também entrou na onda e adquiriu os direitos da adaptação para live action da webtoon Sweet Home. Com um “ar” sombrio e apocalíptico, a série, lançada também no ano passado, possui 10 capítulos até o momento.

Série coreana “Sweet Home”, da Netflix

Série coreana “Sweet Home”, da Netflix

Fonte : Netflix

REFERÊNCIAS

BRAZ, Rafael. "Sweet Home": terror coreano da Netflix é tenso e muito divertido. A Gazeta. dezembro, 2020. Disponível em: <https://www.agazeta.com.br/colunas/rafael-braz/sweet-home-terror-coreano-da-netflix-e-tenso-e-muito-divertido-1220 >. Acesso em: 12 de fevereiro 2021.

GANIKO, Priscila. O fenômeno das webtoons, os quadrinhos digitais sul-coreanos. Jovem Nerd. Abril, 2020. Disponível em: <https://jovemnerd.com.br/direto-do-bunker/o-fenomeno-das-webtoons-os-quadrinhos-digitais-sul-coreanos/ >. Acesso em: 12 de fevereiro, 2021.

GARCIA, Fabricio. Conheça Tower of God, o sucesso da Coreia do Sul que ganhou um anime. Omelete. Abril, 2020. Disponível em: <https://www.omelete.com.br/anime-manga/tower-of-god-anime-conheca>. Acesso em: 12 de fevereiro, 2021.

 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »